CHAKRAS E PSORÍASE


o Chacra Cardíaco tem cor verde
Uma das doenças mais antigas da humanidade, ainda assim pouco conhecida  e sem perspectiva de cura definitiva, a psoríase gera grande incômodo no portador e muitas vezes preconceito social e até repulsa, decorrente da falta de conhecimento desta patologia que consiste basicamente na reposição celular anormal e não é contagiosa. Os possíveis fatores  que influenciam o aparecimento da psoríase, de acordo com estudos conduzidos até o presente momento são: genética, lesões físicas, clima frio e seco, o uso de certas drogas, alterações circulatórias e imunológicas. 
Alguns estudos de caso comprovam a eficácia de terapias naturalistas como tratamento complementar para casos de psoríase. Além dos benefícios relacionados às lesões, é evidente que certas práticas como massoterapia, reflexologia, aromaterapia, musicoterapia, arteterapia e terapia floral contribuem de forma significativa para a promoção da auto-estima e bem estar do interagente, que é fundamental para a melhora das lesões cutâneas e espaçamento das crises. Hoje abordaremos o benefício da terapia de Equilíbrio dos Chackras como ferramente complementar para o tratamento da psoríase.


COMPORTAMENTO DA PSORÍASE - sendo uma doença crônica, a psoríase apresenta recidivas periódicas alternadas com períodos de inatividade. As crises frequentemente surgem após um forte impacto emocional sofrido pelo portador - mortes, separações, decepções - e podem durar de semanas a meses.
OS CHACKRAS E AS CÉLULAS T
CÉLULAS T - São linfócitos (glóbulos brancos), agentes da imunidade que reconhecem e atacam células estranhas ao organismo como cancerígenas, fungos, parasitas. Originam-se na medula óssea. 
INFLUÊNCIA NA PSORÍASE
Um fato importante descoberto a partir de estudos é que a erupção cutânea nas crises de psoríase coincide com a infiltração de células T na epiderme, determinando uma doença auto-imune. É interessante notar que as células T sofrem maturação no Timo (glândula localizada sobre o esterno) que corresponde ao 4o. Chackra, o Chackra Cardíaco, que governa o Timo e também é responsável por outros órgãos ligados ao sistema emocional que são coração, pulmões, sistemas respiratório e linfático, sistema imunológico, além dos braços e mãos - por tudo isso, durante uma crise ou alteração emocional, esse chackra pode estar apresentando uma disfunção energética e colaborar para o surgimento e agravamento da psoríase. Pelo estudo dos chackras, o desequilíbrio no chackra do coração representa a falta de amor próprio e a tentativa de compensá-la assumindo um comportamento gentil e atencioso além dos próprios limites, situação que provavelmente somatiza-se no físico por meio da psoríase, visto que a a pele estabelece o limite entre os corpos.
EQUILIBRANDO OS CHACKRAS
Os  3 Nadis: Ida, Píngala e Sushumna
Os chackras comunicam-se entre si através dos Nadis, ou meridianos, que são os canais de energia assim, o desequilíbrio em um dos chackras pode afetar outro. O desequilíbrio é detectado considerando-se determinados sintomas narrados pelo interagente que caracterizam queda energética, que poderá ser detectada pelo terapeuta devidamente treinado.
Durante a sessão de equilíbrio dos chackras, o terapeuta pode usar vários recursos combinados ou escolher um único mais adequado, conforme o perfil do interagente e sua resposta ao método proposto. Extremamente sensíveis e facilmente desequilibráveis, os chakras podem ser equilibrados com várias terapias como Radiestesia, cristaloterapia, e outras. Pelo exposto, podemos concluir que o equilíbrio energético pelos chakras é extremamente valioso no controle da psoríase. Mas não podemos esquecer que por se tratar de uma doença crônica e de origem emocional, requer uma abordagem multidisciplinar combinando várias modalidades terapêuticas como cromoterapia, psicoterapia, florais (que agem nos campos emocional e energético), tratamento tópico das lesões. Estudos realizados comprovam a eficácia no espaçamento e diminuição das crises, indicando um controle da psoríase e resultados relativamente rápidos quando comparados às abordagens tradicionais. Lembramos sempre que ao menor sintoma de alteração cutânea um dermatologista deve ser consultado para um diagnóstico preciso.

 

fonte://rharomasy.blogspot.com.br

 

por: Fatima dos Anjos

 

http://portalarcoiris.ning.com/

 

Agradecemos a inclusão deste site em seu compartilhamento.

 

╚══❘►Venham conhecer comunidade do Portal Arco Íris no facebook o link é:

 

https://www.facebook.com/PortalArcoIrisNucleoDeIntegracaoECuraCosmi...

Exibições: 1496

Respostas a este tópico

Muito bom!

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço