CURSO DOS ANJOS

“Curso dictado por Alexis Muetterken”

 

 

 

 

 

 

 

LIÇÃO 1 - ANJOS e METAFÍSICA

 

O que e quem são os anjos? Os anjos são os “auxiliadores invisíveis” que, após uma chamada nossa estão dispostos a intervir em nosso favor, mas sempre respeitando as leis do karma. Eles são seres de luz, de muitos níveis de desenvolvimento, que se movem em harmonia ao nosso redor. Eles são seres admiráveis cujas vidas inspiram e criam tudo na natureza.

 

Os anjos são seres espirituais, e todos nós somos seres espirituais, mas espiritual, não é sinônimo de religioso, embora muitas religiões possam ser muito espirituais. A espiritualidade é algo que todos nós trazemos que muitas vezes estamos desconectados.

 

O espiritual em nós é o que dá sentido à vida, fazendo-nos conectar com nossa essência, com a paz mental. Descobrir o mundo do espírito, como nos dizem os anjos, é como renascer.

 

Os anjos podem nos fazer lembrar de nossa origem espiritual e nosso propósito divino. Eles podem ajudar a recompor o nosso estado lamentável e viver uma vida de acordo com aquilo que realmente somos. Nós apenas temos que conversar com eles, pedir humildemente, na fé, com esperança, com convicção.

 

Seres de luz, anjos são manifestações do divino que esperam que nós os recebamos na simplicidade e pureza de coração, nos braços da criança mágica que existe dentro de cada um de nós. Eles querem que os abracemos, porque eles nos abraçam constantemente e nós não percebemos.

 

É impossível conciliar dentro de algumas classes, uma realidade que é tão múltipla e complexa como a dos anjos. Eu não tenho nada para ensinar, eu somente tentei extrair o melhor de muitos textos, reunindo pensamentos e filosofias, por vezes, muito diferentes umas das outras: a reunificar o pensamento cristão, o leigo, cabalista, Teosófico, etc.

 

Lendo todo o material disponível, percebi que todas aquelas coisas que até então só tinha intuído, finalmente, tomavam forma. Na mente e no coração eu tinha uma enorme bola de idéias, informações, conhecimentos parcialmente meus e parcialmente “sugeridos". A confusão e a desordem em minha mente começaram a montar o quebra-cabeça que representava o estudo dos anjos.

 

Estou convencido de que uma condição essencial para todo o trabalho com os Anjos é a convicção de sua existência, isto requer que tenhamos tanta informação sobre nós e eles quanto possível e descrevê-los de uma forma que seja aceitável para todos.

 

Há muitas coisas a dizer, algumas parecem ficções científicas, outras se dão naturalmente. Eu tento fazer o meu melhor com grande humildade e um grande espírito de serviço, mas meus meios são limitados e eles, pelo contrário, são muito complexos. Eu tenho certeza que enquanto eu escrevo isto, eu estou cercada por anjos que estão me ajudando a encontrar as palavras certas e as informações que convêm que eu transmita.

 

Se algo resulta obscuro, não é uma falha deles e sim que eu não tenho sabido interpretá-los corretamente. Ao longo da minha vida, eu venho tentando aumentar meu contato diário com esses seres de luz.

 

Você irá encontrar, talvez fora de ordem, mas na fraternidade total e além de todas as teologias, os anjos cristãos, cabalísticos, devas, espíritos da natureza, todos estão lado a lado com a perfeita harmonia que é sua propriedade, sem espírito de competição, sem necessidade de confrontar o outro.

 

O anjo é a energia, é presença, seja qual for o nome ou a imagem que a tradição humana tenha o denominado. O anjo é realidade. Que o homem moderno, acredite ou não, o anjo existe e nada vai mudar o seu ser. Não importa que não o vemos, tampouco podemos ver o som da música ou o cheiro de um perfume, mas isso não quer dizer que não existam. Além disso, não podermos ver com nossos olhos físicos não é o mais importante, porque há coisas como a eletricidade, que também não conseguimos ver, no entanto, percebemos os seus efeitos.

 

Com os anjos ocorre algo parecido. Como regra geral não podemos vê-los, a menos que eles desejem, mas podemos senti-los. Não há necessidade de fazermos complicados exercícios de visualização para ver os anjos. Você só precisa perceber, ou melhor, que você perceba os frutos do seu trabalho e o agradeça por isto. Entre todas as informações que irei fornecer ao decorrer das aulas, no final serão a sua mente e o seu coração que farão a eleição, é o seu instinto que te guiará para a maneira mais afinada com o seu modo de ver, sentir e pensar.

 

Eu acho que é minha tarefa de ir escolhendo, selecionando, extraindo e combinando os diferentes tópicos até torná-los uma base útil para a aprendizagem. Devemos compreender que os anjos querem ser nossos amigos. Eles são nossos companheiros na jornada da vida por este planeta cujo amor, luz e sabedoria podem enriquecer nossas vidas imensamente. Eles querem compartilhar conosco e nos ajudar a crescer para o único destino espiritual que é o nosso. Sua orientação e apoio são maravilhosos e devemos nos alegrar e dar graças por isto.

 

E nosso agradecimento vai – antes de tudo, em primeiro lugar - para a Fonte de onde procedem tanto os anjos quanto nós. Os próprios anjos não são esta Fonte. Eles não são divinos, embora, como nós, sejam imortais. Se seus rostos brilham com uma luz que não é terrena, é porque eles estão cheios de luz apenas. Como eu disse, os anjos não são nossos amigos, não são nossas ferramentas nem nossos criados pessoais aos quais podemos dar ordens. Servem a Deus que é Amor, e na única agenda que conhecem, é o Plano Divino.


Há uma chave na mesma palavra "anjo", derivada do grego Angelos, que significa "mensageiro". Os anjos são mensageiros de nosso Criador. Contêm em si os padrões básicos de Criação, que se manifestam em nosso mundo tridimensional.

 

Eles agem em conjunto com as nossas almas com a Mente Universal, para nos ajudar a melhorar a visão e o espírito, lembrando-nos da verdade, da beleza e da bondade que existe dentro de tudo. Ao invocar os nossos anjos para nos ajudar a realizar tarefas tanto banais como inspiradas, podemos confiar que tudo acontecerá de acordo com a Vontade Superior e não apenas com a nossa. Mediante a esta colaboração, perdemos a nossa sensação de separação/isolamento, nós começamos a entender que realmente não estamos sozinhos e sem apoio; que a nossa volta existe ajuda e orientação. Desta forma, começamos a nos abrirmos para o estado de gratidão no qual podem ocorrer os milagres.

 

A existência dos anjos começa exatamente no limite onde termina o nosso pensamento racional e lógico, onde termina o nosso mundo convencional e de rotina. Passando essa fronteira, começam a surpresa e o espanto. Aí é possível encontrá-los, sutis, leves, com rostos luminosos e bonitas vestes.

 

Eles estendendo as suas asas, irão nos ajudar a passar estas fronteiras racionais e chegar a um lugar onde nos transformamos a nós mesmos e começamos a ter fé novamente. Para isso é preciso dominar o nosso maior medo, o de ser diferente.

 

Podemos ter a certeza de que esse medo irá se dissolvendo e cada vez que caímos no desânimo, eles nos sustentarão com as suas asas. Cada vez que estivermos desorientados, sussurrarão aos nossos ouvidos mensagens fantásticas e nos deixarão sinais para nos mostrar o caminho, é tão fácil de perder.

 

As fadas e os duendes também transitam por estes caminhos, mas muitas pessoas não conseguem encontrá-los... Especialmente, se deixaram há muito tempo de sonhar e seus projetos foram cobertos com as ervas daninhas e gramíneas que crescem sobre os sonhos nunca realizados.

 

Os anjos nos ensinam também que as orações aprendidas na infância são uma proteção fortíssima e são fórmulas mágicas e, portanto, estão cheias de poder. Eles nos devolvem a magia, a fé em nossos sonhos, a confiança e a memória de uma origem muito antiga. A memória esquecida de sermos filhos do céu, os filhos de glória, filhos de Deus. Como escreve a popular autora Solara, o importante é que “recordemos quem somos e não voltemos a cair na ilusão de nos sentirmos como pequenos seres humanos que choram por algo fora de nós para nos ajudar e nos assistir".

 

Esta memória do nosso verdadeiro lar ou origem é um dos primeiros presentes que recebemos quando os anjos, ao nos comunicarmos com eles, nos permitem entrar cada vez mais e mais em seus domínios, com a facilidade que têm as crianças, para quem este mundo mágico está sempre aberto.

 

Quanto à forma de anjos, eles dizem que não estão limitados pela forma, que sua forma muda quando se movimentam, participando das qualidades dos reinos que transitam. Como não são perceptíveis por nossa vida normal e como mudam e se movem muito, em referência a nossa noção de forma, eles são amorfos.

 

Eu acredito que há momentos, quando desejam se comunicar com os humanos, em que adquirem uma forma densa com o propósito de que possamos percebê-los... Afinal, a maioria de nós nem pensaria em se comunicar com uma impressão em movimento. Aplicando este princípio, os espíritos menores da Natureza, isto é, os duendes, elfos,fadas, etc., são às vezes vistos pelas crianças, vestindo a moda tradicional da Idade Média. Este tipo de vestimentas provém de que naquele período alguns humanos ainda estavam no geral suficientemente próximos à natureza, como para se relacionar com o mundo das fadas.

 

CONTINUA...

 

 (Tradução de Verônica D’amore)

 

 

 

Exibições: 144

Respostas a este tópico

Querida Verônica,

Acabo de entrar para esse grupo angélico, pretendo acompanhar o curso que você está nos proporcionando, se algo eu tiver que fazer, favor me comunicar, obrigada.

Namastê

QUE DISCUÇÃO?

SE QUANDO TENHO DÚVIDAS VCS NÃO SABEM RESPONDER?

Monica Vescovini, tudo bem com você?  Parece ser isso? Mas, quando traduzi esta postagem, foi de um Curso dos Anjos do autor acima... nem sei se o tenho mais.  Não tive e não tenho a intenção de discutir a respeito ou de responder a dúvidas, pois estou no mesmo processo de crescimento e mudança. Por outro lado, poderíamos conversar, dialogar a respeito de tudo, mas o tempo tem sido muito diferente para cada um de nós. 

Grande abraço na luz,

Verônica D'amore.

RSS

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço