O amor é a solução


 


 

“Muitas pessoas não fazem ideia do poder que as energias positivas, amorosas e pacíficas tem em suas vidas. Posso dizer que já vi muitos casos de pessoas, situações e até doenças físicas se transformarem completamente graças à energia do bem sendo enviada para o problema, pessoa ou situação que nos aflige. Vamos contar rapidamente alguns desses casos para ilustrar como funciona a energia do amor em nossas vidas e como ela pode mudar tudo totalmente.

Sempre que posso, procuro incentivar as pessoas a reagirem amorosamente ao mal que lhes chega. Digo isso por dois motivos: o primeiro motivo é que, quase sempre, o mal que julgamos existir externamente a nós também se encontra dentro de nós mesmos, em ebulição no nosso interior. Por isso, quando irradiamos o bem ao outro, essas energias benéficas fazem bem, em primeiro lugar, a nós mesmos. Além disso, o mal que nos chega externamente sempre vem com o propósito de nos fazer enxergar e curar o mal que existe dentro de nós. O ser humano tem o costume de identificar o mal sempre fora, e nem desconfia o quanto de impurezas carrega em seu interior. O segundo motivo, como já dissemos, é que as energias do bem, da paz, do amor, da compreensão, quando emanadas a algo ou alguém, têm grande poder transformador, tanto de nós mesmos quanto do ambiente à nossa volta e das pessoas.

Um dos casos que tomei conhecimento foi de uma moça que trabalhava numa repartição pública e era severamente perseguida por sua chefe. Não importava estar certa ou errada em suas tarefas, não importava o contexto: a chefe sempre dava um jeito de culpá-la pelo problema e de expôr suas falhas energicamente. A moça estava saturada com tudo aquilo e muito raivosa com sua chefe. Ela me contou essa história e eu lhe aconselhei a tratar o problema de um modo diferente. Ao invés de pensar na chefe com raiva, desejando pular em seu pescoço sempre que a via, sugeri que ela começasse a tratar sua chefe muito bem, de forma gentil, amorosa, irradiando luz, paz e tranquilidade a ela. Disse também que ela deveria, antes de dormir, mentalizar sua chefe e enviar energias de amor, além de fazer orações pedindo tudo de positivo para essa pessoa. Ela decidiu aceitar esse desafio e começou a praticar tudo isso. O tempo passou… e, para sua grata surpresa, aos poucos a chefe começou a mudar sua atitude; começou a tratá-la melhor, a não mais persegui-la e até, em algumas poucas ocasiões, passou a elogiá-la em público. O resultado foi surpreendente. Isso mostrou a essa moça que o amor, quando canalizado de forma pura e desprendida, como pregam os mestres das religiões, os santos, e os avatares da humanidade, tem de fato um grande poder transformador. Projetar o amor, o bem e a paz ao outro; orar por ele, desejar sua felicidade, pode realmente mudar nossa vida e a vida de outras pessoas.

Tratar uma pessoa amorosamente; responder o mal com o bem; não devolver irritação com irritação, calúnia com calúnia, ofensa com ofensa, agressão com agressão, mas devolver, isso sim, a irritação com a calma, a calúnia com a verdade, a ofensa com o gentileza, a agressão com amor, é o melhor meio de se neutralizar a negatividade e de dissolver todo o mal. Aquele que recebe uma agressão e agride de volta, ou fica com raiva do agressor, alimenta aquela energia, amplifica o problema e planta as sementes da discórdia, da confusão e nos degrada em espírito. No caso da perseguição da chefe, o amor irradiado pela moça foi aos poucos mudando a vibração de ambas, suprindo o mau humor da chefe, inutilizando sua cisma e transmutando qualquer resquício de cólera.

Casos como esse se repetem todos os dias e a solução é mais simples do que a maioria pensa. Trata-se apenas de responder o mal com o bem, a obscuridade com a luz, a raiva com a tranquilidade, o ódio com amor. Há muitas outras situações de pais que fizeram o mesmo com os filhos e tudo melhorou; filhos que passaram a responder amorosamente ao padrasto e a situação se amenizou; parentes que se odiavam e passaram a conviver em harmonia após um deles começar a responder amorosamente e irradiar o amor ao outro. Tudo isso é simples de ser feito e está ao alcance de todos.

Uma pesquisa realizada com monges tibetanos torturados pelos militares chineses demonstrou o efeito benéfico do amor e do perdão sobre o combate dos traumas, da raiva, da mágoa, da depressão e de outros efeitos da tortura. Os monges tibetanos cultivam a crença de que a resposta amorosa e compassiva é a melhor saída para lidar com nossos detratores. O que aconteceu no Tibet com alguns monges foi o seguinte: no momento em que esses monges eram torturados pelos soldados chineses, ao invés de sentirem ódio por eles, de pensar negativamente sobre eles, ou de desejar seu mal, eles oravam e pediam que os soldados compreendessem o mal que estavam realizando; mentalizavam que seu espírito acordasse daquele sono de ilusão; pediam a inteligência da vida que os abençoasse e os fizesse bem, para que, assim, eles encontrassem o caminho do bem. Anos após a tortura, alguns psicólogos que analisaram o caso desses monges chegaram à conclusão de que eles não apresentavam os sinais clássicos do chamado TEPT (Transtorno de Estresse Pós-traumático), que é uma psicopatologia sofrida por pessoas que passaram por traumas intensos, torturas, acidentes e outras circunstâncias emocionais limítrofes. Os psicólogos concluíram que toda a mentalização positiva, amorosa e compreensiva que esses monges tiveram com seus algozes os salvou de danos psicológicos gravíssimos após a tortura. Isso mais uma vez nos demonstra que o amor, o perdão, a mentalização da paz, da compreensão, tudo isso pode não apenas transformar uma relação entre pessoas, mas também nos proteger efetivamente contra os efeitos deletérios do mal.

Ao longo de muitos anos trabalhando com terapia e atendendo voluntariamente de centenas ou milhares de pessoas que já me procuraram presencialmente ou nas redes sociais para resolver os mais diversos problemas, chego à conclusão de que o amor é uma surpreendente solução para praticamente tudo em nossa vida. Muitas pessoas acreditam que se dando bem na vida poderão viver com amor e paz, mas a verdade é exatamente o contrário: responder amorosamente, pacificamente, de forma compreensiva e compassiva aos problemas é justamente o modo de se dar bem na vida e encontrar ainda mais amor, mais paz e mais felicidade.

Aplicação Prática

A prática do amor é muito simples, mas difícil de ser executada por algumas pessoas. A aplicação dessa mensagem consiste no seguinte: quando uma pessoa estiver tomada pela ira, lançar-te brados ofensivos, desferir agressões gratuitas, perseguir-te, enganar-te ou lhe fizer qualquer tipo de mal, a primeira coisa a fazer é não reagir da mesma forma. Trate a pessoa com bondade, amabilidade, doçura e compreensão. Se a pessoa te ofender, responda de forma amorosa dentro do contexto do diálogo; se a pessoa te ferir e for embora, não pense nela com raiva, indignação ou revolta, mas deseje seu bem, irradie energias de paz e compaixão, ore por ela e peça a Deus que uma chuva de energia divina caia sobre ela; pense o bem sobre ela, pense amorosamente, deseje sua melhora; peça ao cosmos para abrir seus olhos; irradie pensamentos positivos e elevados para essa pessoa.

Depois que fizer isso, atente para uma coisa muito importante: não espere por resultados, muito menos que eles venham rapidamente. Não pense que você pode mudar a pessoa, pois não temos esse poder, mas você poderá transformar a relação entre você e ela. Faça apenas a sua parte sem esperar nada… Em algum momento a tendência é tudo ir melhorando, não apenas na situação, mas você ficando mais tranquilo e mais desprendido. Não desista… insista e confie na perfeição divina.

Deixe o bem, o amor e a paz inundarem sua vida. O resultado será paz, felicidade e liberdade.”

Hugo Lapa.

http://www.melhorconsciencia.com.br/2016/10/

Exibições: 221

Respostas a este tópico

GRATIDÃO Manuela 

Este tipo de textos são bálsamos e alegria para a minha alma.

Muito obrigada!

<3 <3 <3

Linda mensagem. obrigada.Vou tentar, mas é difícil agir assim.Obrigada.

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço