Contos de Amor e Alquimia do Ser!

Informação

Contos de Amor e Alquimia do Ser!

Também através da leitura encontramos um lugar de cura ao mais profundo Eu - lá reconhecemos a mudança e a realização de nosso Ser.

Local: Universo Interdimensional
Membros: 247
Última atividade: 17 Abr

Lilith


“Lilith

Lilith era sexualmente frígida e seu marido tinha quase certeza disso, não obstante todo o fingimento dela. Foi esse fato que causou o seguinte incidente:

Ela nunca se servia de açúcar porque não queria engordar e usava um adoçante. Eram pequenas pílulas brancas que carregava o tempo todo na bolsa. Um dia Lilith ficou sem seu adoçante e pediu ao marido que o comprasse quando viesse para casa. Assim, ele lhe trouxe um frasquinho igual ao que ela pedira, e Lilith pôs duas pílulas em seu café, depois do jantar.

Os dois sentaram-se juntos. Billy a fitava com a expressão de jovial tolerância que usava com freqüência, quando de seus ataques de nervos, suas crises de egoísmo, de auto-acusação, de pânico. A todo seu comportamento dramático ele reagia com inabalável bom humor e paciência. E Lilith ficava brigando sozinha, furiosa, passando por vastas crises emocionais em que ele não tomava parte.

Possivelmente tudo isso era um símbolo da tensão que não ocorria entre eles no plano sexual. Ele recusava todas as suas hostilidades, seus desafios violentos e primitivos, não se permitia entrar nessa arena emocional com Lilith e reagir à sua necessidade de ciúme, temores e batalhas.

Talvez se Billy tivesse aceito os desafios de Lilith e participado dos jogos de que ela gostava, lilith poderia ter sentido sua presença como algo mais que um mero impacto físico. Mas, o marido de Lilith não conhecia os prelúdios do desejo sexual, ou os estimulantes que certas naturezas selvagens exigem, e assim, em vez de reagir corretamente logo que via seus cabelos ficarem elétricos, seu rosto mais cheio de vida, seus olhos cintilantes, seu corpo irrequieto como o de um cavalo de corrida, retirava-se para sua parede de compreensão objetiva, de brincadeiras gentis e de plena aceitação de sua natureza, como alguém que observa um animal em um jardim zoológico e sorri de suas excentricidades, mas não se deixa envolver. Era isso que deixava Lilith em um estado de total isolamento – como um animal selvagem que habitava uma região deserta.”

( Anaïs Nin em Delta de Vênus)

Fórum de discussão

A Magia das Fadas - Filme completo dublado

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Renata Bucciarelli 17 Abr. 6 Respostas

Magia Alem das Palavras

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Renata Bucciarelli 3 Mar. 2 Respostas

A Linguagem do Coração ( Dica de filme)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Verônica D'amore 28 Fev, 2016. 1 Resposta

Escrevendo Uma Nova Vida (Filme)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Aniele Costa 10 Jan, 2016. 2 Respostas

Jethro Tull - Christmas Album (2003)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Conceicão Valadares 26 Dez, 2015. 1 Resposta

O PODER DO AMOR

Iniciado por Fatima dos Anjos 28 Jan, 2015. 0 Respostas

Fita Verde No Cabelo (Nova velha estória)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Roberto Ferraz Silveira Junior 27 Out, 2014. 1 Resposta

O Encanto das Fadas (Filme - 1997)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Marilu Pache de Faria 17 Jul, 2013. 1 Resposta

Somos Todos Diferentes - Filme Completo

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de josefa guedes da costa 8 Jul, 2013. 1 Resposta

Atenção! Disponível de novo o Filme: As Aventuras de Pi *

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Elvira Pontes Fonseca Ravestein 30 Maio, 2013. 6 Respostas

Horizonte Perdido (1973) * (Lost Horizon)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Luiz Fernando Santana 30 Maio, 2013. 4 Respostas

A Borboleta Azul - filmes completos dublados

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de cristina arauio 7 Mar, 2013. 2 Respostas

A Borboleta azul

Iniciado por Luiz Fernando Santana 7 Fev, 2013. 0 Respostas

Dica de Filme: A Fonte das Mulheres - Completo Dublado

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Luciana Nunes de Freitas 1 Jan, 2013. 3 Respostas

ATTILA FIAS *CHRISTMAS SPA (um CD de natal)

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de marcia aparecida marconato 14 Dez, 2012. 6 Respostas

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Contos de Amor e Alquimia do Ser! para adicionar comentários!

Comentário de Fatima dos Anjos em 4 março 2009 às 16:10

Amar É Inevitável

Roberto Shinyashiki

Amar é uma viagem a ser feita com alguém, na qual, ao mesmo tempo em que desfrutamos essa entrega, esvendamos os mistérios que ela nos apresenta a cada momento. O amor é uma força que nos leva a enfrentar
todos os nossos medos, criados desde as primeiras experiências dolorosas de aproximação.

Nos torna corajosos e ousados, prontos a desafiar o tédio e o comodismo, a enfrentar o cotidiano, sem deixá-lo se transformar em rotina. Ele faz nos sentirmos aprendizes, concedendo-nos a suprema compreensão de que, quando somos movidos pelo impulso do amor, realizamos algo.

No amor, não estamos nos submetendo ao outro, mas sim obedecendo às ordens do sábio que existe dentro de nossos corações. O amor nos dá coragem para enfrentar todas as mensagens negativas ouvidas na infância, do tipo "homem não presta" e "mulher só dá trabalho", que
poluem nossos pensamentos.

É um sentimento que nos proporciona a sensação de gratidão para com a existência; um sentimento de ser abençoado pela dádiva divina. Em retribuição, somos levados a cuidar desse amor. Por isso, não podemos
exigir a perfeição do ser amado, pois, como dizia o filósofo grego Aristóteles: "O amor é o sentimento dos seres imperfeitos, posto que a função do amor é levar o ser humano à perfeição".

O amor é muito mais que o encontro de dois corpos, muito mais que a união entre duas pessoas. É a própria consciência da existência: a crença nas forças divinas, que cuidam de todo o universo e que nos levam um ao outro, com a mesma fluidez com que aproximam uma nuvem de
uma montanha, que nos proporcionam é uma força sobre-humana que dão energia ao vento, ao mar e à chuva e que nos tornam grandes como pinheiros gigantescos.

No amor, seguimos um caminho realizando uma história, cujo final, apesar de todo o nosso conhecimento, só vamos saber quando a completarmos. A única certeza que temos é a de que o amor é uma condição inerente ao ser humano. Assim como a flor emana seu perfume,
o homem naturalmente exala o amor. Isso é tão inevitável quanto é impossível proibir a terra molhada de desprender seu cheiro.
Comentário de Verônica D'amore em 26 fevereiro 2009 às 2:09
Oi querida amiga Thelma,
Você poderá encontrar a continuaçaõ desse conto no livro com o título -"Delta de Vênus" de Anaïs Nin pela internet na Estante Virtual com certeza deve conseguir..deixo o endereço abaixo.Mas penso que ainda devem vender nas livrarias como essas coleções de bolso da editora LPM.

http://www.estantevirtual.com.br/mod_perl/info.cgi?livro=17767828

Boa leitura! Um bj em teu coração!
Comentário de Fatima dos Anjos em 22 fevereiro 2009 às 20:33
Amadinhas Verônica e Maria Elisete!
Concordo com Maria Elisete, nos estamos relembrando e fortalecendo a nossa unificação como filhos e filhas deste grande universo. Estou muito feliz e me sinto cada vez mais, perto de vocês. Agradeço também nosso Amado Clarindo, que como farol nos colocou uma pertinho da outra.
bjs em seus corações cristalinos.
Comentário de ॐMaria Elisete em 22 fevereiro 2009 às 20:24


Olá nós aqui "nova mente" sempre aprendendo de coração para coração que somos todos um só Coração uno com todo o universo...
 

Membros (247)

 
 
 

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço