As crianças precisam dos seus abraços

As crianças precisam dos seus abraços para se sentirem parte do mundo

Quando uma criança chega a este mundo, uma das primeiras coisas que vai sentir é a pele e o coração da sua mãe dando-lhe calor, afeto, emoções e o valor de sentir-se querido.

Podemos oferecer a um bebê muitas coisas: o alimento diário, um bom berço, a melhor roupa e um quarto cheio de estímulos visuais adequados. Entretanto, existe algo essencial que vai favorecer de forma prodigiosa o seu amadurecimento neural, físico e emocional: são os abraços, as carícias, as vozes chamando o seu nome...

Os abraços são as raízes que unem os pais com os seus filhos, é uma forma maravilhosa de reconhecê-los, de dar-lhes força, carinho e segurança. Fazemos parte um do outro e do próprio mundo.

Existem dados muito desanimadores sobra a criação dos bebês em alguns orfanatos do mundo. Aquelas crianças que não recebem abraços ou carinho têm um choro menos frequente porque compreendem que não vão ser sempre atendidos.

O seu desenvolvimento costuma ser mais lento, não sentem tanta curiosidade por aquilo que os rodeia porque não dispõem de segurança para explorar, carecem do vínculo com um adulto afetuoso que lhes sirva de mediador na sua busca por estímulos e sensações…

É vital que no dia a dia cuidemos desse contato físico com os nossos filhos. Os abraços criam conexões neurais, constroem sensações, pensamentos, afetos, medos, dúvidas, incertezas… Não importa que tenham dias de vida ou 12 anos de idade. Aproxime-os do seu coração sempre que puder (ainda que já estejam naquela idade de resistir).

Os abraços farão com que nossos filhos cresçam saudáveis

As crianças precisam dos seus abraços

Esse contato íntimo de pele com pele entre a mãe e os seus filhos durante os primeiros meses de vida proporciona um estímulo sensorial capaz de favorecer não somente o seu crescimento, mas também de reforçar o seu sistema imunológico, regular a sua temperatura e a sua respiração.

Os abraços e as carícias vão ser a primeira linguagem que as crianças receberão ao chegarem neste mundo. Certifique-se de que seja a linguagem do coração, do seu coração, e essa universalidade fique impregnada para sempre em sua mente.

Apesar da criação durante esses primeiros meses ser quase sempre muito íntima na relação mãe-filho, o papel dos pais também é vital, além de ser um modo excelente de reforçar ainda mais o desenvolvimento e a segurança do filho.

Os abraços constroem a personalidade

Se existe algum pai ou mãe que não dá importância suficiente para os abraços ou para as carícias, tudo isso acaba repercutindo na própria personalidade da criança.

  • Os abraços são a forma mais significativa de criar o vínculo entre pais e filhos.
  • Esse gesto de carinho faz com que a criança sinta-se amada. Uma criança amada é uma criança segura, tranquila, que não teme a incerteza, que se sente reconhecida.
  • Os pais são o primeiro contato social da criança com o mundo. Se esse primeiro contato é frio, desigual ou ainda, agressivo, irão desconfiar do resto dos contextos sociais a medida que crescerem.
  • As crianças necessitam de um apego seguro e estável durante a sua infância. O apego fortalece o vínculo que, por sua vez, faz com que sintam reconhecidos.
  • Uma criança que se sente reconhecida não irá se sentir somente parte da sua família, mas também parte do mundo. Isso fará com que confie mais em si mesma, que tenha uma boa percepção da sua pessoa e da sua capacidade.

As crianças precisam dos seus abraços

Os abraços relaxam e os convidam a ver o mundo

Já havia pensado alguma vez nisso? Os bebês passam grande parte do dia deitados nos seus berços em posição horizontal. A partir do momento em que um adulto pega-o nos braços, abraça-o e o aconchega, ele tem a oportunidade de ver o mundo através deles e o fazem da melhor forma possível: com calma, sentindo-se amados.

Não existe momento mais agradável do que aqueles dias em que começamos a descobrir o mundo rodeados pelos braços dos nossos pais e das nossas mães. A vida se apresenta em mil formas e mil cores, aterrorizante e emocionante ao mesmo tempo, com o som das batidas coração dos nossos familiares.

Não existe nada mais tranquilizante e satisfatório que um abraço. Se quando adultos necessitamos deles para reforçar o vínculo, acalmar o estresse ou apagar dúvidas, no caso das crianças a necessidade é ainda mais relevante.

O choro nos bebês, por exemplo, nunca é injusto. E em algumas ocasiões os seus choros não são decorrentes da fome, do frio ou de algum incômodo momentâneo. Eles também reclamam afeto, precisam dos seus abraços para acabar com o medo universal em toda criatura: a solidão e o abandono. Não economize em abraços no seu dia a dia, não custam dinheiro e possuem uma força e intensidade do universo inteiro.

As crianças precisam dos seus abraços

Imagens cortesia de Amélie Thiebaud, Pascal Campion e Claudia Tremblay.

http://amenteemaravilhosa.com.br/as-criancas-precisam-dos-seus-abra...

Exibições: 528

Respostas a este tópico

Gratidão Sempre!

Lindo!

Um show de psicologia. obrigada. Lindas imagens.

Verdadeiras palavras. Obrigada.

Resultado de imagem para Mensagem FELIZ DIA DAS CRIANÇAS

Abraçar um filho é o que é de mais puro no sere humano 

EU tenho um filho com 40 anos e cada vez que vem a casa eu o abraço com todo o amor que tenho dentro de mim 

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço