"Bem – aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra”.
Quando confrontamos estas palavras de Jesus, à luz de toda a cultura de violência e de vencer a qualquer custo, com as quais estamos acostumados a conviver, parece-nos que Jesus está falando algo inacessível, ou inaceitável à nossa realidade.
Mansidão, à luz da perspectiva de Jesus, é a virtude através da qual aprendemos a entregar a Deus todos os nossos direitos, e confiarmos, que Ele nos conduzirá à vitória. Isto não implica em passividade diante da vida, mas, sim, a uma nova visão da vida, marcada pela não-violência, ao não-desrespeito às outras pessoas, não-agressividade e a não-satisfação em vencer às custas da derrota e do aniquilamento de outrem.
Convivemos com alguns pontos permanentes de irritação que, se não forem bem trabalhados em nós, produzirão violência, e destruição, diante das pessoas, e das circunstâncias, ao nosso redor.
Existe sempre alguém, perto de nós, a nos, irritar, nos “tirar do sério” e, muitas vezes, a nos obrigar a tomar atitudes que não fazem parte da nossa natureza. Saber viver bem é também saber lidar com estas pessoas, evitando-as, ao máximo e, sobretudo, evitando que elas nos dominem, com toda a sua negatividade. Do ponto de vista espiritual, a atitude mais correta em relação a essas pessoas, é perdoa-las;exercendo a paciência e a misericórdia.
Uma pessoa emocionalmente ajustada, amadurecida, é também aquela que aprende a conviver com o inesperado, com as circunstâncias diante das quais nós não temos qualquer tipo de controle. Por isso mesmo, é que presenciamos a violência no trânsito, no trabalho, na família, etc. Mansidão é saber lidar com o inevitável e construir, com paciência e determinação, uma ponte entre o caos e a paz. A vida será sempre cheia de surpresas desagradáveis!
“Os mansos herdarão a terra”; quer dizer, viverão mais e sofrerão menos; terão menos motivos para ansiedades e, por conseguinte, serão menos agressivos, ou, violentos.
Os mansos aprendem a ver a vida, coisas e pessoas com mais praticidade, sob uma ótica diferente. Por isso, até a sua maneira de falar passa a ser também, diferente; com brandura e mel, ao invés de violência e fel. E nossas palavras são sementes que estamos plantando dia após dia. Por isso, a Bíblia diz: “A palavra branda desvia o furor e áspera provoca a ira”.
Procure refletir sobre isto e, quem sabe, você estava dando uma nova chance a você mesmo, ao seu casamento, seus filhos e seus amigos, semeando uma vida melhor.

Pr. Estevam Fernandes de Oliveira

Exibições: 214

Respostas a este tópico

   SEM SOMBRA DE DÚVIDA.

É um desafio constante e não é fácil mas nosso esforço nos levará a praticar a mansuetude em nossas vidas. Só precisamos dar o primeiro passo e não parar mais.

Obrigada pela elucidação tão clara.

Paz em vosso coração!

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço