S.F. são as sementes que se encontram dentro de vagens. veta Também possuem um elevado teor de proteínas, tornando o uso da proteína animal desnecessária. Possui reacção ácida, o que a torna incompatível com os cereais.
Basta comê-las duas a três vezes por semana e, de preferência, no almoço em poucas quantidades para evitar ficar com a sensação de enchimento. Isso não impede que misturemos, uma vez por outra, no mesmo prato, feijão e arroz. Uma vez que já foi falado das reacções que eles causam, resta apenas aceitar as flatulências que obviamente surgirão.
Neste bloco, você encontrará os aminoácidos essenciais para que o corpo possa sintetizar as proteínas de que necessitamos. Durante o seu cozimento, libertam muitas purinas que são as responsáveis pelos gases, muitas vezes, pelas dores de cabeça. Podemos amenizar
seus efeitos meteoros, bebendo muita água uma hora depois da refeição. As leguminosas devem sempre ser combinadas com legumes por causa do teor de azoto que possuem, podendo, portanto, provocar a gota e o reumatismo. A prova maior disso são os
aborígenes da Índia que se alimentavam exclusivamente de leguminosas por falta de outros legumes e lá foi constatado um elevado índice dessas duas doenças.
1. FEIJÃO PRETO
2. FEIJÃO VERMELHO
3. FEIJÃO FRADINHO
4. FEIJÃO BRANCO
5. FEIJÃO DE CORDA
6. FEIJÃO VERDE
7. FEIJÃO AZUKI
8. FEIJÃO MONG
9. FEIJÃO DE SOJA
10. FAVAS
11. ERVILHAS VERDES
12. ERVILHAS SECAS
13. ERVILHAS DE QUEBRAR
14. LENTILHA AMARELA
15. LENTILHA LARANJA
16. LENTILHA PRETA
17. LENTILHA CASTANHA GRANDE
18. LENTILHA CASTANHA PEQUENA
19. VAGEM
20. Grão-de-bico
21. AMENDOIM
22. TREMOÇOS
*************************************************************************

LEGUMES - S.M. define geralmente os vegetais que se encontram acima do solo.
- Neste bloco, vamos buscar as vitaminas em grandes proporções, como é o caso das abóboras riquíssimas em vitamina C. Os sais minerais geralmente encontrados nos legumes mais esbranquiçados como os chuchus, pepinos, etc. Encontramos cálcio em abundância
nos brócolos, couve-flor e muito mais. Quando bem preparados, têm fácil digestão e fazem parte da maioria das sopas. Atenção para não jogar a água da cozedura fora, como fazem as donas-de-casa, pois os nutrientes vão juntos para o balde do lixo. Sempre que
cozê-los, faça-o em pouca água e o excedente use para fazer o arroz, as sopas, os pães e tudo o mais que quiser. Só não cometa a loucura de jogá-la no lavatório. Como existem muitos, a rotatividade vai-lhe permitir comer com bastante variedade durante muitos dias,
sem repetição, desde que no mercado onde você costuma ir tenha em grandes variedades. Foram citados os mais conhecidos mas, isso não impede que você descubra outros e os acrescente na sua lista. No momento, eu só consegui catalogar estes.
Geralmente, têm um tempo de cozedura muito curto indo no máximo a dez minutos.
Evite cozê-los até desmancharem e sempre que puder não retire a casca, pois ela ajuda a conservar os nutrientes durante a fervura. Podem ser comidos a qualquer hora, sendo muito proveitoso fazer caldos para tomar pela manhã. Não podem deixar de ser comidos
por todos aqueles que costumam comer sempre alimentos beneficiados, pois neles vamos buscar os sais para facilitar a digestão dos mesmos. Veja abaixo a lista e o uso que podemos fazer com cada um deles.
1. ABÓBORA: cozida, em sopas e feita como puré.
2. ABÓBORA BOLINA: só conheço seu uso em doces, mas pode ser comida cozida. Seu aspecto branco tira um pouco a atracção do seu sabor. Experimente fazê-la também nas sopas.
3. ABÓBORA CHILA: geralmente para doces, mas também podemos comê-la da mesma forma das outras.
4. ABÓBORA CABAÇA: cozida em sopas.
5. ABÓBORA ROKAIDO: muito boa para cremes, pois tem uma boa consistência.
6. ABÓBORA DE LEITE; é óptima com feijão, na sopa e com arroz.
7. ABÓBORA CABOCLO: idem.
8. ABOBORINHA OU COURGETES: suflês, cozida e sopas.
9. BERINGELA: suflês, frita, em pizas e cozida.
10. CHUCHU: em sopas, suflês e cozido.
11. QUIABO (deu origem ao carurú, comida típica da Bahia): em sopas, com feijão.
12. MAXIXE: com feijão, em sopas e cozido.
13. GILÓ: cozido, possui um amargo muito intenso, o que dificulta o seu uso.
15. TOMATE: como tempero para todas as comidas e molho para piza.
16. PIMENTÃO: também tempera várias comidas, assado, recheado, cozido e cru em saladas.
17. PEPINOS: geralmente em saladas, não devemos retirar a casca e sim o seu leite que o torna indigesto.
18. ESPARGOS: em creme são uma maravilha, em pizas e cozidos.
19. COGUMELOS (FUNGO): em pizas, tortas, fritos e cru em saladas.
20. COUVE-FLOR: suflês, empadão, fica muito boa cozida ao vapor, no molho de azeite, alho, orégãos e shoyo.
21. BRÓCOLOS: igual a couve-flor.
22. ALCACHOFRA: no molho de tomate. É óptima para o fígado.
23. ALCAPARRAS: geralmente só encontramos em conservas e usamos em saladas.

Exibições: 40

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço