Há no planeta Terra, uma rede geométrica e eletromagnética para cada espécie. Algo assim comparável com um telefone celular que trabalha em uma freqüência específica e onde apenas outros aparelhos estão ajustados para receber e transmitir por ela sem interferir em outros sistemas que utilizam outra rede com outra freqüência. Cada espécie que habita no planeta possui a sua freqüência denominada REDE CRÍSTICA.  Viver é vibrar, e toda vibração possui uma frequência energética.
                        Veja aqui a matéria completa
Na Terra hoje são cerca de 15 milhões de redes e desde os inícios da vida no nosso planeta isto vem decaindo, mas já foram aproximadamente 30 milhões no seu começo.
Assim desde a queda de Lemúria /Atlântida, onde tínhamos nossos 12 Dna ativos, vem sendo reconstruída a Rede Geométrica/eletromagnética Crística na Terra, que favorece a re-conexão do nosso Dna Sagrado, que decaiu desde então a somente 2 fitas ativas.
Há no planeta 4 redes geométricas/eletromagnéticas importantes, quais sejam:
1.    A rede Magnética Gravitacional
Ela nos mantém em nosso campo gravitacional ao redor do Sol, nossa Estrela. Estando associada ao eixo magnético da Terra, é uma energia feminina e está associada às emoções, o que, com os atuais movimentos no eixo gravitacional da Terra provoca um caos de emoções.


2.    A Rede Telúrica
É uma trama de linhas que se estendem por falhas geológicas e zonas geopatógenas, são irregulares e geradas por poderosas forças planetárias. Na antiguidade se conhecia essa rede, por isso se evitava construir e ou realizar atividades em locais onde havia pontos/regiões negativos, hoje essa ciência ressurge com a Geobiologia. É uma rede de natureza feminina, ligada ao inconsciente coletivo;
VEJA VÍDEO

3.    Rede Elétrica ou Tecnosfera
Formada por linhas e ondas criadas por nossa civilização, sustentadas e disseminada por satélites artificiais que transitam na orbita terrestre, e antenas e construções em terra, essa rede influencia diretamente a mente das pessoas a elas conectadas através de seus aparelhos elétro/eletrônicos de televisão, microondas, rádio, etc. É uma rede de caráter masculino




VEJA O VÍDEO
4.    A Rede de Consciência Crística
É uma Rede de ascensão de natureza bipolar, que conjuga as energias masculina e feminina, integra as emoções e informação, a luz e o amor.
Fisicamente se estende a 90 km de altura na superfície terrestre, fluindo desde um ponto ao Norte adentrando ao Sul.
É uma matriz cristalina de luz, formada por um dodecaedro (12 lados, 12 signos do zodíaco, corresponde ao universo) e um icosaedro, um dentro do outro, criando um grande poliedro convertido em esfera.
Nos pontos onde coincidem ou se cruzam suas linhas encontramos os chamados “lugares de Poder” (monumentos, santuários, locais de peregrinação) onde podemos experimentar uma maior concentração da energia.

VEJA O VÍDEO
Este poder magnético esta sendo utilizado hoje em dia pelas forças militares de muitos países as que montaram grandes bases com laboratórios e fábricas de armas nesses pontos de cruzamento. Não é casualidade que os governos dos EEUU e URSS construíram suas bases exatamente nos pontos nodais desta rede magnética, aproveitando as forças aí concentradas. Um exemplo disto é o radiotelescópio HAARP que emite fortes micro-ondas para dominar o clima e assim ter uma invencível arma natural. No caminho do desenvolvimento deste uso ameaça em fritar literalmente a ionosfera da terra.



Há mais de 6.000 anos atrás os Egípcios fizeram o mesmo, mas com outra finalidade, já que suas pirâmides foram construídas, e se encontram ainda hoje, nos pontos nodais energéticos utilizando esta energia canalizando-a para uso da elevação espiritual do povo egipcio.

As Redes Magnéticas, Telúricas e Crísticas, vem passando (principalmente desde há Convergência Harmônica em 1987) por constantes ajustes e transformações afim de suplantar o ancoramento da Consciência Crística na espécie humana, auxiliando-nos em nosso processo de ascensão, nos conectando com a consciência do Todo-que-É, e em finalidade experiencial do Amor Crístico.
A rede Crística tem evoluído até um modelo geométrico mais elaborado, capaz de regular um código de luz muito mais sofisticado, convertendo-se numa matriz cristalina muito mais facetada e complexa que se compara com a matriz sagrada da Flor da Vida, e está mais de acordo com as mudanças de Dna que todos estamos experimentando.
Desde o nascimento do nosso planeta, o trabalho da grade ao redor da Terra tem consistido em uma matriz geométrica sagrada de um dos cinco sólidos Platônicos. Platão acreditava que a estrutura básica da Terra estava no processo de evoluir de formas geométricas simples para outras mais complexas. Em ordem de complexidade, os cinco padrões teorizados por Platão como sendo os blocos de construção da matriz cristalina são: o tetraedro (4 faces), o hexaedro (6 faces), o octaedro (8 faces), o dodecaedro (12 faces) e o icosaedro (20 faces). Mais tarde Platão desenvolveu a teoria de que a Terra estava evoluindo para uma grade icosaédrica.

Estudiosos, incluindo Dr Ivan Sanderson, Dr Hagens e Dr Becker, diagramaram essa forma nos anos 70, conectando os principais campos eletromagnéticos do mapa. Os pontos formaram um padrão triangular de pentágonos… um icosaedro. Entretanto o padrão não mapeou realmente a grade como se pretendia. O icosaedro foi, na verdade, a geometria da grade de luz planetária nos últimos doze milênios, antes da Convergência Harmônica.
A Grade da Ascensão planetária é uma manifestação da evolução energética e crescimento padronizado da Consciência Universal. A Terra é GAIA viva e a grade é a sua aura. A geometria sagrada é a linguagem e a estrutura da dimensão superior, da consciência superior, portanto a grade contém os padrões energéticos da geometria sagrada do phi áureo, da espiral áurea, dos sólidos platônicos, da Flor da Vida, e da matriz cristalina da criação.
Conceito do centésimo Macaco
Provavelmente vocês conhecem o livro  “The Hundredth Monkey” [O centesimo macaco] de Ken Keyes Jr., ou também conhecido como "Ressonância Mórfica", que trata de um projeto de pesquisa científica de 30 anos sobre o macaco japonês “Macaca Fuscata”. A Ilha de Koshima, no Japão, tem uma colônia selvagem e os cientistas forneciam aos macacos batatas-doces atiradas na areia.
Os macacos gostavam das batatas-doces mais não da areia e da sujeira. Foi então que um dia descobriram que os macacos mais novos tinham começado a lavar as batatas antes de se alimentar. Este fato começou a ser copiado pelas mães desses macacos jovens e em pouco tempo quase toda a colônia dessa Ilha estava lavando as batatas-doces.


 Este processo foi executado entre 1956 e 1958 e para o final de 1958 foi verificado que em ilhas vizinhas, as quais os pequenos macacos não tinham acesso, também começaram a lavar suas batatas-doces entregues por outros cientistas. Foi a primeira vez que os cientistas observaram algo parecido. Eles postularam que devia haver algum tipo de estrutura ou campo morfogenético que se estendia por todas as ilhas e com o qual os macacos seriam capazes de comunicar-se.

Exibições: 864

Respostas a este tópico

incríveis estas descobertas. Obrigada.

Gratidão infinita!

Gratião Fátima 

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço