Informação

Ho'oponopono

Técnica de Cura através do perdão e do amor, da aceitação da responsabilidade total sobre todas as nossas experiências.

Membros: 324
Última atividade: 26 Abr

Ho'oponopono

por Joe Vitale


Faz dois anos, escutei falar de um terapeuta no Hawaii que curou um pavilhão completo de pacientes criminais insanos sem sequer ver nenhum deles. O psicólogo estudava a ficha do presidiário e logo olhava dentro de si mesmo para ver como ele tinha criado a enfermidade dessa pessoa. Na medida em que ele melhorava, o paciente melhorava.

A primeira vez que ouvi falar desta história, pensei que era uma lenda urbana. Como podia curar o outro, curando somente a mim mesmo? Como podia, embora fosse um mestre de grande poder de auto cura, curar alguém criminalmente insano? Não tinha nenhum sentido, não era lógico, de modo que descartei esta história.

Entretanto, escutei-a novamente um ano depois. Ouvi que o terapeuta tinha usado um processo de cura havaiano chamado “hooponopono”. Nunca tinha ouvido falar disso, entretanto não podia tirá-lo de minha mente. Se a história era totalmente certa, eu tinha que saber mais. Meu entendimento era que “total responsabilidade” significava que eu sou responsável pelo que penso e faço. O que estiver mais alem, está fora de minhas mãos. Penso que a maior parte das pessoas pensa igual sobre a responsabilidade. Somos responsáveis pelo que fazemos, não do que os outros fazem – mas isso está errado.

O terapeuta havaiano, que curou essas pessoas mentalmente doentes, me ensinaria uma nova perspectiva avançada sobre o que é a total responsabilidade. Seu nome é Dr. Ihaleakala Hew Len. Passamos uma hora falando em nossa primeira conversação telefônica. Pedi-lhe que me contasse a história total de seu trabalho como terapeuta.

Ele explicou que havia trabalhado no Hospital Estatal do Hawai durante quatro anos. O pavilhão onde encerravam os criminosos loucos era perigoso.

Regra geral os psicólogos desistiam de trabalhar ali em um mes. A maior parte dos membros do pessoal caiam doentes ou simplesmente renunciavam. As pessoas que atravessavam esse pavilhão caminhava com suas costas contra a parede, temerosas de serem atacados por seus pacientes. Não era um lugar agradável para viver, trabalhar ou visitar.

O Dr. Len me disse que nunca viu os pacientes. Assinou um acordo de ter um escritório e revisar suas fichas. Enquanto olhava essas fichas, trabalharia em si mesmo. Enquanto trabalhava em si mesmo, os pacientes começaram a curar-se.

“Depois de alguns poucos meses, foi permitido aos pacientes que deviam estar encarcerados, caminhar livremente” disse-me. “Outros que tinham que estar fortemente medicados começaram a diminuir sua medicação. E aqueles que jamais teriam nenhuma possibilidade de ser liberados, tiveram alta”. Eu estava assombrado. “Não somente isso” continuou, “mas o pessoal começou a ir feliz para o trabalho.”

“A ausência e as mudanças de pessoal desapareceram. Terminamos com mais pessoas do que necessitávamos porque os pacientes eram liberados e todas as pessoas vinham trabalhar. Hoje esse este pavilhão está fechado.”

Aqui é onde eu tive que fazer a pergunta de milhões de dólares: “O que você esteve fazendo com você mesmo, que ocasionou a mudança dessas pessoas?”

“Eu simplesmente estava curando aquela parte minha que tinha criado aquilo neles”, disse ele. Eu não entendi. E o Dr. Len explicou que, entendia que a total responsabilidade de sua vida implica a tudo o que está em sua vida, simplesmente porque está em sua vida e, por isso, é de sua responsabilidade. Em um sentido literal, todo o mundo é sua criação.

Uau! Isto é duro de engolir. Ser responsável pelo que eu faço ou digo é uma coisa. Ser responsável por outro ou por qualquer outra coisa que faça ou diga na minha vida é muito diferente. Entretanto a verdade é esta: se assumir completa responsabilidade por sua vida, então tudo o que você vê, escuta, saboreia, toca ou experimenta de qualquer forma é sua responsabilidade, porque está em sua vida. Isto significa que a atividade terrorista, o presidente, a economia ou algo que experimenta e você não gosta, está ali para que cure. Isso não existe, por assim dizer, exceto como projeções que saem de seu interior. O problema não está com eles, está em você e para mudá-los, você deve mudar.

Sei que isto é difícil de captar, muito menos de aceitar ou de vivê-lo realmente. Atribuir ao outro a culpa é muito mais fácil do que assumir a total responsabilidade, mas enquanto falava com o Dr. Len comecei a compreender essa cura dele e que, o ho’oponopono significa amar a si mesmo.

Se deseja melhorar sua vida, deve curar sua vida. Se deseja curar qualquer outro, ainda que seja um criminoso mentalmente doente, faça-o curando a si mesmo.

Perguntei ao Dr. Len como curava a si mesmo. O que era que ele fazia exatamente, quando olhava as fichas desses pacientes.

“Eu simplesmente permanecia dizendo “Sinto muito” e “Te amo”, muitas vezes” explicou ele.

“Só isso?”

“Só isso.”

“O resultado é que, amar a si mesmo é a melhor forma de melhorar a si mesmo e enquanto você melhora a si mesmo, melhora seu mundo”.

Permita-me dar-lhe um rápido exemplo de como funciona isto: um dia, alguém me envia um e-mail que me desequilibra”. No passado leria trabalhando com meus aspectos emocionais raivosos ou tratando de raciocinar com a pessoa que enviou essa mensagem detestável. Desta vez eu decidi provar o método do Dr. Len. Coloquei-me a pronunciar silenciosamente “sinto muito” e “te amo”. Não dizia nada a ninguém em particular. Simplesmente estava invocando o espírito do amor, dentro, para curar o que estava criando a circunstância externa.

No término de uma hora recebi um email da mesma pessoa. Desculpava-se por sua mensagem prévia. Tenha em conta que eu não realizei nenhuma ação externa para obter essa desculpa. Eu nem sequer respondi sua mensagem. Entretanto, só dizendo “te amo”, de algum modo curei dentro de mim o que estava criando nele.

Mas tarde assisti a uma reunião de ho’oponopono dirigido pelo Dr. Len. Ele tem agora 70 anos de idade, é considerado um xamâ avô e é algo solitário.

Elogiou meu livro “O Fator Atrativo”. Disse-me que enquanto eu melhoro a mim mesmo, a vibração de meu livro aumentará e todos sentirão quando o lerem. Em resumo, à medida que eu melhoro, meus leitores melhorarão.

“E o que aconte-ceria com os livros que já vendi e saíram por mim?” Perguntei.

“Eles não saíram” explicou ele, uma vez mais, soprando minha mente com sua sabedoria mística. “Eles ainda estão dentro de você”. Em resumo, não há fora. Levaria um livro inteiro para explicar esta técnica avançada com a profundidade que ela merece.

“Basta dizer que toda hora que desejar melhorar algo em sua vida, existe somente um lugar onde procurar: dentro de você. Quando olhar, faça isto com amor”.
Ho'oponopono


O que é mais importante? Perdoar ou pedir perdão ?
Quem pede perdão mostra que ainda crê no amor

Quem perdoa mostra que ainda existe amor para quem crê

Mas não importa saber qual das duas coisas é a mais importante

É sempre importante saber que:

Perdoar é o modo mais sublime de crescer...

E pedir perdão é o mais sublime modo de se levantar...

Fátima Rodrigues



O Amor é a Lei de Deus.

Viveis para que aprendais a amar. Amais para que aprendais a viver. Nenhuma outra lição é exigida do homem. E que é amar, senão aquele que ama absorver o amado de modo que os dois sejam um?
A quem ou a o quê devemos amar? Podemos escolher certa folha da Árvore da Vida e despejar sobre ela todo o nosso coração? E o ramo que produziu essa folha? E a haste que sustenta esse ramo? E a casca que protege essa haste? E as raízes que alimentam a casca, os ramos e as folhas? E o solo que envolve as raízes? E o sol, o mar e o ar que fertilizam o solo?

Se uma pequena folha merece vosso amor, quanto mais o merecerá a árvore toda! O amor que corta uma fração do todo antecipadamente se condena ao sofrimento.

Direis: "Mas há muitas e muitas folhas em uma única árvore: umas são sadias, outras são doentes; umas são velhas, outras, feias; algumas são gigantes, outras são anãs. Como poderemos deixar de escolher?"

E dir-vos-ei: da palidez do doente provém a vitalidade do sadio. E dir-vos-ei ainda mais, que a fealdade é a paleta, a tinta e o pincel da beleza; e que o anão não seria anão se não tivesse dado parte de sua estatura ao gigante.

Vós sois a árvore da vida. Cuidado para não dividirdes a vós mesmos! Não ponhais um fruto contra outro fruto, uma folha contra outra folha, um ramo contra outro ramo; nem ponhais o ramo contra as raízes, ou a árvore contra a Terra-Mãe; É exatamente isso que fazeis quando amais uma parte mais do que o restante, ou com exclusão do restante.

Vós sois a árvore da vida. Vossas raízes estão em toda a parte. Vossos ramos e folhas estão em toda a parte. Vossas frutos estão em todas as bocas. Sejam quais forem os frutos dessa árvore; sejam quais forem seus ramos e folhas; sejam quais forem suas raízes, serão vossos frutos; serão vossas folhas e ramos; serão vossas raízes. Se quiserdes que a árvore de frutos doces e aromáticos, se a desejardes sempre forte e verde, cuidai da seiva com que alimentais suas raízes.

O Amor é a seiva da vida. O ódio é o pus da morte. Mas o Amor, tal como o sangue, precisa não encontrar obstáculos para circular nas veias. Reprimi o movimento do sangue, e ele se tornará uma ameaça, uma praga. E que é o ódio senão Amor reprimido ou Amor retido, tornando-se um veneno tanto para quem alimenta como para o alimentado, tanto para quem odeia como para quem é odiado?

Uma folha amarela em vossa árvore da vida é somente uma folha à qual faltou Amor. Não culpeis a folha amarela.

Um ramo ressequido é somente um ramo faminto de Amor. Não culpeis o ramo ressequido.

Uma fruta podre é somente uma fruta que foi amamentada com ódio. Não culpeis a fruta podre. Culpai antes vosso coração cego e egoísta que repartiu a seiva da vida a uns poucos e negou-a a muitos, negando-a assim a si próprio.

Não há outro amor possível senão o amor a si próprio. Nenhum ser é real, senão aquele que abrange o Todo. Eis porque Deus é amor; porque Deus se ama a si mesmo.

Se o Amor vos faz sofrer, é porque ainda não encontraste vosso próprio ser, nem achastes ainda a chave de ouro do Amor, pois se amais um ser efêmero, vosso amor é efêmero.

O amor do homem pela mulher não é Amor. É algo muito diferente. O amor dos pais pelos filhos é tão-somente o limiar do sagrado templo do Amor. Enquanto cada homem não amar a todas as mulheres, e vice-versa; enquanto cada criança não for filho de todos os pais e de todas as mães, e vice-versa, deixai que os homens se gabem das carnes e ossos que se apegam a outras carnes e ossos, mas jamais deis a isto o sagrado nome de Amor. Será blasfêmia.

Não tereis um único amigo enquanto vos considerardes inimigo ainda que seja de um único homem. Como pode o coração que abriga inimizade ser um refúgio seguro para a amizade?

Não conhecereis a alegria do Amor enquanto houver ódio no coração. Se alimentásseis com a seiva da vida todas as coisas, menos um pequenino verme, esse pequenino verme sozinho tornaria amarga vossa vida, pois quando amais alguém ou alguma coisa, em realidade somente amais a vós próprios. Do mesmo modo, quando odiais alguém ou alguma coisa, em verdade odiais a vós mesmos, pois quem ou aquilo que odiais está inseparavelmente ligado àquilo ou quem amais, como o verso e o reverso da mesma moeda. Se quiserdes ser honestos com vós mesmos tereis de amar aqueles e aquilo a quem ou a que odiais e aqueles e aquilo que vos odeia, antes de amardes o que amais e o que vos ama.

O Amor não é uma virtude. O Amor é uma necessidade; mais necessidade é do que o pão e a água; mais do que a luz e o ar.

Que ninguém se orgulhe de amar. Deveis respirar o Amor tão natural e livremente como respirais o ar para dentro e para fora de vossos pulmões, pois o Amor não precisa de ninguém que o exalte. O Amor exaltará o coração que considerar digno de si.

Não espereis recompensa do Amor. O Amor é, em si mesmo, recompensa suficiente para o Amor, assim como o ódio é, em si mesmo, castigo bastante para o ódio.

Não peçais contas ao Amor, pois o Amor não presta contas senão a si mesmo.

O Amor não empresta nem pode ser emprestado; o Amor não compra nem vende; mas quando dá, ele dá-se todo inteiro; e quando toma , toma tudo. E seu dar-se é tomar. Conseqüentemente é o mesmo, hoje, amanhã e sempre.

Assim como um poderoso rio que se esvazia no mar é reabastecido pelo pelo mar, assim deveis esvaziar-vos no Amor para que sejais para sempre enchidos de Amor.

A lagoa que retém o presente que o mar lhe dá, torna-se uma lagoa de água estagnada.

Não há "mais" nem "menos" no Amor. No momento em que tentardes graduar e medir o Amor, ele desaparecerá , deixando só amargas recordações. Nem há "agora" nem "depois", ou "aqui"e "acolá" no Amor. Todas as estações são estações do Amor. Todos os locais são próprios para serem habitados pelo Amor.

O Amor não conhece fronteiras nem obstáculos. Um Amor cuja ação é impedida por qualquer obstáculo não merece o nome de Amor. Sempre vos ouço dizer que o Amor é cego, no sentido de que não vê defeitos naquele que é amado. Essa espécie de cegueira é o máximo de visão.

Oxalá fôsseis sempre tão cegos que não encontrásseis faltas em coisa alguma!

Não! É claro e penetrante o olhar do Amor. Por isso ele não vê faltas. Quando o Amor houver purificado vossa visão, não vereis jamais nada que não seja digno de vosso Amor. Só uma vista despojada de Amor, um olho faltoso, está sempre ocupado em encontrar faltas, e quaisquer faltas que encontre, serão suas próprias faltas.

O Amor integra. O ódio desintegra. Mesmo vosso corpo, perecível como parece ser, resistiria à desintegração, se amásseis com a mesma intensidade cada uma das células que o constituem.

O Amor é paz cheia de melodias da vida. O ódio é a guerra ansiosa pelos satânicos golpes da morte.

Que preferis: o Amor para gozardes a paz eterna, ou o ódio para estardes sempre em guerra?

Retirado do Livro de Mirdad


Possuímos o que damos
É mais bem-aventurado dar do que receber." - Paulo. ATOS. 20:35

Quando alguém se refere à passagem evangélica que considera a ação de dar mais alta bem-aventurança que a ação de receber, quase todos os aprendizes da Boa Nova se recordam da palavra "dinheiro". Sem dúvida, em nos reportando aos bens materiais, há sempre mais alegria em ajudar que em ser ajudado, contudo, é imperioso não esquecer os bens espirituais que, irradiados de nós mesmos, aumentam o teor e a intensidade da alegria em torno de nossos passos.

Quem dá recolhe a felicidade de ver a multiplicação daquilo que deu. Oferece a gentileza e encorajarás a plantação da fraternidade. Estende a bênção do perdão e fortalecerás a justiça. Administra a bondade e terás o crescimento da confiança.

Dá o teu bom exemplo e garantirás a nobreza do caráter. Os recursos da Criação são distribuídos pelo Criador com as

Criaturas, a fim de que em doação permanente se multipliquem ao Infinito. Serás ajudado pelo Céu, conforme estiveres ajudando na Terra.

Possuímos aquilo que damos. Não te esqueças, pois, de que és mordomo da vida em que te

encontras. Cede ao próximo algo mais que o dinheiro de que possas dispor. Dá também teu interesse afetivo tua saúde, tua alegria e teu tempo e, em verdade, entrarás na posse dos sublimes dons do amor, do equilíbrio, da felicidade e da paz, hoje e amanhã, neste mundo e na vida eterna.

Texto extraído do excelente livro Fonte Viva, de Chico Xavier


Fórum de discussão

Redescobrindo Huna

Iniciado por Fatima dos Anjos 29 Mar, 2015. 0 Respostas

Huna - Kahuna

Iniciado por Fatima dos Anjos 29 Mar, 2015. 0 Respostas

A PAZ COM HO'OPONOPONO

Iniciado por M. Manuela dos Santos Oliveira. Última resposta de NEUZA MARIA R .BISCHOFF 2 Mar, 2015. 4 Respostas

..Minhas memórias e Ho’oponopono ...

Iniciado por NEUZA MARIA R .BISCHOFF. Última resposta de Avanildes ferreira Castro 10 Dez, 2014. 1 Resposta

HO'OPONOPONO

Iniciado por NEUZA MARIA R .BISCHOFF 10 Dez, 2014. 0 Respostas

Porque amo Ho´oponopono - Parte 3

Iniciado por NEUZA MARIA R .BISCHOFF 10 Dez, 2014. 0 Respostas

HO'OPONOPONO: UM MEDO DE CRIANÇA...

Iniciado por ॐMaria Elisete. Última resposta de Maria Alice Buono Vieira 4 Dez, 2013. 3 Respostas

FRASES DE HO’OPONOPONO

Iniciado por Verônica D'amore. Última resposta de Soraya 29 Nov, 2013. 3 Respostas

Ho’oponoponopo: o ego dirigente da coletividade de nossas memórias...

Iniciado por ॐMaria Elisete. Última resposta de Roberto Ferraz Silveira Junior 28 Nov, 2013. 4 Respostas

A PRÁTICA DO TAO E A REFORMA DO NOSSO CORAÇÃO

Iniciado por ANTONIO CARLOS FERREIRA. Última resposta de Ana LauraFonseca 28 Nov, 2013. 1 Resposta

PERDOE-SE!

Iniciado por Fatima dos Anjos. Última resposta de Fatima dos Anjos 27 Nov, 2013. 4 Respostas

Ho´oponopono: A paz começa comigo

Iniciado por Fatima dos Anjos. Última resposta de Roberto Ferraz Silveira Junior 25 Nov, 2013. 1 Resposta

ORAÇÃO KAHUNA DO PERDÃO

Iniciado por Ana Maria de Brito. Última resposta de KATIA REGINA LOMAR 25 Nov, 2013. 1 Resposta

VOCÊ É SAN-PAKU?

Iniciado por ANTONIO CARLOS FERREIRA 25 Nov, 2013. 0 Respostas

Ho´oponopono e as memórias...

Iniciado por Ana Maria de Brito. Última resposta de Fatima dos Anjos 24 Nov, 2013. 1 Resposta

Criação das Formas de Pensamento segundo o Sistema Huna

Iniciado por Ana Maria de Brito. Última resposta de Fatima dos Anjos 24 Nov, 2013. 2 Respostas

Ho´oponopono: Perdão para nossos medos...

Iniciado por Ana Maria de Brito. Última resposta de Fatima dos Anjos 24 Nov, 2013. 1 Resposta

ORAÇÃO - AUTO PERDÃO

Iniciado por Fatima dos Anjos. Última resposta de angela maria alberto 22 Nov, 2013. 6 Respostas

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Ho'oponopono para adicionar comentários!

Comentário de Lara Martinez em 28 agosto 2013 às 1:25

estou honrrada com o convite namastê.

Comentário de Alessandra em 28 agosto 2013 às 0:55
Grata pelo convite!
Comentário de Roberto Ferraz Silveira Junior em 27 agosto 2013 às 16:13

Muito Obrigado!

Comentário de ANGEL DIAS em 17 julho 2013 às 15:06

HO OPONOPONO É LUZ PARA NOSSAS VIDAS. CONHECI A POUCO TEMPO ATRAVÉS DE UM EMAIL QUE RECEBI. DIVULGUEI ESSA FILOSOFIA EM PALESTRAS. POUCAS PESSOAS CONHECEM. GOSTARIA DE CONSEGUIR COLOCAR MAIS EM PRÁTICA ESSES ENSINAMENTOS TÃO PRECIOSOS. AMOR E PAZ A TODOS!

Comentário de Ana Laura Fonseca em 7 setembro 2012 às 13:49

Hó oponopono é maravilhoso na limpeza das mazelas que nós e os espaços físicos carregam.É a limpeza através do perdão e do amor incondicional.SINTO MUITO;DESCULPE-ME;PERDOE-ME;EU TE AMO.

Comentário de Maria cecilia em 26 agosto 2012 às 3:19
Comentário de Maria Goretti Gonçalves em 26 agosto 2012 às 2:37

Fui e sou muito beneficiada por ter tido a oportunidade e de experienciar esta técnica.

Só conhecia de ouvir falar,quando a testei, em um momento extremamente difícil ,pude constatar que funciona.

É tão simples que não acreditamos na sua eficiência ,pois é comum gostarmos de complicar.

Hoje tornou-se um hábito QUERER LIMPAR as oportunidade que se manifestam com problemas,e creiam...é bom demais este poder do perdão(auto-perdão)e da manifestação fonatória do Amor,da Gratidão,e do sentimento de compaixão por termos participado consciente ou inconscientemente da situação que está sendo vivenciada no momento.

À todos digo que ...

SINTO MUITO...que,

ME PERDOEM...que,

SOU MUITO GRATA  a quem estiver agora lendo...

e saiba que...

(O)A AMO!

 

 

Comentário de Maria Conceição de Barros Maia em 12 outubro 2011 às 23:53
Bem haja pelo convite e partilha Paz profunda
Comentário de ANA CRISTINA GUIDINI MARCONDES em 11 outubro 2011 às 5:42

Li o livro Limite Zero e pratico Ho'oponopono, tbém ensino todos ao me redor : "SINTO MUITO, ME PERDOE, SOU GRATA, EU TE AMO". MARAVILHOSO !!!!!!!

Comentário de Lidia Michalick em 22 novembro 2010 às 23:30

Mãe da Misericórdia, sinto muito, me perdoe, te amo, sou grata.
 

Membros (324)

 
 
 

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço