NA AUSÊNCIA DE ESFORÇO VOCÊ ATINGE O SEU CENTRO DE PODER


Quando você perceber que está se esforçando muito e tentando forçar algo acontecer como: se esforçar para a sua vida dar certo, se esforçar para encontrar um namorado(a), se esforçar para ganhar dinheiro, se esforçar para ser aprovado e querido por todos; saiba que este não é o princípio por trás da realidade. Sempre que reconhecer o esforço emocional por algo, pare e respire fundo, volte a sua atenção para o seu corpo e deixe a sua energia fluir de novo para dentro. No esforço há um dispêndio enorme de energia.


Respire e pare até se sentir de volta ao seu corpo e livre de tensões. Lembre-se, você corresponde a uma pequena parte de um Eu infinitamente maior que quer atuar e cooperar com você, levando-o a uma vida muito mais fácil, fluida e cheia de realizações. Este Eu atemporal( não-local) consegue rastrear todas as possibilidades ao mesmo tempo e, portanto, sabe exatamente qual das possibilidades é a melhor para o seu momento. Você precisa apenas estar aberto para receber esta informação que ele está buscando lhe mostrar. Isto está acontecendo, inclusive, neste exato momento.


No esforço, você se desconecta desta inteligência e da Vida e não assimila as múltiplas inspirações e intuições que estão sendo enviadas. Você se transforma numa caricatura de si mesmo. Só se esforça quem não sente a força do próprio espírito. Portanto, atue com alegria, leveza e relaxamento. Nem tudo irá ocorrer só por que você quer. Você não sabe o que é melhor para você.


Esta inteligência sabe. Apenas atue sem tensão. Desfrute a jornada. Seja como o arqueiro zen. Quando o arqueiro zen atira a sua flecha, ele se torna o seu próprio alvo. Quando atuar, desapegue-se do resultado. Ao invés disso, dedique-se e desfrute da ação em si. No final das contas, o que importa é o quão prazeroso foi a sua jornada por aqui e não suas conquistas.

- Por Horácio Frazão.

 

Exibições: 374

Respostas a este tópico

Nem tu

do irá ocorrer só por que você quer. Você não sabe o que é melhor para você.

 Ao invés disso, dedique-se e desfrute da ação em si. No final das contas, o que importa é o quão prazeroso foi a sua jornada por aqui e não suas conquistas.

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço