CRIATURAS MÍTICAS: ELAS EXISTEM?

Mensagem dos Guias Angélicos através de Taryn Crimi

26 de junho de 2017

 

Hoje discutiremos algo um pouco diferente do habitual. Gostaríamos de concentrar sua atenção na existência do que muitos acreditam ser “criaturas míticas”. Nós compartilharemos com vocês nossa perspectiva sobre esses seres em relação à sua existência em seu mundo. Saiba que, de fato, existem muitas “espécies” em seu mundo, as quais seus cientistas ainda não reconheceram. Alguns seres não estão prontos para serem descobertos neste momento, pois isso seria prejudicial para a existência deles. Somente quando o coletivo humano estiver pronto para reconhecer a divindade dentro de cada ser, essas populações serão conhecidas pela humanidade.

 

Primeiramente, começaremos por fazer uma pergunta: O que torna algo um mito?. A isso muitos responderiam, que um mito é simplesmente algo que não pode ser comprovado, que não foi aceito como “real” ou que existe apenas em “contos de fadas” e histórias. Agora, embora tenha havido contato humano com alguns desses seres, eles certamente não foram aceitos como sendo “reais” em grande escala entre o coletivo humano neste momento.

 

Pretendemos compartilhar com você nossa perspectiva sobre cada um desses seres. Nos tem sido questionado: “Esses seres são reais?” Para isso, respondemos, eles são tão reais quanto você.

 

Começaremos com as Sereias e Tritões no seu mundo. Sim, existem de fato muitas sereias nos oceanos e mares em seu mundo. Muitas vezes, eles não são detectados, pois temem os humanos no momento. Eles são bastante sociais e vivem em comunidades profundas em seus oceanos. Parecem um pouco semelhantes às suas representações “míticas”, na medida em que se assemelham ao tronco e ao corpo superior de um humano e a parte inferior de um peixe. A descrição é semelhante a descrição de um golfinho em que contém cartilagem, bem como músculo que é coberto por uma camada lisa e espessa de pele. Eles não têm os rostos exatamente como de um humano, em vez disso, você consideraria seus rostos “estranhos”, pelo fato de eles não terem nariz. Eles têm brânquias em vez de pulmões e, como resultado, eles não têm um nariz no rosto para respirar ar. Houve humanos que encontraram populações de sereias; No entanto, isso na maioria da vezes foi considerado como um mito quando essas pessoas falaram sobre os encontros.

 

Você descobriria que existem inúmeras e grandes comunidades constituídas por Sereias e Tritões, e exatamente como qualquer outra espécie em seu planeta, eles evoluíram para se destacar no ambiente em que habitam. Como resultado, diferentes comunidades desses seres assumiram características e habilidades diferentes para ajudá-los a se destacarem em seus ambientes. Todas as comunidades de sereias e tritões habitam a água. Alguns são nativos de água salgada, enquanto outros habitam nas nascentes de água doce. Aqueles que habitam os oceanos profundos evoluíram para gerenciar as pressões extremamente altas nessa região. Eles também desenvolveram a capacidade de usar o sonar como uma forma de visão, pois é muito escuro no fundo do mar. Aqueles que habitam as fontes de água doce são muitas vezes menores em tamanho e estrutura corporal, pois não requerem a mesma quantidade de massa muscular que seus parentes nos mares profundos.

 

Eles poderiam ser considerados nômades, no sentido de que eles na verdade não moram em casas permanentes; Bem como as espécies de golfinhos e baleias que existem em seu mundo. No entanto, eles configuram áreas de repouso que lhes permitem dormir, comer e brincar uns com os outros. Eles viajam em colônias e é muito raro encontrar um tritão ou uma sereia solitária. Eles são incrivelmente brincalhões e desfrutam de vidas muito despreocupadas. Há muitos de vocês que gostariam muito de interagir com eles quando chegar a hora certa.

 

Em seguida, falaremos sobre os elementais que consistem nas Fadas, Gnomos e Duendes. Esses seres são, naturalmente, muito reais e existem em abundância em seu mundo. Eles costumam coexistir ao lado de muitos humanos, porém raramente são detectados. Como as sereias, esses seres também têm medo do coletivo humano como um todo. Certamente, existem seres humanos com os quais eles confiam o suficiente para interagir regularmente, no entanto, eles ainda não foram amplamente aceitos como sendo “reais”.

 

Os elementais trabalham “de mãos dadas” com a Mãe Natureza. Muitas vezes, aqueles que conseguem um vislumbre desses seres, são bastante apaixonados pelos lugares “ao ar livre” e muitas vezes gostam de jardinagem, plantação e amam os animais. Muitos de vocês têm sido regularmente ajudados pelos elementais, embora muitos ainda não tenham conhecimento de sua presença.

 

As fadas sempre podem ser encontradas em áreas rurais e cheias de natureza. Existem fadas masculinas e femininas. É possível detectar esses seres em sua forma física, embora seja muito mais comum que sejam vistos como um brilho ou cisco no canto do olho. O motivo é que muitas vezes eles estão vibrando muito rapidamente para serem detectados pelo olho humano. Alguns de vocês já tiveram encontros com esses seres, enquanto fora da natureza. Saiba que quando você vê aquele brilho ou cisco no canto do seu olho, você acabou de ver uma fada que confiou em você o suficiente para ser vista.

 

As fadas frequentemente vivem entre as árvores e dentro dos jardins, então, na próxima vez que você estiver na natureza, você pode chamar as fadas na esperança de que você possa ganhar a confiança para formar um vínculo amoroso com elas. Elas costumam cuidar dos jardins daqueles que sentem alegria e prazer em cultivar a jardinagem.

 

Os Duendes e os Gnomos também estão dentro do grupo conhecido como elementais. Os gnomos muitas vezes vivem no subsolo, sob a terra, enquanto os Duendes se sentem mais confortáveis vivendo dentro das árvores. Tanto os Duendes quanto os Gnomos vivem em pequenas comunidades onde se alimentam e compartilham a fartura que eles colheram. Eles são trabalhadores muito sérios, no entanto eles também adoram brincar tanto quanto são sérios.

 

Os Duendes são mais gentis e mansos na natureza, enquanto os Gnomos são mais travessos. Eles gostam de brincar e, muitas vezes, vão ousadamente interagir com os humanos com os quais eles convivem. Sabe-se que os gnomos armazenam pedras nos seus sapatos e trocam de lugar objetos humanos. Eles não representam nenhum prejuízo, embora considerem uma ótima diversão o fato de não serem percebidos e, ainda, têm a capacidade de brincar e fazer piadas inocentes contra os humanos que não os percebem.

 

Devido aos Duendes serem um pouco mais tímidos, eles são mais moderados e desfrutam da vida simples. Eles além de viverem dentro de comunidades, também vivem no interior de raízes de árvores, bem como troncos de árvores ôcas. Eles são frequentemente responsáveis por ajudar as árvores a crescerem e permanecerem saudáveis. Eles têm um parentesco mútuo com as árvores, pois a árvore oferece abrigo e uma casa acolhedora, enquanto garantem que a árvore seja devidamente cuidada.

 

Agora, vamos explanar um pouco sobre os seres conhecidos como Unicórnios e Lemurianos e como eles estão interligados. Os unicórnios ao contrário dos outros que mencionamos, não existem mais na sua realidade neste momento; No entanto, estes seres certamente existiram em seu mundo. Os unicórnios eram mais comuns na época da Lemuria e da Atlântida. Os lemurianos foram responsáveis pela criação dos unicórnios como espécie. Lemuria “foi” uma civilização muito avançada que habitava um continente muito grande no centro do que agora se conhece como oceano pacífico. Lemuria era aproximadamente 3 vezes o tamanho da maior ilha da Atlântida, que estava localizada no oceano Atlântico. Grande parte dos restos físicos desta sociedade foi destruída, embora ainda haja algumas estruturas físicas que permanecem no Oceano Pacífico neste momento. Você eventualmente descobrirá grandes estruturas de pedra, bem como arquivos dessas grandes civilizações “passadas”. Os arquivos foram codificados em cristais específicos em seu mundo e, quando for o momento certo, o coletivo humano os descobrirá.

 

Os lemurianos eram uma sociedade muito pacífica que valorizava a divindade em todas as criaturas. No entanto, eles viveram sobre a Terra em um momento em que havia outros humanos primitivos que eram muito menos evoluídos. Os lemurianos tiveram a capacidade de manipular geneticamente os fios de DNA. O unicórnio era originalmente um cavalo selvagem. O cavalo evoluiu com poucas defesas contra predadores e, como resultado, eles foram caçados. Os lemurianos vendo que isso estava devastando a população de cavalos selvagens, decidiram intervir e ajudar a população de cavalos alterando geneticamente os genes de apenas alguns em cada rebanho. Eles tiveram o cuidado de deixar alguns cavalos selvagens, de modo a não pôr em perigo a espécie do cavalo como um todo. Esta alteração genética tornou possível que esses cavalos voassem e se defendessem com o chifre na testa. Os unicórnios são frequentemente retratados como sendo apenas brancos, no entanto, haviam muitas cores diferentes de unicórnios, alguns dos quais ainda estão disponíveis em seu cavalo moderno hoje.

 

Porém, devido esta não ser uma mutação natural nos genes, era muito difícil perpetuar a espécie. Quando criado com um cavalo selvagem, a alteração genética não foi transferida para a prole. Os lemurianos continuaram a criar unicórnios por muitos séculos e se tornaram bastante apaixonados por eles. Os lemurianos tinham um parentesco com toda a vida. Eles regularmente fizeram amizade com muitos dos animais que entraram em contato com eles. No entanto, a queda dessa sociedade foi seu impulso para alterar e modificar todo e qualquer ser para garantir a segurança tanto da própria comunidade como dos outros seres. As mutações genéticas que resultaram em sua adulteração levaram eventualmente a uma comunidade que não poderia mais ser sustentada.

 

Esperamos ter servido de alguma forma e que você tenha encontrado proveito em nossa discussão.

 

Em Amor e Luz,

 

Nós somos seus Guias Angélicos.

Todos os direitos reservados. É permitido copiar, compartilhar e distribuir este material, mantendo o conteúdo inteiro e inalterado, tendo sua distribuição gratuita e mantendo o link do autor incluído. http://www.angelic-guides.com/

 

 

 

Tradução de Milena Morvillo email: millamorvis@yahoo.com.br

Exibições: 220

Respostas a este tópico

Fiquei encantada com estas revelações. Muito obrigada.

que anjo maravilhoso. Esta pintora russa é imbatível em beleza e perfeição.

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço