Trabalhadores de Luz, se apresentem!

 

Obrigado por atender ao chamado! Se você está lendo este texto, sim, você é um trabalhador de Luz e não tem mais pra onde correr.

 

Não me julguem arrogante por fazer tal afirmação. Não sem antes, ao menos “ouvir” o meu embasamento.

 

Tudo que vocês querem é o bem. Estão buscando informação, estão tentando ser pessoas melhores, estão buscando vibrar no amor. Eu sei disso.

 

Tanto sei que, nesse momento, através de um conjunto de palavras e ideias, imprimo, vibracionalmente falando, um sentimento neste texto, e ele, é o amor incondicional. Tudo que você pediu.

 

Assim que eu apertar o botão “Publicar”, essa onda estará viajando em busca de ondas de mesma frequência. Você…uma delas.

 

Não cansarei de falar isso: somos compostos por 7 corpos que são formados por átomos, o que nos torna um campo eletromagnético. Pela lei da atração, nosso campo atrai EXATAMENTE a mesma coisa do universo.

 

Vamos entrar um pouco em detalhes para ficar claro o que quer dizer: EXATAMENTE. Agora mesmo, enquanto escrevo este texto, através do conjunto de palavras e ideias que estou utilizando, imprimo nele um sentimento que um dia foi seu. E para imprimi-lo, tudo é levado em consideração. A “coisa” é nos mínimos detalhes. A quantidade de palavras que são utilizadas em cada frase, cada vírgula, cada ponto, a sequência de ideias, tudo. Isso porque tudo que existe, o Todo, é uma onda. Se você medir a onda (frequência) da letra “a”, irá descobrir que ela é diferente da “b”. Seguindo o raciocínio, um conjunto de letras formam uma palavra, que, por sua vez, possui uma vibração própria, composta pela “média” das vibrações das letras que a dão forma. Precisa falar que uma palavra é, vibracionalmente falando, diferente de outra? Então antes de achar que eu sou louco, saiba que o nível de detalhes que fazem o universo girar é de, no mínimo, cair o queixo.

 

Mais uma vez, por favor, não me julguem. Eu não quero dizer que escrevo bem, muito pelo contrário, sou de exatas, e meus recursos na escrita, limitados. Acontece que eu não escrevo com o “Aurélio”, eu escrevo com o coração.

 

Pois bem, impresso o sentimento, é sentar o dedo no “Publicar” e esperar. Estando o texto “postado”, e isso não importa o meio,  face, blog, qualquer coisa, ele ficará lá, como uma isca esperando olhos atentos, sedentos por informação. Só que não são os olhos que querem a informação, é o coração, e a única informação que o coração busca, é o amor. Feita a magia.

 

O que acontece, é que o sentimento que está sendo impresso nesse texto, foi um dos incontáveis sentimentos que você um dia sentiu. Digo um dia pois, estando na terceira dimensão, as coisas demoram um tempinho para se materializarem, então por mais que você esteja se sentindo pra baixo nesse exato momento, um dia desses atrás (não importa o tempo) você estava sentindo exatamente esse texto, amor.

 

Não é o texto do próximo post do seu feed, é este aqui. Nesse momento sua mente vai te dizer: isso que ele está dizendo é mentira, você lê os textos que lê por que quis naquele momento. Bateu o olho e gostou, normal. Não, cada texto que você lê, é porquê, em algum momento, você sentiu ele, nem que for por um milionésimo de segundo, mas você sentiu.

 

Somos um campo eletromagnético e existe a lei da atração, fato. Fala mente: mas e se eu ler três posts do meu feed em sequência? É porque você sentiu os três, não necessariamente em sequência.  E a mente continua: mentira! Eu posso simplesmente parar de ler esse texto agora e começar a ler outro imediatamente, eu estou no controle! Nananinanão, se você fizer isso, é porque você sentiu esse texto até aqui, o que seria uma pena, pois quer dizer que você estava amando e cortou o barato. Outra coisa, o outro texto que sua mente sugeriu, também é um sentimento que você já teve, eu, nessa história, seria apenas o meio de fazer você chegar nele, Deus, o Todo, é infinito em criatividade.

 

Feitas as considerações, vejamos que não estou de todo errado, pois você, continua aqui. Vamos agora ao verdadeiro porquê do nosso texto.

 

A transição está ocorrendo, e vocês, talvez mais do que ninguém, estão sofrendo com isso. Digo talvez mais do que ninguém pelo seguinte fato: aqueles que estão “deitados eternamente em berço esplêndido”, nossos irmãos que estão, literalmente, dormindo diante aos acontecimentos, não sofrem da angústia que vocês estão padecendo. É obvio que eles estão sofrendo todas as consequências energéticas, mas o nível de auto sabotagem é impressionante, não dão o braço a torcer que algumas coisas estão diferentes no mundo, que há anos as coisas vêm, no mínimo, estranhas com o planeta e toda sua população. Eles gozam da ignorância. Se afundam em “tarjas pretas” tentando resolver os problemas da vida. Tadinhos… mal sabem eles que o único remédio para o momento é o amor.

 

Esses têm encontro marcado com a natureza, talvez com o espetáculo que a mãe terra dará, eles acordem. Tomara.

 

Vocês não, vocês têm encontro marcado com vocês mesmos. É chegada a hora! Trabalhadores de Luz, saiam dos armários!

 

Eu entendo o que vocês estão sentindo e falaremos sobre isso agora. Essa angustia que aperta o peito é fruto do UFC que tá rolando dentro de você, e na luta principal: mente vs coração. É o seu Self (coração) gingando contra o oponente, buscando o momento certo para soltar a mão e declarar nocaute, falando: é o meu momento, eu preciso fazer alguma coisa, o mundo está mudando e eu percebi isso! Contra seu ego (mente), casca grossa, na retranca: baixa sua bola aí, você não tem certeza do que está sentindo, e outra, você nem é tão importante assim para querer mudar o mundo.

 

E para declarar vitória, precisamos de duas coisas: calma e ação. Parece contraditório, né?

 

É preciso calma para entender tudo que está acontecendo e aceitar o momento. Vocês já sentiram que estamos em meio a mudança e não podem fugir mais disso, então, ao invés de lutarem contra, é hora de “calmar o jogo”. É momento de meditar, e meditar nada tem a ver com sentar em posição de lótus no “Ibira mêêêo” (parque Ibirapuera localizado em São Paulo entonado “alá” paulistanês), ou em qualquer outro lugar com natureza e bela paisagem, escolher um mudra (gesto com as mãos) qualquer, e emitir o som “ohmmmmmmmmm”.

 

Não, meditar é dar ao Self o seu devido lugar, que é no controle da situação. Aaah amado Osho… como o mundo teria mudado se as pessoas tivessem te entendido. E permita-me discordar de você em um ponto. Eu não classificaria meditar como um estado de não-pensamento, como você nos disse enquanto encarnado na terra. Eu a classificaria como o pensamento proveniente da consciência. É simplesmente impossível não pensarmos, pois, o pensamento em si, é simplesmente o mecanismo, técnico, de buscar informações de uma fonte de dados. Para meus amigos “computeiros”, ele seria como uma função. O que quero dizer é que o pensamento é só um mensageiro da informação, e precisa existir para que ela possa transitar no circuito: remetente-fonte x fonte-remetente. O importante é isso, a fonte, se ele foi “chamado” oriundo da consciência, é meditação, proveniente do ego, é pura perda de tempo. Mas eu te entendo amigo Rajneesh, foi uma forma de se expressar. E concordo plenamente quando dizia: sem meditação, tudo é inútil.

 

Através da meditação, tudo pode ser colocado nos seus devidos lugares. Ao ceder ao Self o controle, você terá a oportunidade de mapear todos os pontos de seu ego que precisam ser tratados, o medicamento, amor. Ao meditar, ficará claro pra você aonde está, exatamente, o ponto que insisti em frear o inevitável. Isso não quer dizer que você irá meditar e pronto, sou uma nova pessoa. Não, você será capaz de identificar os impeditivos para decolar de vez, tratá-los, é outra história.

 

A mente é questionadora, ela não se cansa de inventar mil e uma dúvidas a serem respondidas antes que vocês possam agir. E saibam que ela não está de toda errada, precisamos nos abastecer de conhecimento todos os dias, e vocês, já estão fazendo isso. Ninguém chegaria até o ponto que já estamos nesse texto, sem que esteja buscando conhecimento. Neste momento a mente de qualquer amigo mais próximo meu pode estar cornetando: não, Raoni, eu estou lendo esse texto por consideração a você, pela nossa amizade. Ledo engano pequeno padawan, você está lendo esse texto porquê um dia o sentiu, eu, só estou sendo o mecanismo de chegada, pode por uma fé meu irmão.

 

Com aquela calma marota, e de tanque da mente cheio, é hora de partirmos para ação. E partir para ação, é começar a viver o que se está sentindo. Não esqueçam que as ondas que estão nos sendo emanadas são as do mais puro amor, a angustia, é só o ego querendo te confundir, o amor está próximo da vitória, força! Lembram-se do que falamos em “A Kudalini da terra”? As “good vibrations” chegaram. Os hippies dos anos 60 e 70 queimaram a largada. É você mesmo meu jovem senhor (a), você queimou a largada.

 

Partir para ação é parar de se esconder. Eu sei o quão sofrido é. Eu sei o tanto que é difícil encaixar numa roda de conversa algum assunto que você esteja interessado. Como falar de transição planetária, extraterrestres, evolução, em meio a reclamações sobre política, economia, trabalho e relacionamento? Isso mesmo, não é nem ouvir sobre, é ouvir reclamações sobre. É duro.

 

Mas não se escondam. Não tenham vergonha de mostrar a opinião de vocês, afinal, é o que vocês sentem. Por mais louco que vocês possam ser taxados, não fujam. Imaginem o que o pessoal da santa inquisição não estavam sentindo antes de abrirem a boca e falarem que todos estavam errados, que o sol não gira em torno da terra, e sim o contrário. Acontece que ninguém consegue viver muito tempo contra a Essência, mesmo que a pessoa lute contra, não dá para estender por muito tempo, uma hora a verdade, o Todo, vem à tona. Resultado? Fogueira.

 

Mas não tenhamos medo, a época da fogueira já passou. Hoje em dia, você vai ser chamado de louco, vai ser gol de alguém na TV, muda-se o foco, e tudo continua numa boa. Não sofram. Até porque a loucura é medida através do quão um indivíduo está fora da realidade. E a realidade não é o que a maioria acha que é, no nosso caso da terra, isso chama-se sonho coletivo. A realidade é o Todo, o amor, bem diferente do que vemos por aqui. Então nunca deixem de emitir suas opiniões, saibam que falar sobre isso, é o maior gesto de amor que você pode ter com alguém. Nunca percam a fé, tenham consigo a certeza de que bons tempos estão por vir, e comece-os agora, suba sua vibração!

 

Mas tenham bom senso, não sejamos chatos e lembrem-se sempre que, todo mundo tem sua hora. Faça a sua e, posteriormente, ajude na do próximo.

 

No que tocar ao Despertando, estaremos sempre disponíveis para contribuir, no que estiver ao nosso alcance, na evolução de todos.

 

Peço perdão pelo tamanho do texto, mas o sentimento que você emitiu é muito forte, não dava para resumi-lo em menos que isso.

 

Fico extremamente feliz por você ter chegado até aqui, isso prova que você, consciente ou inconscientemente, sabes muito bem quem é.

 

Nossa hora chegou! Trabalhadores de Luz, se apresentem!

 

Busque conhecimento, emita amor, Seja Luz!

http://www.despertando.com.br

Exibições: 2820

Respostas a este tópico

Gratidao

Gratidão

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço