A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé, céu, criança, sapatos, atividades ao ar livre e natureza

Uma das maneiras para aumentar sua longevidade

 

Mensagem em 29 de Agosto de 2018.

 

 Como trazer mais alegria a sua vida e por que isso é fundamental para a longevidade

 

Quantas vezes você encontra pessoas se voltando para inveja ou cobiça quando alguém que conhece tem boa sorte? Na verdade, é muito mais comum do que você imagina, especialmente no local de trabalho ou entre amigos. Mas a sua felicidade não precisa diminuir ou sentir-se ameaçada pela felicidade dos outros. Na verdade, você pode se beneficiar do deleite dos outros, permitindo que eles tragam mais alegria para sua vida. Os ensinamentos yogues de Patanjali introduzem a ideia de mudita. A palavra significa estar satisfeito ou contente. A premissa para a prática de mudita é que você pode encontrar alegria na boa sorte dos outros.

 

Sentimentos negativos que afetam VOCÊ e não os outros

 

Raiva, cobiça, ressentimento e inveja são sentimentos muito poderosos. Eles todos guiam para a dor emocional, incluindo tristeza, solidão, e baixa autoestima. Porém, o que é importante entender, é que esses sentimentos negativos não influenciam a estabilidade emocional dos outros. Em vez disso, se você é a pessoa que sente essas emoções negativas, então é você quem vai sofrer. A realidade por trás dos sentimentos negativos é que eles afetam seu bem-estar mental geral. Especificamente, negatividade e reclamações reprogramam seu cérebro. Quanto mais você faz isso, mais fácil é para o cérebro gerar essas emoções. Como resultado, torna-se mais difícil encontrar alegria e felicidade na vida. Bem-estar mental pobre não é o único resultado de emoções negativas. Nosso corpo físico também sofre. Terry Grossman, doutor em medicina, explica:

 

Quando você experiencia emoções negativas como estresse, hostilidade ou pessimismo, você geralmente sente isso a um nível físico em forma de dor no peito, de estômago, palpitações e dores de cabeça. Emoções negativas são parte natural da vida, mas, se prolongadas, elas podem levar a um aumento do risco de muitos processos de doenças e podem até mesmo, encurtar a sua vida. É bem sabido que emoções negativas podem afetar seu sistema imunológico, o que pode fazê-lo mais suscetível a infecções.

 

 O efeito placebo de sentir mais alegria

 

Agora, considere o cenário oposto. Quando você pratica mudita, você cria um impacto benéfico em você mesmo e nos outros. Uma vez que você começa a apreciar quando algo positivo acontece com outros, então se encontrará sentindo-se alegre, deleitado e feliz mais frequentemente.

 

Essas emoções positivas fazem mais do que apenas fazer sentir-se bem. Elas podem realmente ajudar a viver mais. Pesquisadores provaram esse conceito que se tornou conhecido como o “O estudo das freiras”.

 

Cientistas da Universidade de Kentucky estudaram 678 freiras para analisar o efeito que as emoções positivas têm na longevidade. O centro psiquiátrico compartilha algumas das mais notáveis descobertas dessa pesquisa:

 

O que os pesquisadores descobriram em seus dados foi surpreendente. Simplificando, as freiras que expressaram emoções mais positivas viveram, em média, uma década a mais do que suas colegas menos alegres. Com a idade média de 80 anos, 60% das freiras menos felizes haviam morrido. Este não é um erro de digitação: Um total de 60% das freiras menos felizes haviam morrido. A probabilidade de sobrevivência era consistentemente a favor das freiras mais positivas. Parece haver uma relação direta entre ser positivo e a longevidade.

 

Outra descoberta fascinante do estudo, mostrou que emoções positivas podem ajudar seu cérebro a permanecer saudável. Como parte do estudo, as freiras concordaram em doar seus cérebros para a pesquisa. Mais de 500 freiras morreram desde o início do estudo. Isso permitiu que os cientistas mostrassem outra correlação. O centro psiquiátrico escreve:

 

Pesquisadores começaram a estudar os cérebros doados pelas freiras. O que foi encontrado? Cerca de metade dos cérebros estão livres de Alzheimer. E sim, há uma correlação forte, e aparentemente causal: As freiras com perspectivas positivas sobre a vida estavam livres da doença, e aquelas com perspectivas negativas tinham sintomas de demência.

 

 Alegria nos conecta com outros

 

Se uma vida útil mais longa não for suficiente, há outro benefício da prática de mudita. Isso cria um impacto muito tangível em nossos relacionamentos pessoais.

 

Considere todos os seus amigos, familiares, colegas de trabalho e conhecidos aleatórios. Quando você aprecia todos os sucessos e prazeres dessas pessoas, você terá inúmeras oportunidades de experimentar mais alegria.

 

 

 

Primeiro, você reage sorrindo para si mesmo, por dentro. Então, você começa a sorrir com mais frequência para as pessoas ao seu redor. Com o tempo, você se torna mais inclinado a dizer: “Parabéns!” “Muito bem!” “Eu estou tão feliz por você!” Você dá mais apertos de mãos e abraços.

 

Esses interlúdios positivos com outros melhoram seus relacionamentos. Como não melhorariam? Todo mundo ama estar perto de pessoas que sorriem e os encorajam. Consequentemente, mais pessoas querem estar ao redor de você e serem parte da sua vida.

 

Por que isso é importante? Porque estudos mostram que relacionamentos também afetam a longevidade. A Harvard Gazette relatou um estudo que mostra que relacionamentos positivos protegem você do descontentamento. Isso, por sua vez, desempenha um papel em retardar o declínio físico e mental. A publicação periódica escreve:

 

Vários estudos descobriram que o nível de satisfação das pessoas com seus relacionamentos aos 50 anos era um melhor preditor de saúde física do que seus níveis de colesterol. As pessoas que estavam mais satisfeitas em seus relacionamentos aos 50 anos eram as mais saudáveis aos 80 anos.

 

Nossa natureza autodiminutiva

 

Finalmente, aqui está uma razão a mais do porque alegria e a prática de mudita são vitais para o bem-estar. Muitas vezes é difícil encontrar alegria no nosso dia-a-dia. Geralmente, estamos no piloto automático e não apreciamos pequenos prazeres, como uma fila pequena em um caixa de supermercado ou um delicioso tomate.

 

Isso acontece porque nós estamos distraídos pela tagarelice do juíz interior. Essa voz interior facilmente autocrítica e perpetua nossas fraquezas ou deficiências. Este juiz nos distrai de encontrar alegria nas coisas simples. Em vez disso, gosta de nos alimentar com comparações que levam à inveja e ao ciúme.

 

 

 

Portanto, a prática em saborear a felicidade e alegria dos outros é de vital importância. Contribui para neutralizar os efeitos destrutivos da negatividade que podemos ter por nós mesmos. Com o tempo, ajuda-nos a superar a autocrítica e a silenciar pensamentos enganosos. Nós nos tornamos menos propensos a pensar que a nossa vida está de alguma forma deficiente. No final, é mais provável que nos regozijemos em nosso próprio bem-estar.

 

O mestre Zen Thich Nhat Hanh escreve em Ensinar sobre o Amor:

 

Uma definição mais profunda de mudita é uma alegria que é repleta de paz e contentamento. Nos regozijamos quando vemos os outros felizes, mas também nos regozijamos com nosso próprio bem-estar.

 

Alegria Leva à Transformação

 

O poder da energia da alegria pode ser profundamente sentida. Assim como dar risada e sorrir, a alegria banha todas as células do seu corpo com energia calma e amorosa. Esta poderia ser uma das melhores maneiras de reduzir os efeitos estressantes do estilo de vida ocidental moderno.

 

Quando você aprende a sentir alegria pelos deleites dos outros, você verá mudanças profundas em sua vida. Aqui está uma recapitulação:

 

Será mais fácil abandonar a autocrítica e os pensamentos rancorosos.

 Você tem mais apreço pela sua singularidade, bem como os traços e pontos fortes dos outros.

 Você percebe que você, como os outros, merece ser feliz.

 É mais fácil abandonar o estresse e as memórias negativas.

 Você se sentirá e ficará menos isolado porque seus relacionamentos irão prosperar.

 Seu apego ao resultado diminuirá quando você competir contra os outros.

 Torna-se mais fácil encontrar alegria em cada momento.

E, como resultado, você provavelmente viverá mais tempo!

 

Por Mindvalley

 

Fonte: https://www.wakingtimes.com – Edição e tradução exclusiva dos Trabalhadores da Luz: Laudi Fagundes e Daniele Costa.

Exibições: 264

Respostas a este tópico

Gratidão infinita!

Obrigada.

GRATO

RSS

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço