A POSITIVIDADE NOS TRANSFORMA PARA MELHOR!

Cristiane Cruz

4 de julho de 2017

“Emoções Positivas & Convívio…” – Qual a relação entre emoções positivas e convívio? Todos nós queremos ser felizes, ter bem-estar e felicidade. Assunto que está diretamente relacionado às emoções e ao convívio.

 

O ser humano é um animal social, não vivemos sozinhos no mundo, precisamos estar em sociedade para aprender e nos desenvolver. As emoções ocupam lugar nas nossas vidas, são primordiais nos relacionamentos, tanto na vida pessoal quanto profissional. As interações e a afeição fazem parte das nossas necessidades fundamentais. Há uma relação de independência e dependência, individual versus coletivo, são diversas as facetas da interação. O balanço positivo é que determina a nossa felicidade.

 

Na concepção da Psicologia Positiva, a felicidade é feita por meio de três elementos: Emoções Positivas, Engajamento (flow) e Sentido. O primeiro elemento representa o que sentimos: prazer, entusiasmo, êxtase, calor, conforto e sensações afins. Essas emoções positivas podem estar ligadas ao presente (prazeres físicos, prazeres maiores, como enlevo e conforto), ao passado (satisfação, contentamento, orgulho e serenidade) e ao futuro (otimismo, esperança, confiança e fé).

 

As emoções positivas do presente são divididas em prazeres e gratificações. Os prazeres possíveis são os físicos (emoções positivas momentâneas originadas pelos sentidos) ou os maiores (também são momentâneos, porém promovidos por eventos mais complexos e aprendidos).

 

As gratificações, geradas pelas atividades que gostamos de realizar, são aquelas que criam a experiência de fluxo, o qual compõem o segundo elemento que é o engajamento, ligado a uma posição de entrega. O terceiro elemento significa que é essencial vivermos com sentido e propósito com vistas a pertencer e servir a algo maior que nós mesmos.

 

E quais são as emoções que você conhece? Quais você costuma sentir com maior frequência? Quais emoções positivas você conhece? É essencial analisar as emoções sentidas diariamente, elas sinalizam nossas necessidades, valores, virtudes, limitações, processo de autoconhecimento.

 

Emoção é tudo aquilo que nos coloca em movimento fora e dentro de nós mesmos! É uma manifestação física associada à percepção de um acontecimento no ambiente (externo) ou no nosso espaço mental (interno). A cada microssegundo o cérebro recebe bilhões de informações relativas à percepção, tratamento e regulação das emoções.

 

De modo geral, na nossa história de vida, fomos pouco incentivados à Educação Emocional, praticamente somos analfabetos emocionais em relação à consciência e ao entendimento das emoções. Primeiro passo é entender que todas as emoções são úteis, é uma grande confusão classificá-las como boas ou más, pois elas revelam nossas necessidades e despertam consciência, são verdadeiros GPS.

 

Há seis emoções primárias: a raiva, o desgosto, o medo, a alegria, a tristeza e a surpresa, as quais são identificadas universalmente em todas as culturas através de expressões faciais características. Elas operam como programas de acionamento automático para nos ajudar a responder às mudanças do mundo exterior. As emoções estão ligadas à sensações, pensamentos e tendências. Para saber mais, leia o meu artigo sobre Inteligência Emocional.

 

Não é possível controlar as emoções, negar ou tentar impedi-las só aumenta o mal-estar. Acolha as emoções, permita-se sentir, é muito importante, ouça atentamente a mensagem delas. GPS valioso para nos mostrar o caminho que estamos seguindo e confrontar com qual seria mais adequado de acordo com as necessidades e os valores. Acolher para refletir e agir com maior clareza e ponderação. Pare e pense, respire para acalmar, equilibrar o corpo e poder raciocinar melhor, elimine a reação impulsiva, agressiva e destrutiva. O que importa é a forma como resolver o conflito, como nos relacionamos com as emoções e com os outros.

 

Emoções positivas e negativas coexistem, elas são distintas e complementares. Até o negativo tem o lado positivo, compreenda a lição que deve ser aprendida, traduza a mensagem deste caminho que a bússola da sua vida está apontando. Utilize as emoções com sabedoria! Como se fosse um semáforo, no vermelho: pare, respire e reflita na melhor atitude a tomar; no amarelo: preste atenção, veja os perigos que lhe cercam, identifique o melhor caminho; no verde: siga em frente, aproveite todos os benefícios que a vida lhe oferece.

 

É impossível viver positividade 100% do nosso tempo, pois negaria a nossa humanidade, objetivo não é o estado de euforia ou desconexão com a realidade. O que importa é a relação entre interações positivas e negativas e o saldo satisfatório para gerar relacionamentos felizes e saudáveis. Uma receita razoável é desenvolver, ao menos, o quociente de positividade de 3 para 1, ou seja, para cada emoção negativa que aconteça ou que você tenha em sua vida, produza ao menos três emoções positivas sinceras.

 

Emoções positivas não são avaliadas da mesma forma que as emoções negativas. As emoções negativas limitam a ideia de ações possíveis. As emoções positivas ampliam o julgamento sobre elas, abrindo nossa consciência para uma ampla gama de pensamentos e ações.

 

Diante das análises, surge a nova visão que a positividade amplia e constrói!

 

Gostaria de fazer um convite para você exercitar um novo olhar: O que há de certo com as pessoas? Pare de focar e destacar a fraqueza e o dano, supervalorizando o que está errado! Ressalte as qualidades e as virtudes humanas, nutra o que há de melhor no indivíduo. Pergunte-se: O que eu tenho de melhor? O que eu sei fazer de bom? Quais são minhas habilidades e potencialidades? O que me dá prazer? Faça este questionamento para si e também identifique no outro as qualidades positivas.

 

Há vários pilares na vida: saúde, trabalho, estudo, família, amor, amizade, lazer, entre outros; se um deles estiver enfraquecido, potencialize tudo que for possível, pois nem tudo está sob nosso controle para solução. Valorize o que está bom neste momento da sua vida e o que pode ser melhorado!

 

Algumas dicas para você conviver melhor com as suas emoções: pratique uma atividade revigorante que lhe dá prazer, conecte-se com o momento presente, cuide de si mesmo, nutra o altruísmo, expresse gratidão, cultive a gentileza. A positividade nos transforma para melhor!

 

Cristiane Cruz

 

Pós-graduada em Psicopedagogia e Educação do Ensino Superior. Cursando Psicologia. Graduada em Tradutor e Intérprete, com licenciatura em português e inglês. Palestrante, facilitadora em Constelação Familiar, terapeuta clínica e psicopedagoga. Mulher, mãe, viajante, apaixonada por pessoas e exploradora de mundos. - Missão: Despertar o autoconhecimento e transformar consciências.

https://criscruzpsico.wordpress.com/

 

https://osegredo.com.br/2017/07/positividade-nos-transforma-para-me...

Exibições: 268

Respostas a este tópico

Grata pelos ensinamentos

Muito grata pelos ensinamentos

Namastê

Gratidão infinita!

Obrigada.

Que quadro maravilhoso. Fazia tempos que não postavam quadros da Josephine Wall.

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço