CANSADO DE PERSEGUIR ALGO?

TALVEZ SEJA O MOMENTO DE DEIXAR IR…

Por Robyn Reisch

31 de maio de 2017

É um paradoxo estranho, mas verdadeiro. No momento em que paramos de procurar algo – o parceiro perfeito, a grande promoção, o apartamento dos sonhos – sempre parece ser o momento em que o encontramos.

 

Pedimos por essas coisas, às vezes por anos, convencidos de que nossa própria felicidade baseia-se em sua aquisição. Nós nos frustramos. Negligenciamos outras coisas em nossas vidas. Perdemos muitas chances de felicidade no momento atual. Nós nos cansamos. Tentamos muito.

 

Eventualmente, encontramo-nos com a única opção de desistir da busca pela perfeição e, em vez disso, buscarmos a aceitação em seu lugar.

 

A ironia vem no fato de que, assim que decidimos que não precisamos disso para sermos felizes… lá está.

 

Esse fenômeno é algum tipo de magia – ou a verdade é simplesmente que nossa percepção mudou?

 

Quando abrimos nossos corações à aceitação, somos capazes de aproveitar o que a vida realmente tem para nós, ao invés de perseguirmos o que está em falta.

 

Uma vez que desistimos de nossa busca por isso, encontramos a liberdade de perseguir e aproveitar as coisas que a vida realmente nos armazena. Nisso, podemos encontrar, ironicamente, a sensação de prazer e satisfação que o senso de controle nunca nos teria dado.

 

Como seres humanos, tendemos a dar-nos muito crédito. Pensamos que sabemos o que é melhor para nós mesmos. “Quando eu for aceito na faculdade de medicina, ficarei feliz.”

 

Nossos desejos podem correr em uma direção diferente, mas o processo de pensamento e seu erro fatal permanecem os mesmos. “Quando eu ficar grávida, quando começar a ganhar mais dinheiro, quando perder vinte quilos, quando encontrar a pessoa certa …”

 

Este processo de pensamento é comum – até mesmo esperado e inevitável como parte da experiência humana.

 

Mas com que frequência você vê isso funcionar?

 

A felicidade não vem de perseguir as coisas que não temos. Vem de abraçar e nutrir as coisas que de fato, temos.

 

Talvez seu pai biológico não seja ótimo, mas você recebeu um maravilhoso padrasto, um avô carinhoso ou outro excelente modelo. Você pode optar por perseguir um relacionamento tóxico, ou cultivar um, mutuamente, saudável.

 

Talvez você sempre tenha sonhado com uma vida de solteiro na cidade, mas acabou com quatro filhos.

 

Você pode escolher encontrar alegria e satisfação em sua vida familiar – ou pode negligenciar isso em favor de perseguir algo que não é real.

 

Ironicamente, nosso conceito pessoal das coisas que poderíamos ter tido foi quase sempre superestimado. Raramente – se é que alguma vez – nos trouxe a felicidade que tínhamos imaginado.

 

Por sorte, a vida real está aqui – e pode te proporcionar felicidade.

 

A tendência de se concentrar no que não está em nossas vidas é da natureza humana – mas não é o caminho para a felicidade ou satisfação em qualquer tipo de nível real. Precisamos mudar nosso foco. Olhe para as coisas que compõem a sua vida. Faça um balanço de seus relacionamentos, suas alegrias inesperadas e seus talentos naturais.

 

Você está nutrindo essas coisas, ou está escolhendo negligenciá-las pelo que não é real? Uma vez que você começar a dar crédito às bênçãos em sua vida, perceberá que isso é muito mais rico do que buscar outras coisas.

Robyn Reisch

http://iheartintelligence.com/2017/05/31/tired-of-chasing-something...

 

Traduzido pela equipe de O Segredo - Luiza Fletcher

https://osegredo.com.br/2017/08/cansado-de-perseguir-algo-talvez-se...

Exibições: 251

Respostas a este tópico

A vida sempre tem 2 lados. Tudo é uma questão de opção para saber qual é o melhor lado. Fantasiamos sempre sem termos certeza de nada.  Obrigada.               

Gratidão! eterna

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço