PACTO

Deixa ir o «eu» que controla. Deixa-o ir. Prescinde de controlar as situações. Prescinde de controlar o que quer que seja. Seja o que for, o que quer que seja que estás a tentar controlar agora, solta. Entrega. Entrega-me a mim, para que te sintas mais seguro. Há pessoas que não conseguem entregar as suas coisas ao céu. É muito abstracto. Entrega-me a mim, se for caso disso. Mas entrega. Solta.

Já notaste que quanto mais tentas controlar a situação mais ela te foge do controlo? São os opostos, a dualidade da matéria a funcionar em pleno. Deixa ir o «eu» que controla. Deixa-o ir. Prescinde dele. Aprende a fluir com a vida, a deixar fluir. E quando compreenderes que o controlo irá levar-te para onde não tens de ir, irás compreender que nunca te levará para onde tens de ir.

E isso é triste. É muito triste, porque assim irás irremediavelmente voltar aí, muitas e muitas e muitas mais vidas, para conseguires acertar o passo e encontrar a tua própria frequência, que te trará cá para cima, para o teu lugar no céu. Deixa-o ir. Entrega. Entrega-te. Coloca-te à disposição da energia. Da luz. Solta violência, solta resistência. Deixa que tudo isso se vá embora definitivamente. E esse é um pacto contigo próprio. É um pacto com a energia. É um pacto com a luz.

Jesus

Por Alexandra Solnado

Exibições: 350

Respostas a este tópico

Gratidão Sempre!

Linda mensagem e a pintura é uma graça. Obrigada.

RSS

© 2017   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço