Curso com Luiz Antonio Gasparetto

PRIMEIRA AULA




Maturidade é independência, é a capacidade de articular, é a libertação da alma da prisão. Espiritual é o que está por trás das coisas, o que motiva o resto. Dinheiro também é espiritual, é energia, é a medida de valor para que possamos fazer as trocas. Nosso espírito não pode fazer muita coisa sem essa energia.

O QUE É CONSCIÊNCIA?

Ela é flutuante, atinge níveis. Por exemplo, você conhece uma pessoa e vê algumas características dela, depois convive e vai conhecendo mais e quanto mais convive mais vai vendo coisas. É tudo em camadas. Tudo aquilo que você percebe com seus SETE sentidos é consciência. O mundo que você tem contato é o mundo de sua consciência. Atenção é diferente de consciência. Cada um de nossos sentidos lida com um nível de realidade. Através da visão, por exemplo, percebemos a realidade de forma diferente de como pela audição. O SEXTO sentido é a PERCEPÇÃO do outro energicamente. Um exemplo disso é a simpatia ou antipatia. E para sentir o outro não é preciso que ele tenha um corpo, pode ser um desencarnado também, pois o que sentimos é a energia. Quando você não está bem interiormente, as pessoas sentem. Só que nós não estamos acostumados a prestar atenção ao que sentimos, porque não fomos educados para isso, muito pelo contrário, nossa educação nega nossos sentimentos. Tudo tem que ser na cabeça, tudo racional. E com isso nos tornamos MUITO infelizes, porque o sentimento vem de nossa alma, daquilo que é a nossa essência, a divindade em nós.

Então o SÉTIMO SENTIDO é a ALMA. Este é o órgão mais importante para ser usado para nossa melhora em tudo. É ele que identifica a verdade. Ele desmente tudo o que a ciência fala sobre nós. A ciência é contra a alma. A alma sabe o futuro e sabe o que está acontecendo em outro lugar. Quantas vezes você sentiu sua intuição? A intuição é poderosíssima. A alma tem outra capacidade, o bom senso. O guia da razão. Quando o homem abandona a religião para guiá-lo, ele começa a usar o bom senso. É a alma que tem que nos guiar. Você pode entrar numa área que não tem nenhum conhecimento acerca da mesma e, usando o bom senso, fazer o que tem que ser feito com acerto. Isso é bom senso. É o guia de nossa razão. Esse órgão, por ser nosso orientador, tem também a vocação, que é o uso dos seus dons. Nossa alma é feita da matéria divina, o invisível também mora em nós, todos temos Deus aqui dentro, basta parar para sentir. Somos feitos desse elemento criador.

A natureza se mostra por elementos. Nosso espírito é um intrincado de forças divinas. Todo mundo tem um lado de Deus e também um lado sombra, que nos compõe e forma o nosso temperamento. Os dons são diferentes entre as pessoas, para que todas funções e necessidades sejam atendidas. Não é tudo igualzinho. Existem diferentes tipos de vocações e de bondades. E não adianta ficar forçando o que é natural em você que isso só o levará à insatisfação e ao sofrimento. Ser feliz é só fazer o que minha alma gosta.

A alma tem “feellings”. É o maior percebedor. Enxergar com a alma é muito diferente de enxergar com os olhos. É algo extraordinário o “feelling”. O “QUERO” DA ALMA É “JÁ TENHO”. A cabeça que fica se metendo sempre é que estraga tudo, Quando ficamos na alma, no SENTIR, as coisas vem natural e maravilhosamente em direção a nós. Não precisamos ter ansiedade pois o que é já é. Renascer é libertar-se e ser capaz de ser feliz. Sem a alma nada tem sentido, é ela que dá direção, e é ela que traz a felicidade. Às vezes você faz, faz e faz e nada adianta, não se realiza. Por que ? Porque não fez com a alma, agiu no ego, está preso às aparências. Falando energeticamente, estamos perigosamente sujeitos às influências do mundo que nos rodeia. Tanto o que vemos quanto o invisível. Tudo, mas absolutamente tudo nos influencia. Temos que usar nosso sistema, ele é poderosíssimo, ele pode destruir ou ele pode construir, depende de como você usa.

Faça um exercício, faça-o todos os dias antes de ir dormir. Pergunte ao seu corpo, pois ele sabe tudo: “Estou ligado energeticamente a alguém?” Ele mostra a pessoa, ou as pessoas. Pergunte também: “Onde?” (em que parte do corpo?) Ele mostra também.

QUANDO VOCÊ ESTÁ INSEGURO É POR QUE ESTÁ GRUDADO EM
ALGUÉM.


Sempre. Insegurança é sempre grude. Você grudou. Como? Você pergunta. Quando ouviu as queixas, quis ir lá resolver, ajudar, assumir o do outro, condoeu-se. Pronto, já pegou. E a gente tem esse hábito de ficar se intrometendo na vida dos outros, principalmente na vida familiar, um se mete muito na vida do outro. Nas mínimas coisas se dá palpite. Tanto que, quando a pessoa fica um tempo sem que ninguém em casa lhe fale nada, começa a se sentir abandonada, “ninguém liga mais para mim”. Intrometer-se uns na vida dos outros é um vício, e, como todos os vícios, difícil de tirar, mas não impossível. Basta querer e se empenhar.

E já que grudou, o que fazer para desgrudar? Você se solta assumindo a sua individualidade: “Eu sou eu, o meu é o meu, o outro é outro o dele é o dele, não tenho nada a ver com do outro, o outro está fora. só tenho a ver aqui comigo, eu comigo.”

Pergunte também ao seu corpo, onde está sua mãe, onde está seu pai. Ele vai lhe responder. Eles também o influenciaram no passado, e você tem muita coisa deles aí que não lhe serve, pode até ter servido no passado, mas hoje você tem que fazer uma limpeza e descobrir o que realmente quer para si. Então pergunte ao seu corpo, faça sempre este exercício, e vá tirando tudo o que não lhe serve. Pergunte: “Quanto estou vivendo a vida da minha mãe (ou de meu pai, ou de outro pessoa que lhe foi importante) QUE NÃO FUNCIONA PARA MIM?”

Exibições: 100

Respostas a este tópico

Eis as verdades que não queremos reconhecer.
Eu me encontrei nessa mensagem, com todos os meus defeitos.
Sempre preocupada com a familia, em cada mínimo detalhe. Querendo que tudo seja resolvido, para que ninguém tenha problemas, não sofram. E quando não sinto reconhecimento, me sinto abandonada, rejeitada.
Aí surgi a vítima, a coitada de mim...
Mas, estou aprendendo também a ver minhas qualidades, a me perdoar, valorizar, amar e respeitar.
A verdade, é que não estamos acostumados a cuidar de nós mesmos, nos dar alegria, amor, carinho. Sempre esperamos que os outros nos dêem tudo o que mais necessitamos, em efetividade e todas as demais carências.
Assim fomos ensinados desde os tempos mais remotos. Não podemos culpar nossos ancestrais, pois eles passaram por tempos mais rigorosos e repressivos.
Felizmente estamos chegando a uma mentalidade mais aprimorada, em que a nova consciência, torna o racional mais sensitivo.
Que os novos tempos surgiam, trazendo uma nova humanidade, mais completa, em todos os sentidos. Ciente de nossas origens. Não mais como pecadores limitados, como ainda nos está sendo infligido. Mais sim, seres criados com uma partícula da essência de Nosso Criador. Portanto, somos seres em busca de nossa divindade.

Paz, luz, amor, sabedoria, para toda humanidade.

Assim seja.

Adelia

Quando o corpo dói, os sentimentos afloram,  nenhuma razão de ficar aqui, a Alma grita :-  EU  EXISTO !!!

Olhamos para dentro de nós e nos vemos pela primeira vez !

Uma criança esperando para nascer... sua criança interior , que quer ser acolhida por ti !

Acredito em sincronicidade que cada vez se torna mais evidente em minha vida !

Agradeço a oportunidade desses estudos !

Namasté

Claudia

Maravilhoso!!!!! Cada vez estou ampliando mais meus conhecimentos e saciando minha sede de saber. Esta aula veio ratificar tudo que eu já pensava antes, mas sem certeza se estava certa ou errada. Muito grata por tudo!

Marina Moreira

RSS

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço