GANDHI - A LIBERDADE PELO AMOR

Mahatma Gandhi (1869-1948) foi líder pacifista indiano. Principal personalidade da independência da Índia, então colônia britânica. Ganhou destaque na luta contra os ingleses por meio de seu projeto de não-violência. Além de sua luta pela independência da índia, também ficou conhecido por seus pensamentos e sua filosofia. Recorria a jejuns, marchas e à desobediência civil, ou seja, estimulava o não pagamento dos impostos e o boicote aos produtos ingleses. 
 
 
Mohandas Karamchand Gandhi nasceu em 2 de outubro de 1869, em Portbandar, na Índia. A família pertencia à casta bania (formada por mercadores e comerciantes) e não possuía muitos bens. O avô e o pai participaram ativamente da vida política do país, exercendo cargos ministeriais. Teve uma infância sem preocupações, livre da miséria sentida pela maioria das crianças indianas. Era um garoto comum – dedicado aos pais, introspectivo e cumpridor das tradições do hinduísmo. A mãe tinha grande influência sobre seus atos, era muito inteligente e observava as leis hindus com grande fervor. O pequeno Gandhi nutria por eles muita estima e respeito, o que lhe proporcionou um caráter exemplar, assim como a abominação pela mentira. 
 
 
Aos 13 anos, casou-se com Kasturbai Makanji, da mesma idade. Prestes a completar 18, sentia-se inclinado a estudar medicina, mas foi consenso em sua família que o pequeno Mohandas jamais poderia trabalhar com algo que o obrigasse a provocar dor em outras pessoas, mesmo que fosse para curá-las. Acabou optando, então, pela advocacia. 
 
Depois de cursar a faculdade de Direito em Londres, voltou para a Índia. O retorno à Índia mostrou-se frustrante, pois sua extrema timidez, aliada ao desconhecimento das leis indianas, o deixou inseguro. Assim, não recusou a proposta de trabalho na África do Sul – onde sofreu na pele a discriminação vivida por indianos e negros, assim como as limitações impostas pela hierarquia social daquele país.
 
Quando aceitou a proposta de representar uma empresa hindu na África do Sul, não imaginava as profundas transformações que essa viagem traria para sua vida. Na África do Sul, Gandhi sentiu, pela primeira vez, o preconceito na pele. Certa vez, em uma viagem de trem, foi convidado a se mudar para o vagão destinado a terceira classe, mesmo tendo em mãos a passagem de primeira classe – tudo por causa de sua cor. Atônito, ele se recusou a atender tal “pedido” e foi expulso do trem. 
Anos mais tarde, ele lembraria que ali nasceu um novo Gandhi. “Minha não-violência ativa começou naquele dia.” 
 
 
Com a consciência social despertada, como advogado, passou a ser conhecido por resolver casos difíceis com inigualável ética. Impelido a lutar pelos direitos de seus compatriotas, que há pouco tinham perdido o direito de voto no país africano, Gandhi decidiu permanecer ali. Fundou o Congresso hindu em 1894 e, por mais de 20 anos, brigou por essa causa. Começava aí uma trajetória de perseguições, espancamentos e ameaças de todos os tipos. Ao mesmo tempo, uma trajetória de glória e sucesso, tendo em vista o histórico projeto de reformas conquistado às custas de seus protestos. 
 
Àquela altura, Mohandas já era uma celebridade em sua terra natal. Quando voltou para lá, ao ver o sofrimento de seu povo ante as regras coloniais britânicas, passou a usar seu poder de influência sugerindo o que, até então, parecia uma ideia utópica: conquistar a independência da Índia por meios não violentos, usando apenas a crença na paz e na harmonia. 
 
 
A filosofia pacifista somada às experiências de vida no exterior contribuíram para que ele desenvolvesse um novo olhar sobre a Índia. O retorno à terra natal ocorreu ainda durante a Primeira Grande Guerra, quando sua saúde esteve fragilizada. Mesmo abatido fisicamente, Gandhi dispôs-se a conhecer os problemas dos indianos e a solucioná-los da forma mais justa possível. 
 
Terminada a primeira guerra mundial, a burguesia na Índia, desenvolveu forte movimento nacionalista, formando o Partido do Congresso Nacional Indiano, tendo como líderes Mahatma Gandhi e Jawaharlal Nahru. O programa pregava a independência total da Índia, uma confederação democrática, a igualdade política para todas as raças, religiões e classes, as reformas sócio-econômicas e administrativas e a modernização do Estado. 
 
 
Sua luta era baseada em dois conceitos básicos: satyahgraha e ahimsa. O primeiro pode ser traduzido como “desobediência civil”, o que significa que, se uma lei é injusta, não deve ser seguida. Para isso, usa-se a ahimsa, a “não-violência ativa”. Um princípio que rejeita não apenas a violência física, mas também a violência verbal, mental e emocional. Exige, inclusive, um mergulho na espiritualidade e uma vida de auto-sacrifícios, o que inclui, por exemplo, greves de fome.
 
 
Gandhi acreditava que era impossível tentar transformar a sociedade antes de transformar a si mesmo. Seguindo o hinduísmo, teve uma vida marcada pela fé: cultivava uma alimentação natural, fazia peregrinações e praticava yoga e meditação transcendental. Levantava diariamente às 2 horas da manhã para orar, vivia na pobreza e usava as mesmas roupas (uma tanga e um xale de algodão) todos os dias – possuir apenas aquilo que fosse de extrema necessidade foi uma das suas maiores bandeiras. 
Frequentemente ele afirmava que “todo aquele que possui coisas de que não precisa é um ladrão”, pois, se cada um tomasse da natureza apenas o necessário, não haveria miséria nem desigualdade. Assim, para toda a humanidade, Gandhi ensinou que é preciso prestar atenção a cada pequeno gesto do dia-a-dia para sermos capazes de resolver as grandes questões de violência mundial. 
As rivalidades entre hindus e muçulmanos retardaram o processo de independência. Com o passar do tempo, o movimento de descolonização se tornou ainda mais forte, principalmente no contexto da Segunda Guerra Mundial (1939-1945). 
A Inglaterra voltava as atenções para a Europa – palco dos principais combates – e Gandhi, de acordo com seus ideais, não se aproveitou da fraqueza britânica durante este período, mesmo quando as pressões internas se tornaram cada vez maiores para que a Índia conquistasse a liberdade. 
Mahatma Gandhi destacou-se como principal personagem da luta pela independência indiana. Recorria a jejuns, marchas e a desobediência civil, incentivando o não pagamento de impostos e o não consumo de produtos ingleses. Embora usassem a violência na repressão ao movimento nacionalista da Índia, os ingleses evitavam o confronto aberto. 
Em 1922 uma greve contra o aumento de impostos reúne uma multidão que queima um posto policial e Ganghi é detido e condenado a seis anos de prisão. Em 1924 é libertado e em 1930 lidera a marcha para o mar, quando milhares de pessoas andam mais de 320 quilômetros, para protestar contra os impostos sobre o sal. 
 
A MARCHA DO SAL
 
Gandhi liderou inúmeras greves e passeatas contra a Inglaterra. Um de seus maiores desafios foi enfrentado quando os ingleses proibiram os indianos de processarem seu próprio sal e impuseram um imposto sobre a compra do produto. Gandhi liderou, então, a famosa Marcha do Sal, em direção ao mar. 
Após uma dura viagem de 28 dias, o líder indomável e a multidão que o acompanhava alcançaram o oceano. Lá, Gandhi anunciou um ataque às salinas do governo. Para impedir o ato, policiais golpearam as cabeças dos manifestantes com chicotes que possuíam ferro nas pontas. Nenhum deles ergueu sequer um braço para se defender. 
Após essa cena brutal, a opinião pública mundial passou a condenar a postura britânica. Nesse e em outros momentos, Gandhi foi levado para a prisão, mas esse não era um método eficaz para detê-lo. Uma vez que já vivia sem luxos, enxergava o cárcere apenas como uma oportunidade de leitura e reflexão. “Cadeia é cadeia para ladrões; para mim, ela é um templo”, foi uma de suas frases memoráveis. 
 

 
Todos os seus esforços culminaram na tão sonhada independência da Índia, em 1947, não sem antes ter iniciado sua 15ª greve de fome, um de seus últimos sacrifícios pessoais. Sua busca pela verdade e a não violência foram fundamentais para a emancipação política da Índia. 

 
Em 30 de janeiro de 1948, Mahatma foi assassinado a balas por um fundamentalista de sua própria religião, que o considerava um traidor do hiduísmo. Suas últimas palavras foram “oh, Deus!”, mas sua maior mensagem, segundo ele próprio, nunca esteve em palavras: “Minha mensagem é a minha vida.”
 
 
Gandhi nunca ocupou oficialmente um cargo político ou religioso, mas foi um dos líderes mais poderosos do século 20: fez de suas palavras, atos e ensinamentos eficientes armas na luta por um mundo mais pacífico. 
Com sua figura franzina e amável, o indiano Mahatma Gandhi marcou a história mundial contemporânea como um símbolo de paz. Em termos concretos, seu maior feito foi liderar a batalha para libertar seu país da dominação britânica, que durou mais de 200 anos. Antes dele, o movimento para a independência do país era marcado por conflitos armados, mas, convencido de que enfrentar o ódio e a violência utilizando os mesmos artifícios equivale a igualar-se ao inimigo, Gandhi propôs um movimento com base na verdade e no amor, seguindo o princípio da não-violência. 
Seu poder de influência atingiu em cheio milhões de indianos miseráveis e injustiçados, que encontraram na sua figura a ponta de esperança há muito perdida, passando a venerá-lo e chamá-lo de Mahatma, que significa “grande alma”. Mais que isso: Gandhi inspirou os maiores pacifistas do nosso tempo, criando um meio alternativo de solução de conflitos – o diálogo. 
 
 
Hoje, a influência de Gandhi está intimamente ligada com a espiritualidade e ultrapassa fronteiras de todo o mundo, fazendo com que pessoas das mais diferentes raças e religiões concordem que esse pequeno homem – de pouco mais de um 1,60 metro de altura – foi um dos maiores apóstolos da paz que a humanidade já conheceu. As idéias de Gandhi, entretanto, não morreram. Estão perpetuadas, entre outras obras, em Autobiografia: Minha vida e minhas experiências com a verdade e nos pensamentos de A roca e o calmo pensar. Embora ambos os livros não analisem a independência da Índia em si, por terem sido escritos antes de sua efetivação, a partir dos registros do Mahatma Gandhi é possível perceber como a filosofia da não-violência tornou-se sua principal bandeira política. Ao demonstrar como dirigiu a vida em busca do engrandecimento espiritual, destacou-se, sobretudo, como um grande homem e não como uma figura mitológica. 
 
 
Sobre a Revolução Não Violenta de Mahatma Gandhi
 
" Gandhi continua o que o Buddha começou. Em Buddha o espírito é o jogo do amor isto é, a tarefa de criar condições espirituais diferentes no mundo; Gandhi dedica-se a transformar as condições existenciais" (Albert Schweitzer) 
 
" Não violência é a lei de nossa espécie, assim como a violência é a lei do bruto. O espírito, dormente no bruto, não sabe nenhuma lei que não a do poder físico. A dignidade de homem requer obediência a uma lei mais alta - a força do espírito ". (Mahatma Gandhi)
 
" Se o homem perceber que é desumano obedecer a leis que são injustas, a tirania de nenhum homem o escravizará". (Mahatma Gandhi) "Não pode haver nenhuma paz interior sem o verdadeiro conhecimento ". (Mahatma Gandhi) 
 
"Para a autodefesa, eu restabeleceria a cultura espiritual. A melhor autodefesa, e a mais duradoura, é a autopurificação ". (Mahatma Gandhi)

Mahatma  Gandhi : Discurso "Não Violência"

Exibições: 941

Respostas a este tópico

Grande homem. Obrigada.

 Um Grande homem, que deixou para posteridade valiósos ensinamentos. Um beijo. Muito Obrigada.

Eternamente grato!

Muito obrigada por partilhar esta pagina sobre Mahatma  Gandhi. GRATIDÃO!!!!

Gratidão!

Gratidão infinita!

RSS

"Permaneçam unos com a vossa Essência Espiritual. Somente Ela, poderá mostrar-lhes os novos rumos a serem seguidos por cada um!"

                     

"Que a eterna luz do sol te ilumine, que todo o amor te envolva, e a luz verdadeira, no teu interior, guie o teu caminho para casa."Bênção Sufi

 

 Possa o bodhichitta, precioso e sublime, surgir onde ainda não está; E onde surgir que não decline, mas cresça e floresça cada vez mais para o benefício de todos os seres sencientes.

Padma Bhavam significa Morada do Lótus. O lótus é uma flor que cresce da escuridão do lodo abrindo sua flores somente após ter-se erguido além da superfície. Se o impulso para a luz não estivesse adormecido na semente profundamente escondida na escuridão da terra, o lótus não poderia se voltar em direção à luz. Da mesma forma, cada um de nós carrega dentro de si esse impulso para a vida e para a autorealização.

 

NAMO KUAN-SHIH-YIN PU-SA A PRONÚNCIA NAMÓ GUAN-CHEER-IIN PUSSÁ O SIGNIFICADO Eu Chamo pela Bodisatva Kuan Yin, Aquela que vê e ouve o sofrimento do Mundo.

 

CONFRATERNIZANDO A nossa proposta é integração e união. Por isso sugerimos aos integrantes deste Portal que passem pelos perfis dos membros recém chegados, para dar boas vindas, trocar mensagens e convidá-los para uma relação de amizade. Parabenize os aniversariantes... Ingressem nos Grupos e participem!!! Nos Grupos encontramos muitas pérolas postadas em forma de mensagens, apostilas ... que colaboram para o engrandecimento de nossas almas, aprimoramento e crescimento do nosso ser. Gratidão! Fatima dos Anjos

http://www.twitter.com/portalarcoiris  

 

 



“O corpo conhece o tato; a língua, o paladar; o nariz, aromas; os ouvidos, sons; os olhos, formas; mas os homens que não conhecem o profundo Si Mesmo não captam esse supremo.” Mahabharata

"Duvidem de tudo. Encontrem sua própria luz". (Siddharta Gautama) 

"Não crie sofrimento Pratique virtude Seja senhor de sua mente (Bhuda)

 


"Faça uma nova fôrma para você com o poder da sua vontade. Aqueles que se superaram, vivem em paz, tanto no calor quanto no frio, no prazer quanto na dor, no elogio como na crítica. Para eles, um punhado de terra, uma pedra e ouro, são o mesmo. São imparciais e por isso se elevam a grandes alturas" Krishna

 

 


PAI NOSSO...

Que estás em toda harmonia do universo.

Santificado seja sempre o teu santo e sagrado nome.

Venha a nós o teu reino...

E que se cumpram as tuas leis, na terra e no espaço.

E em todos os mundos habitados...

Dá-nos hoje, o pão do corpo e o pão da alma.

Concede-nos a benção da saúde,do trabalho.

Perdoa as nossa ofensas.Assim como nós devemos amar e perdoar, a quem nos tem ofendido...

E não nos deixes sucumbir ás tentações.

E inspira-nos a combater o mal.Enviando-nos um raio da tua LUZ para nos orientar e guiar.

No caminho que a TI conduz.

Pois TU és o Poder e a Glória...

Amém!



INVOCAMOS AS ENERGIAS DO GRANDE SOL CENTRAL
A GRANDE FONTE ILUMINADORA DO AMOR

INVOCAMOS AOS ELOHINS…OS ANJOS QUE NOS ILUMINAM… E AOS QUATRO PILARES DOS FILHOS DA LUZ …
SANAT KUMARA, METATRON, MIGUEL E MELCHIZEDEK

INVOCAMOS AOS SERES DAS ESTRELAS QUE COM ASHTAR,
ELEVAM E APOIAM NOSSOS ESFORÇOS

INVOCAMOS A SHAMBALLA E AOS MESTRES ASCENSIONADOS
QUE GUIAM E NUTREM ESTE ENCONTRO DE ALMAS,
SERES DAS ESTRELAS E MESTRES ENCARNADOS
A DEDICAR SUA INTENÇÃO PARA ELEVAR A TODA VIDA PELO AMOR

INVOCAMOS A MÃE MARIA, KUAN YIN E A MADALENA
PARA ENCHER NOSSOS CORAÇÕES COM HUMILDADE E COMPAIXÃO

INVOCAMOS A NOSSA MAGNA PRESENÇA EU SOU A TRAZER NOSSOS DONS, VISÃO E OFERTAS EM
UMA UNIDADE DE PROPOSITO CENTRADA NO CORAÇÃO PARA CRIAR CLARIDADE
,DIREÇÃO DIVINA E AMOR MANIFESTADO,

EU SOU O QUE SOU
UM SER DE LUZ CONECTADO A LUZ!

A FORÇA DE VONTADE – A ALAVANCA QUE MOVE NOSSA VIDA Cada consciência que reencarna no plano terrestre tem como propósito primordial buscar sua evolução espiritual, aprendendo com as lições que a vida lhe traz. Apesar do esquecimento temporário que passa quando para aqui vem, internamente traz consigo um sentimento de que algo tem a fazer.
Passam-se os anos na vida terrena e isso pode variar de indivíduo para indivíduo, que o sentimento se torna mais forte, até que em determinado momento à ânsia de saciar o espírito fala mais alto e intuitivamente sente que a necessidade da busca a respostas para certas indagações lhe trará a tranqüilidade interna que tanto necessita.

A vida, no entanto é uma escola, cheia de obstáculos e desafios que incentivam o desenvolvimento das potencialidades, que auxiliam o ser na busca do crescimento espiritual.

Uma dessas potencialidades é à força de vontade, a alavanca que põe em movimento nossas ações, gerando atitudes que permitem que aquele que deseja seguir adiante, com o propósito de buscar conhecimento, possa ultrapassar todas as barreiras que por ventura encontrar pela frente.

Há consciências, que por lhes faltar a força de vontade não conseguem caminhar por muito tempo nesta busca, preferindo deixar mais para frente, adiando assim, o que realmente vieram aqui fazer, continuando a sua vida material, sem compreender que nem só de pão vive o homem, pois o homem é matéria e espírito.

Porém, o sentimento foi apenas abafado, pois chega um momento que a insatisfação fala mais alto. O que se buscou no mundo das ilusões não trouxe o alimento necessário para o espírito, pois a personalidade egóica não estava sintonizada com o propósito da alma.

A busca do ser recomeça. Bate-se em porta em porta buscando conhecimento, buscando a paz. Nesta caminhada adquire experiências e através do conhecimento passa a compreender que a tranqüilidade se alcança quando os sentimentos, os pensamentos e as atitudes são alimentados pela energia do amor. Quando já se consegue discernir o certo do errado, do que lhe traz a paz e o que lhe causa dor, escolhendo assim, o que prefere se alimentar.

No entanto, para todo aquele que se coloca como peregrino a caminho da Luz, encontra muitos obstáculos, pois a porta é estreita e poucos são os que perseveram por faltar à força de vontade.

O contato com o ser interior, a fé e a confiança que está no caminho correto, que sabe o que quer e para onde deseja seguir é que fará com que a força de vontade, esta força que impulsiona o ser seguir adiante, o auxilie a conquistar o objetivo. Nada se conquista sem o uso dessa força e perseverar no que se acredita ser o melhor é o caminho para conquistar um troféu. O troféu da satisfação de ter alcançado sua meta.

APARECIDA

"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza." Tagore

"O reino de Deus está dentro de vós". (Jesus)

“Toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.” (Emmanuel / Chico Xavier - Perante Jesus cap. 4 - Remuneração Espiritual)

Salmo 23
1. O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará.
2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.
3. Refrigera a minha alma guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
4. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo a tua vara e o teu cajado me consolam.
5. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
6. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Saber viver, por Cora Coralina

Não sei... Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, 

Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido,

se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser:  

Colo que acolhe,  

Braço que envolve,  

Palavra que conforta,  

Silêncio que respeita,  

Alegria que contagia,  

Lágrima que corre,  

Olhar que acaricia,  

Desejo que sacia,  

Amor que promove.  

 

E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida.

 É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais,

Mas que seja intensa, Verdadeira, pura... Enquanto durar.


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
Charles Chaplin


"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser."

Omraam Mikhaël Aïvanhov

 

 

 RIOS DE ÁGUA VIVA FLUEM DE VOCÊ

Você é o ponto do Universo pelo qual fluem “rios de água-viva”. Neste “ponto”, é sempre agora! Aquiete-se! Anule conscientemente a crença no tempo: você é um ser deste agora, sem passado e sem futuro!
Deus é Tudo! Onde Deus está, é exatamente onde VOCÊ está! Constate esta Verdade! Dê consciente testemunho dela! Rios de Água Viva fluem a partir de VOCÊ! Esta Substância, na verdade, é VOCÊ! É Deus, em Auto-suprimento perfeito, sendo VOCÊ!
Dárcio Dezolt

 

 PODEROSA ORAÇÃO EU SOU Fique tranqüila e saiba que Eu Sou Deus! Eu Sou Deus vivendo neste corpo como ( diga o seu nome). Eu Sou Deus totalmente livre vivendo neste corpo como ( diga o seu nome) Eu Sou a Poderosa Presença do EU SOU Eu Sou o mestre ascensionado ( diga o seu nome) Em nome da Amada Presença de Deus, o qual Eu Sou! Pelo poder de Deus, o qual Eu Sou. A poderosa Presença do Eu Sou é o meu verdadeiro eu! Eu Sou a Ressurreição e a Vida. Eu Sou a Verdade, o Caminho e a Vida. Eu Sou a encarnação do Amor Divino. Eu Sou a porta aberta que nenhum homem pode fechar. Eu Sou Deus em Ação. Eu Sou o cetro de domínio, a Chama que nunca se apaga, A Luz deslumbrante e a Perfeição Divina manifestada. Eu Sou a revelação de Deus. Eu Sou o batismo do Espírito Santo. Eu Sou o ser ascensionado que desejo ser agora. Eu Sou a realização de Deus. Eu Sou uma porta aberta a toda revelação. Eu Sou a Luz que ilumina todos os lugares no qual eu entro. Eu Sou a Presença de Deus em ação hoje. Eu Sou Aquele que Sou. Eu Sou a libertação eterna de toda imperfeição humana. Eu Sou a Presença que preenche o meu mundo com Perfeição neste dia. Eu Sou um corpo invencível de Luz. Eu Sou a Luz que ilumina todo ser humano que vem ao mundo. Eu Sou a Vitória na Luz.

 

 

 

EU SOU VOCÊ..... Não sou um sábio pensador, Porque SOU A SABEDORIA. Não Sou aquele que tráz para todos o Amor. porque Sou o Próprio Amor Não sou aquele que tráz a Vida porque Sou a própria Vida Não venho trazer a Verdade, porque em todas Verdades Eu Estou! Eu tenho todas as coisas e todas as coisas me contêm Eu Sou o único caminho para todos, você é único caminho para você,
Pois,sempre estive em você e você não sabia.
Eu Sou a tua Luz
e você é a Luz Viva que Eu sou.
Eu Sou o Pai e Sou o Filho,
Eu Sou um e Sou todos.
Eu Sou o Alfa e o Ómega
Eu Sou o Principio e o Fim.

Se tudo assim não fosse,
Eu não poderia dizer;
Eu Sou Você,
Assim como você sou Eu!!!!!!

ERGOM........

Paz ,Luz e Equilibrio...Namaste

 EU SOU EU SOU Aquele que te faz sonhar... EU SOU Aquele que te faz amar...... EU SOU a LUZ de tua Alma...... EU SOU a FÉ em teu coração...... EU SOU a ALEGRIA em teu ser...... EU SOU a VIDA que te sustenta.... EU SOU a FORÇA que jamais te deixará.... EU SOU Aquele a quem contastes... tuas alegrias e tristezas... EU SOU a ENERGIA que te impulsiona,... passo a passo, rumo a tua eterna... realização e vitória....
EU SOU...
A LUZ...
A FORÇA...
O AMOR...
A SABEDORIA...

EU SOU Aquele que há tanto tempo procuras....

Agora que Me encontrastes...
Dentro de ti, contigo e através de ti...
brilharei, confirmando a todos que tiverem...
olhos para ver a LUZ que um dia foi prometida...
e que em vão procuraram em templos de pedras...
em palavras que ficaram no esquecimento,...
bem como nos livros....

EU SOU a Poderosa ENERGIA...
que a todos e a tudo sustenta....

Em nome do AMOR decreto:...
VIDA, LUZ, AMOR E LIBERDADE...
em ti e em teu mundo...
Agora e Sempre!...

Eu, SOL, que em teu peito brilha...
EU SOU....

Trecho do Livro: "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração" M. Stella Lecocq

APELO

"Em nome de EU SOU O QUE EU SOU,
eu convido minha Presença EU SOU, esta parte de Deus em mim,
para estar comigo ao longo deste dia.
Eu peço, a minha Presença EU SOU,
para assumir o controle imediato de todas as minhas ações,
feitos, palavras, sentimentos e pensamentos.
Eu peço, minha poderosa Presença EU SOU
para agir através de mim ao longo deste dia,
para gerir minha vida.
Amém”.

 

A QUEBRA CONSCIENTE DE VOTO

Diga em voz alta:

Neste momento, estou quebrando todos os votos que fiz para viver a ilusão da inconsciência. Como portador da Luz de minha linhagem genética, quebro esses votos em meu nome e em nome de todos os meus ancestrais. Revogo e anulo esses votos destituindo-os de valor para esta encarnação e para todas as outras através do tempo e do espaço, das realidades paralelas, dos universos paralelos, das realidades alternativas, dos universos alternativos, de todos os sistemas planetários, de todos os sistemas de Origem, de todas as dimensões e do Vácuo.

Peço para ser libertado de todos os cristais, mecanismos, formas de pensamento, emoções, matrizes, disfarces, memórias celulares, idéias acerca da realidade, limitações genéticas, bem como da morte.

AGORA!

Segundo a Lei da Graça e pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Conforme a vontade do Espírito, peço para Despertar!

Conforme a vontade do Espírito, estou Desperto!

No princípio, EU SOU O QUE SOU!


Compreendendo o processo dos Apelos
A verdade existe; ela se manifesta em todos os planos, quando uma pessoa está em condições de captá-la dos planos e esferas nos quais os Seres Divinos atuam em determinada época para distribuí-la amplamente sobre a terra e seus habitantes.
A eficiência dos apelos depende da proporção de sentimento e convicção que através deles são liberados, como também depende da nitidez das imagens que se imprimem na mente. Isto, realmente representa o modelo através do qual se dissolve a energia física.``
SAINT GERMAIN
O Sétimo Raio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oremos sempre que puder em prol do nosso querido planeta para todas as entidades possam juntas emanar sua energia maravilhosa para cura deste planeta e de seus filhos!!!

Lokah Samastah Sukhino Bhavanthu

"Que todos os seres sejam felizes"


 

 

 

 

© 2019   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço