Desde os tempos antigos, acredita-se que todo o cosmos foi criado de acordo com um plano geométrico específico.  A geometria sagrada refere-se às formas geométricas, padrões, frequências, proporções e leis que foram observadas para fundamentar as formas de vida orgânica, objetos e fenômenos que ocorrem em qualquer parte do universo.
Uma complexa estrutura da geometria sagrada – o “cubo de Metatron“, foi nomeada com o nome de um arcanjo, o arcanjo Metatron.

Metatron aparece na tradição judaica e cristã. Acredita-se que Metatron é responsável por toda a criação e é considerado um Arcanjo, bem como um juiz. Metatron foi mencionado em textos apócrifos, incluindo o segundo livro de Enoque e o livro dos Palácios, no qual o seu grande título, “o menor YHVH” ressurge. Segundo Johann Eisenmenger, Metatron transmite as ordens diárias de Deus aos anjos Gabriel e Samuel. Metatron é frequentemente identificado como sendo o irmão gêmeo de Sandalphon, que se diz ter sido o profeta Elias.

Os povos antigos trabalharam com os símbolos da geometria sagrada e tentaram usá-los para entender as verdades divinas por trás de toda a existência. Uma dessas figuras reverenciadas é o cubo de Metatron. O cubo de Metatron é o nome dado a uma figura geométrica bidimensional complexa feita a partir de 13 círculos iguais, com linhas que se estendem do centro de cada círculo ao centro de todos os outros doze círculos. Seis círculos são colocados em um padrão hexagonal em torno de um círculo central, com mais seis círculos se estendendo ao longo das mesmas linhas radiais.

O Cubo de Metatron compartilha ressonância 2-D com a flor da vida, que é um poderoso símbolo da geometria sagrada que se acredita conter todos os padrões da criação.

O fruto da vida é uma forma tirada diretamente da flor da vida (veja acima). O mesmo é feito de treze círculos de tamanhos iguais. Se o centro de cada círculo for considerado um “nó” e cada nó estiver conectado a outro nó com uma única linha, um total de 78 linhas será criado.  A forma final compõe o que nos referimos como o cubo de Metatron. Dentro deste cubo, muitas outras formas podem ser encontradas, incluindo versões bidimensionais dos cinco sólidos platônicos.  Nas primeiras escrituras cabalistas, Metatron supostamente forma o cubo de sua alma.

Assim, o cubo de Metatron contém os cinco padrões principais ou formas sagradas que compõem toda a matéria do universo. Essas formas são o tetraedro, o hexaedro, o octaedro, o dodecaedro e o icosaedro. Os sólidos Platônicos são chamados de sólidos perfeitos porque em cada um deles, cada face tem o mesmo comprimento de lado e todos os ângulos são iguais. Além disso, todas essas figuras se encaixam perfeitamente dentro de uma esfera.

O cubo de Metatron é, portanto, o modelo que delineia os sólidos platônicos. Essas formas são ilimitadas, assim como o espaço e o tempo e em virtude de ter os sólidos platônicos englobados dentro de si, o cubo de Metatron se torna um símbolo de unidade universal e interconexão.

fonte: poderdoeusuperior

Exibições: 247

Respostas a este tópico

Gratidão!!!

Obrigada.

RSS

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço