Nenhum texto alternativo automático disponível.

"O QUE É DÉJÀ VU? 
Mensagem dos Guias Angélicos através de Taryn Crimi
04 de setembro de 2018

 

Hoje gostaríamos de focar sua atenção no que é comumente chamado de Déjà vu. Muitos descreveriam isso como sendo o fato de ter a sensação de que você já viu ou experimentou a circunstância exata que está sendo experimentada atualmente. Fomos solicitados a falar sobre esse assunto antes, mas sentimos que era melhor termos compartilhado nossa perspectiva sobre as realidades paralelas e a natureza do tempo antes de tentar dar nossa explicação sobre esse “fenômeno”.

 

Muito simplesmente, déjà vu é a percepção consciente de sua mudança de uma realidade paralela para outra. Embora você esteja constantemente alternando entre muitas realidades paralelas, dependendo das escolhas que faz e da vibração com a qual escolhe entrar em ressonância, sua mente consciente não detecta a mudança. No entanto, de vez em quando, há uma “sobreposição de linhas” pela necessidade de uma melhor experimentação consciente, o que tem sido chamado de déjà vu.

 

Deixe-nos oferecer uma analogia para que você possa entender melhor nossa explicação. Imagine que cada momento da sua vida é uma fotografia instantânea; uma imagem parada. Cada imagem estática é amarrada pelas escolhas que você faz e pela direção do seu foco e intenções que afetam diretamente a sua vibração. Agora imagine que essas “fotografias instantâneas” ou “quadros” ainda estão organizados juntos para formar um filme. Isto é muito semelhante ao modo como os seus desenhos animados ou filmes são feitos. Cada quadro estático é rapidamente visto, o que dá a ilusão de movimento.

 

A qualquer momento há, é claro, um número infinito de realidades paralelas que contêm uma escolha diferente ou uma “fotografia instantânea” diferente para você escolher. Com essa imagem, é um pouco mais fácil para a mente entender com que frequência você muda de uma realidade paralela para outra. No entanto, quando o Déjà vu é experimentado, é como se um quadro fosse experimentado duas vezes. Como? Por quê? Vamos explanar mais.

 

O outro componente chave é o “tempo”, ou melhor: sua experiência de tempo linear. Mais uma vez, como já mencionamos muitas vezes anteriormente sobre o “tempo”, ele faz parte da ilusão. Você experimenta o tempo passar de maneira linear, o que ajuda a solidificar a ilusão de sua realidade física. Como explicamos em mensagens anteriores, percebemos que o tempo é muito flexível. Usamos o tempo como um marcador para nos ajudar a encontrar a experiência que gostaríamos de direcionar nosso foco, da mesma forma que os números das páginas de um livro ajudam você a encontrar a página que deseja vivenciar. Também experimentamos tudo como sendo o “momento atual” e todas as experiências estão acontecendo simultaneamente. Entendemos que isso pode ser difícil para a mente humana entender, porque foi treinada e acostumada para funcionar dentro da ilusão de tempo linear.

 

Quando você muda de uma realidade paralela para outra, sua mente percebe a experiência como uma linha sólida; uma compilação fluida e suave de uma coisa depois da outra. A mente humana filtra todas as outras realidades para permitir que você perceba essa experiência única de ter apenas uma linha de tempo, apenas uma realidade em sua percepção consciente. Lembre-se de que nos reinos mais elevados você está consciente de todas as realidades e pode ver como todas as decisões irão se desenrolar.

 

A oportunidade única de que todos fazem parte permitiu-lhes ter uma experiência muito diferente. Entretanto, de vez em quando, sua mente consciente percebe a mudança entre as realidades paralelas. Como a mente consciente não tem como processar a informação com a lógica que ela usa para filtrar a informação, a mudança é experimentada como sendo uma réplica exata de outra experiência que já foi percebida. No entanto, é simplesmente uma imagem espelhada de uma experiência que você de fato já experimentou na outra realidade da qual você se afastou.

 

Muitas vezes, quando você está experimentando déjà vu, você não consegue se lembrar do “tempo” ou instante exato no qual você teve aquela experiência específica, tudo o que você sabe é que você teve essa mesma experiência antes. Parece que todos os mínimos detalhes, até mesmo os sentimentos que você tem, estão sendo repetidos. A razão é que você não teve uma experiência apenas “similar” àquela que você percebe atualmente; mas sim você de fato percebeu conscientemente a mesma experiência duas vezes! A primeira foi quando vocês mudaram da “outra” realidade paralela, e mais uma vez na realidade paralela para a qual vocês mudaram. Sua mente consciente filtra a duplicação na maior parte do tempo, deixando-o sem nenhuma lembrança consciente da experiência; no entanto, de vez em quando, você é capaz de detectar a semelhança que deixa muitos “coçando a cabeça”, intrigados.

 

Então, da próxima vez que você experimentar “déjà vu”, isso pode ser bastante fascinante agora que você sabe e acabou de perceber conscientemente que é uma mudança de uma realidade para outra.

 

Esperamos que esta mensagem tenha, de alguma forma, servido a você.

 

Em Amor e Luz,

 

Nós somos os seus Guias Angélicos.

 

Dr. Taryn Crimi, Ph.D

Todos os direitos reservados. É permitido copiar, compartilhar e distribuir este material, mantendo o conteúdo inteiro e inalterado, tendo sua distribuição gratuita e mantendo o link do autor incluído. http://www.angelic-guides.com/

Mais:  http://violetflame.biz.ly  e https://rayviolet.blogspot.com/

http://violetflame.biz.ly

http://achama.biz.ly

http://violetflame.biz.ly/chama

 

Tradução: Sementes das Estrelas / Valéria Albuquerque

 

https://www.sementesdasestrelas.com.br/2018/09/guias-angelicos-o-qu...

Exibições: 334

Respostas a este tópico

Tem um anovela que vai tratar desse ASSUNTO. Obrigada.

Interessante a imagem Obrigada.

Ahhhh! Finalmente! A quantidade de Déja vús quw tenho tido nos últimos anos é impressionante, mas alguns deles chamam a atenção. Um especialmente marcou: Estava chovendo em Sampa. Cheguei em casa e vi a tv noticiando algo e eu me espantei. Minha irmã assistia e eu disse "por que estão falando novamente neste homem que morreu na tempestade?". Ela me respondeu: "Está louca? Isto acabou de acontecer, foi agora nesta tempestade que deu há pouco". Fiquei indignada e contestei: "Não estou doida não. Isto aconteceu há mais de 6 meses. O homem estava dentro de um carro no Pacaembú. Ele ficou com medo da tempestade, saiu do carro, caiu um raio na árvore onde ele estava debaixo e o matou. Agora preste atenção ali na notícia... o bombeiro que vem tentar socorrer o homem é a muito parecido com ele... a cara dele. O bombeiro é forte e moreno...". Aí o noticiário mostra o bombeiro chegando para tentar socorrer... o bombeiro moreno e parecido com o morto e o caso havia acontecido exatamente como relatei acima... na hora da tempestade...... E assim, tantas outras situações tem ocorrido... com filmes que teimo ter assistido, sei os desfechos e o filme ainda nem foi estreado, etc. etc. Bem... sou grata pela matéria porque até então tenho a impressão de ser mesmo maluca. 

Excelente explicação, tornou bem fácil o entendimento de Deja-vu.

Também tenho muitos, e é incrível a capacidade de saber a continuidade pelo menos por alguns segundos dos proximos fatos.

Um caso interessante que relata as realidades paralelas e os multiversos é o caso em que uma pessoa anos atrás se via doido, pq ele jurava de pé junto que Nelson Mandela havia morrido na cadeia, que ele não tinha sido solto e muito menos se tornado presidente, esse caso foi bem repercutido na época. Ou seja, este sujeito, e muitos outros que por causa deste caso tbm vieram a recordar e questionar o caso do Mandela, tinham em sua consciência lembranças de outra realidade onde realmente Nelson Mandela havia morrido na cadeia.

RSS

© 2018   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço