Saudações de Amor e Luz !

Recebi essa matéria num grupo do Yahoo e se refere, a princípio, sobre uma obra literária.
Percebi na síntese das informações um pouco do muito que tem nos cercado, tanto das antigas tradições quanto das novas interpretações, evoluções dessas tradições. Me identifiquei com seu conteúdo e por isso o compartilho com vcs, destacando os termos e temas que devemos ter em mente, sobre os quais devemos estar cada vez mais atentos.

Namastê !



A Cura Crística



Não deveria surpreender-nos mais de encontrar na vetusta Índia traços daquilo que entendemos como sendo as coisas mais sagradas e profundas da vida -ainda que
bastante empanado pela densa “poeira dos séculos”. No entanto, isto sempre volta
a acontecer, com: iniciação, sociologia, psicologia, astrologia, ascensão, etc.
- e aqui uma vez mais no campo da Medicina Profunda. Seja como for, esta
abordagem pode chegar a ser muito importante para elucidar aquilo que entendemos
como as Três Hipóstases da Cura Espiritual.

Contudo, vimos que o grande objetivo do trabalho crístico ou búdico é o esclarecimento e a experiência do
Ser. Para chegar a efetuar o trabalho do Ser (o qual também é sutilmente trino),
um curador deve poder oferecer ele mesmo um “Ser são”, coisa esta que denota a
posse de discernimento, sabedoria, consagração, compaixão e assim por diante - ao
lado do necessário conhecimento, disciplina, criatividade,
etc.

Definitivamente, é chegada a hora da cura espiritual. Acreditamos inclusive que as dificuldades que Bailey identificou todavia na área, se deviam
a que a chamada “cura espiritual”, permanecia na realidade ainda amplamente na
esfera psíquica e mental, coisa que doravante deverá mudar, na medida em que se
difundam as novas iniciações.

Assim, ao pretender oferecer nesta obra princípios da “cura crística”, o tema pode chegar a superar a questão meramente
técnica para adentrar num subjetivismo quase insondável. Afinal, nada poderia
ser mais “universal” do que os poderes de cura do próprio Cristo. Como pretender
merecer, então, uma tão elevada qualificação?
Obviamente tal coisa nos leva para um campo de amplas imponderabilidades, mas que conhece soluções através do
alinhamento e do serviço às Leis dos Avatares, em especial daqueles mais
recentes, representantes máximos que são na Terra do Cristo cósmico ou do
Princípio crístico. Esta obra e os conhecimentos que ela possa ser porta-voz,
pretende-se acima de tudo um instrumento a mais colocado nas mãos daqueles que
buscam a experiência do Ser, do que qualquer outra coisa. Na certeza de que se a
cura pode ser muitas vezes alcançada como um fruto do Conhecimento, a Grande
Cura seguramente será acima de tudo o abençoado apanágio da Graça.

Pois muito embora analisemos mais ou menos de passagem várias medicinas, o grande
objetivo desta obra é tratar de cura espiritual, e no sentido mais elevado do
termo, tratando de suscitar a Medicina Universal Trina através das três
Hipóstases esotéricas do Logos, na forma de Luz, Som e Amor
-como aspectos
revelados da “Fórmula da Grande Medicina”-; definindo através disto a perfeita
contraparte entre cura e iniciação. Nisto, o foco principal se dará em torno dos
Mistérios de IHVH e do Globo solar. De fato, pelos elementos que sustentam o
presente método, podemos falar do definitivo resgate de uma Ciência Solar. É o
regresso da Cultura Sagrada que iluminou as raças atlantes e todas as grandes
Civilizações antigas, agora propugnada através desta “Cabala da Cura”.

Este é, pois, o alvorecer da Medicina solar, preparada pelos Antigos e que agora
encontra o seu grande foro de expressão, no momento em que a humanidade também
se dispõe a reunir a cura e a iniciação. E quando afirmamos nesta obra que se
está tratando das “Ciências da Ressurreição”, tal coisa envolve não obstante
tanto ciência quanto religião. A idéia de contextualizar nestes termos o
presente trabalho, enquanto Propósito central deste livro, se deve ao alcance
prático das técnicas em vista, oriundas das Iniciações Maiores. No mais, evocar
as “ciências da ressurreição” traz de imediato as noções de religião e de
iniciação, que são o verdadeiro contexto da cura espiritual. No último Capítulo
(Livro II, Parte V desta obra), oferecemos uma sinopse dos principais elementos
desta doutrina em termos gerais, na forma de “Enunciados sobre a Cura
Espiritual”.
Naturalmente se poderia falar aqui sobre iluminação (como de fato se falará muito no decurso do livro), que na prática e a rigor é a mesma
coisa. Porém, a idéia de ressurreição interpõe o mecanismo do verdadeiro
processo iluminativo, que não é apenas uma experiência de consciência, mas uma
transformação total do ser humano, fisicamente inclusive,
além de evocar um
processo de nítida expressão terapêutica -tudo resumido naquela que intitulamos
nesta obra como a “Fórmula da Grande Medicina”. No mais, vem trazer um conceito
afim ao leitor ocidental mais tradicional. Muitos há que aguardam pela
ressurreição, sem mal saber o que isto possa realmente significar, antes
alimentando as perspectivas mais burdas a respeito do assunto. Já na sua época
Jesus teve a oportunidade de constatar que mesmo os “doutos” saduceus eram
profundamente ignorantes a respeito do assunto, tratando então de tentar
esclarecer-lhes que “Deus é o Deus dos vivos, e não dos mortos”.

Eis o que afirma também sobre ressurreição o texto de “Um Curso em Milagres”, onde a
ressurreição é ensinada como uma questão de atitude:

A ressurreição é a negação da morte, ao ser a afirmação da vida. Assim, todos os pensamentos do
mundo são alterados. A vida, agora, é reconhecida como salvação e qualquer tipo
de dor e miséria percebido como inferno.
O amor já não é temido, mas alegremente
bem recebido. Os ídolos desaparecem e a lembrança de Deus brilha sem impedimento
através do mundo. A face de Cristo é vista em cada coisa viva e nada é mantido
no escuro, à parte da luz do perdão. Não há mais nenhum pesar sobre a terra. A
alegria do Céu, veio até ela.
” (Manual de Professores, 28, 2, Fundation for
Inner Peace)

Vista na sua integridade iniciática, ou nos termos que Jesus mesmo vivenciou o processo, a ressurreição envolve acima de tudo a alma, ou “o corpo da Alma”. Ela somente é possível para quem vive a experiência física da
partir da Alma.
É muito possível que a ressurreição nada mais venha a ser de
início, que a possibilidade de alguns milhares se iluminarem sob o impacto da
chegada de um Buda ou Cristo - como dizem no Oriente acontecer nestas ocasiões.
De resto, seria um processo coordenado dentro de Escolas de Iniciação - ou, como
chamaremos doravante, Escolas de Iluminação -, e partir de todo um
recondicionamento social de perspectivas existenciais, quiçá fomentado por um
quadro de crise ambiental planetária.

Não obstante, as Escolas de Ressurreição também poderão ser integradas aos processos terapêuticos humanos.
Pessoas em crise poderão gozar das forças da ressurreição não apenas como
pacientes, mas também como iniciados. Muitos poderão se “converter” nos
Hospitais e aceitar um treinamento avançado, tendo em vista dois benefícios: 1.
a possibilidade de sobreviver fisicamente, 2. a garantia da sobrevida da alma ou
da consciência, de resto também assegurada aos sobreviventes.
Assim é que
começamos a observar o aparecimento de hospitais espirituais, embora as técnicas
superiores ainda não se achem neles inteiramente presentes, dependendo da
presença de verdadeiros iniciados e até de um iluminado (que é mais do que um
vidente comum) para coordenar os trabalhos a fim de oferecer um quadro
impecavelmente são e eficiente.
Quanto à expressão “cura crística” em questão, se deve a diversos fatores, mas essencialmente ao fato de que Jesus
“orava ao Pai” quando desejava realizar uma cura (tal como Moisés também fazia
para alcançar algum prodígio), e é este Pai que iremos invocar cabalisticamente
na forma do tetragrammaton, na certeza de que, ao lado da fé, também havia
conhecimentos ocultos nas invocações de Jesus, quem devia também rezar e
decretar amiúde mais ou menos assim:


O Pai e eu somos Um
No Pai tenha a minha força.
No Pai tenha a minha sabedoria.
No Pai tenha o meu conforto.
No Pai tenha a minha luz.
No Pai tenha a minha saúde
No Pai tenha a minha paz.
No Pai tenha a minha vitória.
Amém.

Ora, se tais saberes secretos estavam razoavelmente difusos nas avançadas Escolas de Mistérios da época - afinal, aqueles eram tempos efervescentes (algo como os
nossos), de profetas e de profecias-, herdeiras de saberes sagrados da maior
integridade oriundos das Idades de Ouro das civilizações, por quê razão o maior
dos Mestres não teria deles bebido, quiçá desde tenra idade, através dos saberes
herdados de família? Cabe aqui apenas discernir entre os bons e os maus
prosélitos dos Mistérios Eternos, e nada mais do que isto. Qualquer maniqueísmo
que avance este sinal será redutivo e retrógrado, injusto e ingênuo. Não vamos
tomar o palácio de ontem por sua ruína de amanhã, e neste discernimento está um
dos pilares da sabedoria: a preciosa sabedoria dos tempos ou dos ciclos.

Não há poder maior de cura do que a luz da Presença de Deus. Porém esta é
alfa-ômega, e cresce como uma planta no interior do curador. A invocação da
Presença é Iod,
um “todo” sim (valor 10), mas também semente (hieróglifo de
dedo), presente na consciência. A semente deve receber os elementos do saber,
que são He (valor 5), e sua incorporação (hieróglifo do hálito divino) para
virar a planta. A planta se expõe aos elementos e cresce plenamente na luz (Vau,
valor 6, hieróglifo de olho, luz). Apenas então ela oferece os seus frutos, no
inverso simétrico da incorporação, a segunda He, ou a Evocação e a manifestação
da Presença na forma de dons e capacitação.
A certa altura desta obra, afirmamos
que foi necessário que Jesus passasse pela crucificação para render-se
plenamente (o que aconteceu ainda no alto da cruz, através das palavras “Pai, em
tuas mãos entrego o meu espírito” - porque sem isto, não poderia haver o
“milagre” da ressurreição. Assim, se é verdade que ele fez tudo o que fez
-curas, prodígios, ensinamentos, etc.- antes deste momento (e não o contrário,
como algumas análises permitiriam pensar), então ainda havia algo para fazer a
fim de se tornar um perfeito Filho de Deus.

O presente trabalho nasceu da revelação de um “sistema de reike” ancestral (a partir do núcleo que forma a
última Parte do livro), surgindo da conexão da arte da cura espiritual com a
própria figura do Cristo e com as tradições da época e do ambiente de Jesus -em
busca do mesmo, reza a lenda que Mikao Usui enveredou pelo budismo tibetano, ao
qual também enfocamos dentro de uma ótica tradicional. Depois veio a tomar corpo
com uma série de informações complementares de uso amplo, incluindo para feitos
gerais algumas colocações sobre práticas terapêuticas “naturais” e sobre “a
força do pensamento” a título de introdução às propostas centrais desta obra.
Nossa intenção de atuar com o reike ou a cura espiritual é antiga e veio se
desdobrando naturalmente, de início pela necessidade de auto-cura, e que surgiu
de forma menos intencional e como desdobra-mentos de processos espirituais,
estes sim de dimensão curativa.


É certo que para a imensa maioria dos filhos destas gerações, as propostas centrais desta obra soarão a hipóteses vagas,
senão a meras fantasias. Contudo, para os Antigos, a verdadeira sabedoria estava
em tratar do invisível e do sutil, e não do óbvio que, de tanto especular,
termina por se revelar afinal de contas nem tão óbvio assim, como percebe hoje a
Física Quântica
e todas as ramas da Epistemologia.

Os leigos desconhecem a força criadora do pensamento que, no entanto, mesmo com os limites que lhe dão,
tem já modificado a superfície da Terra vindo a constituir uma nova esfera de
experiências, que o padre jesuíta Teilhard de Chardin chamou de “Noosfera” ou a
“Esfera da Razão”. À esfera mental limitada mais conhecida, Chardin chamou na
verdade de “Tecnosfera”; o verdadeiro sentido de Noosfera, diz respeito isto sim
à Sabedoria (ver as obras “O Fenômeno Humano” ou “O Ponto Ômega”, Chardin)


Se lhes dissermos que o ser humano pode chegar a se tornar um verdadeiro farol de
luz e de virtude curadora, eles se burlarão de nós. Mas quando os convidarmos a
medir com seus aparelhos o poderoso fluxo do sistema nervoso de um iluminado,
começarão a desconfiar que há coisas que eles desconhecem -pois esta é uma
novidade em relação à suposta imponderabilidade do espírito! E quando enfim
começarem a ver até os “mortos” ressuscitar, então serão forçadas a se render às
evidências.

O leigo quase nada sabe da Luz e do poder criador do pensamento, mas ela é a pedra-de-toque dos sábios. O noviço a admira, o devoto a deseja, o
iniciado a conhece e o iluminado a tem como a única verdade
- o que é quase o
outro extremo do leigo. Repetimos daí que esta obra se dedica aos Filhos da Luz,
mas muito em especial às gerações futuras que empreenderão uma criteriosa busca
pela iluminação científica, por amor ou por necessidade, afinal a vida vale a
pena e nada custa tomar à morte cada vez mais território, uma vez que -diz a
Bíblia- “Deus não criou a morte”. Por isto no Apocalipse ela é novamente
revogada, já que havia sido criada na ocasião do Pecado Original.

Para vencer a infelicidade, a doença e a própria morte -e cada vez mais-, existe um caminho,
um senda a ser desbravada dentro de cada um, ou desde dentro para fora, em toda
parte. Pois o caminho e a solução são dados, nesta singela sentença:

“O amor é forte como a morte.” (Cânticos, 8, 6).

Certamente o amor -que é o grande motor da cura universal- é ainda mais forte do que a Morte -este é o
sentido da frase-, encontrando no ato da ressurreição a sua mais bela e gloriosa
expressão.
Mas se trata de um amor plural -e puro-, capaz de reunir as “pontas”
da Criação: amor a Deus, amor ao próximo, amor à Vida. Nisto, a rendição a Deus
(objeto do “Primeiro Mandamento”) é a primeira e a mais poderosa medicina, pois
representa a “volta para a casa do Pai”.

“Naturalmente”, o amor também tem os seus caminhos de expressão, entre elas os da iluminação. Podemos assegurar que,
em outras grandes épocas da História, o mundo mudou, aprumou-se e se regenerou
em função das Ciências da Iluminação, oferecendo cura farta e a segurança de
imortalidade -ou seja, as grandes Benesses do céu e da terra. A conquista da
iluminação científica representou a grande revolução da cultura, há cinco mil
anos . Até então, esta realidade era um apanágio exclusivo das mais altas
cúpulas hierárquicas e dos messias, de modo que estava ainda muito longe da
esfera humana. Contudo, no início do período áryo ou do ciclo histórico, tal
possibilidade pode ser estendida a certa elite e a humanidade pode começar a
sonhar a ter a ela acesso, na prática ou como preparação prévia, surgindo daí
diversas teorias como a da reencarnação.

E neste novo momento racial, o qual se oficializa já neste ano de 2.012, é chegada finalmente a hora em que
cumprirão as promessas dos budas e dos cristos, quando a iluminação ou a
“glorificação” poderá se estendida a “todos” -senão às massas, seguramente à
chamada “raça-raiz”, que é u’a humanidade alinhada com a Hierarquia e regida ao
nível de alma, afinal o profano tampouco poderia esperar receber as bençãos que
ele mesmo despreza com o seu soberano livre-arbítrio.


Tratar o assunto da cura inclusive em termos de ressurreição, não representa, pois, nenhuma espécie
de apelativo,**** mas sim antecipar a resposta para aquilo que a humanidade
exigirá nas próximas gerações. Por se tratar de u’a humanidade quaternária, a
nova raça-raiz terá no seu carma tratar deste exato assunto. Tal coisa será
desencadeada pela crise ambiental que se aproxima como uma tempestade
ameaçadora, capaz de envolver os próximos séculos numa árdua batalha pela
regeneração do planeta -e naturalmente das suas espécies em geral, com destaque
para a própria humanidade que, havendo se afastado tanto da Natureza, também
poderá ter dificuldades maiores para se adaptar às transformações climáticas
(ver nesta obra Capítulo “As Oito Etapas da Ressurreição”, Livro II, Parte IV).


Felizmente existem as informações necessárias para ajudar a humanidade a enfrentar crises de tais magnitudes, uma vez que a Hierarquia, existindo sob
outro calendário evolutivo, antecipa em vários milênios aquilo que a humanidade
passará no futuro. Atua assim como uma pioneira para “abrir os caminhos do
mundo”, sendo esta seguramente uma das suas grandes e vitais funções
planetárias. Trata-se assim, em boa parte, apenas de “recapitular” certas
experiências ancestrais e resgatar as informações legadas pelos Códigos de
Iniciação, sempre com o auxílio das Forças vivas da espiritualidade, que existem
para além do tempo e do espaço -assim como das crenças ou não que porventura se
deposite nelas. Assim, tal como antigamente se falava da Escola de Iniciação,
doravante se falará é da Escola de Iluminação ou de Ressurreição.


Da obra "A Cura Crística" (Introdução, segmento), Editorial Agartha

Postado por Editora-Livraria sempre com
novos lançamentos
http://escolaagartha.blogspot.com/search?updated-max=2010-05-24T05%...

Exibições: 25

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica para adicionar comentários!

Entrar em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica

Comentário de Fatima dos Anjos em 29 novembro 2010 às 10:53
OI Alessandra como bem colocou o texto nos remete a profundas reflexões.
Também me identifiquei com o texto e o coloquei no Grupo de Hilarion, por se tratar de um assunto profundo no que concerne a cura da vida vinda de planos supra multidimensionais para a realidade física tri-dimensional.

http://portalarcoiris.ning.com/group/portalarcoirisningcom/forum/to...

"Permaneçam unos com a vossa Essência Espiritual. Somente Ela, poderá mostrar-lhes os novos rumos a serem seguidos por cada um!"

                     

"Que a eterna luz do sol te ilumine, que todo o amor te envolva, e a luz verdadeira, no teu interior, guie o teu caminho para casa."Bênção Sufi

 

 Possa o bodhichitta, precioso e sublime, surgir onde ainda não está; E onde surgir que não decline, mas cresça e floresça cada vez mais para o benefício de todos os seres sencientes.

Padma Bhavam significa Morada do Lótus. O lótus é uma flor que cresce da escuridão do lodo abrindo sua flores somente após ter-se erguido além da superfície. Se o impulso para a luz não estivesse adormecido na semente profundamente escondida na escuridão da terra, o lótus não poderia se voltar em direção à luz. Da mesma forma, cada um de nós carrega dentro de si esse impulso para a vida e para a autorealização.

 

NAMO KUAN-SHIH-YIN PU-SA A PRONÚNCIA NAMÓ GUAN-CHEER-IIN PUSSÁ O SIGNIFICADO Eu Chamo pela Bodisatva Kuan Yin, Aquela que vê e ouve o sofrimento do Mundo.

 

CONFRATERNIZANDO A nossa proposta é integração e união. Por isso sugerimos aos integrantes deste Portal que passem pelos perfis dos membros recém chegados, para dar boas vindas, trocar mensagens e convidá-los para uma relação de amizade. Parabenize os aniversariantes... Ingressem nos Grupos e participem!!! Nos Grupos encontramos muitas pérolas postadas em forma de mensagens, apostilas ... que colaboram para o engrandecimento de nossas almas, aprimoramento e crescimento do nosso ser. Gratidão! Fatima dos Anjos

http://www.twitter.com/portalarcoiris  

 

 



“O corpo conhece o tato; a língua, o paladar; o nariz, aromas; os ouvidos, sons; os olhos, formas; mas os homens que não conhecem o profundo Si Mesmo não captam esse supremo.” Mahabharata

"Duvidem de tudo. Encontrem sua própria luz". (Siddharta Gautama) 

"Não crie sofrimento Pratique virtude Seja senhor de sua mente (Bhuda)

 


"Faça uma nova fôrma para você com o poder da sua vontade. Aqueles que se superaram, vivem em paz, tanto no calor quanto no frio, no prazer quanto na dor, no elogio como na crítica. Para eles, um punhado de terra, uma pedra e ouro, são o mesmo. São imparciais e por isso se elevam a grandes alturas" Krishna

 

 


PAI NOSSO...

Que estás em toda harmonia do universo.

Santificado seja sempre o teu santo e sagrado nome.

Venha a nós o teu reino...

E que se cumpram as tuas leis, na terra e no espaço.

E em todos os mundos habitados...

Dá-nos hoje, o pão do corpo e o pão da alma.

Concede-nos a benção da saúde,do trabalho.

Perdoa as nossa ofensas.Assim como nós devemos amar e perdoar, a quem nos tem ofendido...

E não nos deixes sucumbir ás tentações.

E inspira-nos a combater o mal.Enviando-nos um raio da tua LUZ para nos orientar e guiar.

No caminho que a TI conduz.

Pois TU és o Poder e a Glória...

Amém!



INVOCAMOS AS ENERGIAS DO GRANDE SOL CENTRAL
A GRANDE FONTE ILUMINADORA DO AMOR

INVOCAMOS AOS ELOHINS…OS ANJOS QUE NOS ILUMINAM… E AOS QUATRO PILARES DOS FILHOS DA LUZ …
SANAT KUMARA, METATRON, MIGUEL E MELCHIZEDEK

INVOCAMOS AOS SERES DAS ESTRELAS QUE COM ASHTAR,
ELEVAM E APOIAM NOSSOS ESFORÇOS

INVOCAMOS A SHAMBALLA E AOS MESTRES ASCENSIONADOS
QUE GUIAM E NUTREM ESTE ENCONTRO DE ALMAS,
SERES DAS ESTRELAS E MESTRES ENCARNADOS
A DEDICAR SUA INTENÇÃO PARA ELEVAR A TODA VIDA PELO AMOR

INVOCAMOS A MÃE MARIA, KUAN YIN E A MADALENA
PARA ENCHER NOSSOS CORAÇÕES COM HUMILDADE E COMPAIXÃO

INVOCAMOS A NOSSA MAGNA PRESENÇA EU SOU A TRAZER NOSSOS DONS, VISÃO E OFERTAS EM
UMA UNIDADE DE PROPOSITO CENTRADA NO CORAÇÃO PARA CRIAR CLARIDADE
,DIREÇÃO DIVINA E AMOR MANIFESTADO,

EU SOU O QUE SOU
UM SER DE LUZ CONECTADO A LUZ!

A FORÇA DE VONTADE – A ALAVANCA QUE MOVE NOSSA VIDA Cada consciência que reencarna no plano terrestre tem como propósito primordial buscar sua evolução espiritual, aprendendo com as lições que a vida lhe traz. Apesar do esquecimento temporário que passa quando para aqui vem, internamente traz consigo um sentimento de que algo tem a fazer.
Passam-se os anos na vida terrena e isso pode variar de indivíduo para indivíduo, que o sentimento se torna mais forte, até que em determinado momento à ânsia de saciar o espírito fala mais alto e intuitivamente sente que a necessidade da busca a respostas para certas indagações lhe trará a tranqüilidade interna que tanto necessita.

A vida, no entanto é uma escola, cheia de obstáculos e desafios que incentivam o desenvolvimento das potencialidades, que auxiliam o ser na busca do crescimento espiritual.

Uma dessas potencialidades é à força de vontade, a alavanca que põe em movimento nossas ações, gerando atitudes que permitem que aquele que deseja seguir adiante, com o propósito de buscar conhecimento, possa ultrapassar todas as barreiras que por ventura encontrar pela frente.

Há consciências, que por lhes faltar a força de vontade não conseguem caminhar por muito tempo nesta busca, preferindo deixar mais para frente, adiando assim, o que realmente vieram aqui fazer, continuando a sua vida material, sem compreender que nem só de pão vive o homem, pois o homem é matéria e espírito.

Porém, o sentimento foi apenas abafado, pois chega um momento que a insatisfação fala mais alto. O que se buscou no mundo das ilusões não trouxe o alimento necessário para o espírito, pois a personalidade egóica não estava sintonizada com o propósito da alma.

A busca do ser recomeça. Bate-se em porta em porta buscando conhecimento, buscando a paz. Nesta caminhada adquire experiências e através do conhecimento passa a compreender que a tranqüilidade se alcança quando os sentimentos, os pensamentos e as atitudes são alimentados pela energia do amor. Quando já se consegue discernir o certo do errado, do que lhe traz a paz e o que lhe causa dor, escolhendo assim, o que prefere se alimentar.

No entanto, para todo aquele que se coloca como peregrino a caminho da Luz, encontra muitos obstáculos, pois a porta é estreita e poucos são os que perseveram por faltar à força de vontade.

O contato com o ser interior, a fé e a confiança que está no caminho correto, que sabe o que quer e para onde deseja seguir é que fará com que a força de vontade, esta força que impulsiona o ser seguir adiante, o auxilie a conquistar o objetivo. Nada se conquista sem o uso dessa força e perseverar no que se acredita ser o melhor é o caminho para conquistar um troféu. O troféu da satisfação de ter alcançado sua meta.

APARECIDA

"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza." Tagore

"O reino de Deus está dentro de vós". (Jesus)

“Toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.” (Emmanuel / Chico Xavier - Perante Jesus cap. 4 - Remuneração Espiritual)

Salmo 23
1. O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará.
2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.
3. Refrigera a minha alma guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
4. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo a tua vara e o teu cajado me consolam.
5. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
6. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Saber viver, por Cora Coralina

Não sei... Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, 

Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido,

se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser:  

Colo que acolhe,  

Braço que envolve,  

Palavra que conforta,  

Silêncio que respeita,  

Alegria que contagia,  

Lágrima que corre,  

Olhar que acaricia,  

Desejo que sacia,  

Amor que promove.  

 

E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida.

 É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais,

Mas que seja intensa, Verdadeira, pura... Enquanto durar.


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
Charles Chaplin


"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser."

Omraam Mikhaël Aïvanhov

 

 

 RIOS DE ÁGUA VIVA FLUEM DE VOCÊ

Você é o ponto do Universo pelo qual fluem “rios de água-viva”. Neste “ponto”, é sempre agora! Aquiete-se! Anule conscientemente a crença no tempo: você é um ser deste agora, sem passado e sem futuro!
Deus é Tudo! Onde Deus está, é exatamente onde VOCÊ está! Constate esta Verdade! Dê consciente testemunho dela! Rios de Água Viva fluem a partir de VOCÊ! Esta Substância, na verdade, é VOCÊ! É Deus, em Auto-suprimento perfeito, sendo VOCÊ!
Dárcio Dezolt

 

 PODEROSA ORAÇÃO EU SOU Fique tranqüila e saiba que Eu Sou Deus! Eu Sou Deus vivendo neste corpo como ( diga o seu nome). Eu Sou Deus totalmente livre vivendo neste corpo como ( diga o seu nome) Eu Sou a Poderosa Presença do EU SOU Eu Sou o mestre ascensionado ( diga o seu nome) Em nome da Amada Presença de Deus, o qual Eu Sou! Pelo poder de Deus, o qual Eu Sou. A poderosa Presença do Eu Sou é o meu verdadeiro eu! Eu Sou a Ressurreição e a Vida. Eu Sou a Verdade, o Caminho e a Vida. Eu Sou a encarnação do Amor Divino. Eu Sou a porta aberta que nenhum homem pode fechar. Eu Sou Deus em Ação. Eu Sou o cetro de domínio, a Chama que nunca se apaga, A Luz deslumbrante e a Perfeição Divina manifestada. Eu Sou a revelação de Deus. Eu Sou o batismo do Espírito Santo. Eu Sou o ser ascensionado que desejo ser agora. Eu Sou a realização de Deus. Eu Sou uma porta aberta a toda revelação. Eu Sou a Luz que ilumina todos os lugares no qual eu entro. Eu Sou a Presença de Deus em ação hoje. Eu Sou Aquele que Sou. Eu Sou a libertação eterna de toda imperfeição humana. Eu Sou a Presença que preenche o meu mundo com Perfeição neste dia. Eu Sou um corpo invencível de Luz. Eu Sou a Luz que ilumina todo ser humano que vem ao mundo. Eu Sou a Vitória na Luz.

 

 

 

EU SOU VOCÊ..... Não sou um sábio pensador, Porque SOU A SABEDORIA. Não Sou aquele que tráz para todos o Amor. porque Sou o Próprio Amor Não sou aquele que tráz a Vida porque Sou a própria Vida Não venho trazer a Verdade, porque em todas Verdades Eu Estou! Eu tenho todas as coisas e todas as coisas me contêm Eu Sou o único caminho para todos, você é único caminho para você,
Pois,sempre estive em você e você não sabia.
Eu Sou a tua Luz
e você é a Luz Viva que Eu sou.
Eu Sou o Pai e Sou o Filho,
Eu Sou um e Sou todos.
Eu Sou o Alfa e o Ómega
Eu Sou o Principio e o Fim.

Se tudo assim não fosse,
Eu não poderia dizer;
Eu Sou Você,
Assim como você sou Eu!!!!!!

ERGOM........

Paz ,Luz e Equilibrio...Namaste

 EU SOU EU SOU Aquele que te faz sonhar... EU SOU Aquele que te faz amar...... EU SOU a LUZ de tua Alma...... EU SOU a FÉ em teu coração...... EU SOU a ALEGRIA em teu ser...... EU SOU a VIDA que te sustenta.... EU SOU a FORÇA que jamais te deixará.... EU SOU Aquele a quem contastes... tuas alegrias e tristezas... EU SOU a ENERGIA que te impulsiona,... passo a passo, rumo a tua eterna... realização e vitória....
EU SOU...
A LUZ...
A FORÇA...
O AMOR...
A SABEDORIA...

EU SOU Aquele que há tanto tempo procuras....

Agora que Me encontrastes...
Dentro de ti, contigo e através de ti...
brilharei, confirmando a todos que tiverem...
olhos para ver a LUZ que um dia foi prometida...
e que em vão procuraram em templos de pedras...
em palavras que ficaram no esquecimento,...
bem como nos livros....

EU SOU a Poderosa ENERGIA...
que a todos e a tudo sustenta....

Em nome do AMOR decreto:...
VIDA, LUZ, AMOR E LIBERDADE...
em ti e em teu mundo...
Agora e Sempre!...

Eu, SOL, que em teu peito brilha...
EU SOU....

Trecho do Livro: "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração" M. Stella Lecocq

APELO

"Em nome de EU SOU O QUE EU SOU,
eu convido minha Presença EU SOU, esta parte de Deus em mim,
para estar comigo ao longo deste dia.
Eu peço, a minha Presença EU SOU,
para assumir o controle imediato de todas as minhas ações,
feitos, palavras, sentimentos e pensamentos.
Eu peço, minha poderosa Presença EU SOU
para agir através de mim ao longo deste dia,
para gerir minha vida.
Amém”.

 

A QUEBRA CONSCIENTE DE VOTO

Diga em voz alta:

Neste momento, estou quebrando todos os votos que fiz para viver a ilusão da inconsciência. Como portador da Luz de minha linhagem genética, quebro esses votos em meu nome e em nome de todos os meus ancestrais. Revogo e anulo esses votos destituindo-os de valor para esta encarnação e para todas as outras através do tempo e do espaço, das realidades paralelas, dos universos paralelos, das realidades alternativas, dos universos alternativos, de todos os sistemas planetários, de todos os sistemas de Origem, de todas as dimensões e do Vácuo.

Peço para ser libertado de todos os cristais, mecanismos, formas de pensamento, emoções, matrizes, disfarces, memórias celulares, idéias acerca da realidade, limitações genéticas, bem como da morte.

AGORA!

Segundo a Lei da Graça e pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Conforme a vontade do Espírito, peço para Despertar!

Conforme a vontade do Espírito, estou Desperto!

No princípio, EU SOU O QUE SOU!


Compreendendo o processo dos Apelos
A verdade existe; ela se manifesta em todos os planos, quando uma pessoa está em condições de captá-la dos planos e esferas nos quais os Seres Divinos atuam em determinada época para distribuí-la amplamente sobre a terra e seus habitantes.
A eficiência dos apelos depende da proporção de sentimento e convicção que através deles são liberados, como também depende da nitidez das imagens que se imprimem na mente. Isto, realmente representa o modelo através do qual se dissolve a energia física.``
SAINT GERMAIN
O Sétimo Raio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oremos sempre que puder em prol do nosso querido planeta para todas as entidades possam juntas emanar sua energia maravilhosa para cura deste planeta e de seus filhos!!!

Lokah Samastah Sukhino Bhavanthu

"Que todos os seres sejam felizes"


 

 

 

 

© 2019   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço