OS QUATRO ELEMENTOS
Eu sou SNOW. Pela graça do Grande Espírito, pela reunião dos quatro Elementos, que o Amor e a Verdade estejam aqui e agora.
Como Estrela, eu venho falar-lhes dos Elementos, como eu já o fiz há alguns anos. Mas eu não vou considerar os Elementos, unicamente, segundo o que se desenrola nos elementos de sua Terra, que vocês observam nesse momento. Vocês não estão sem ignorar que os Elementos estão em ação, uma ação de dissolução, uma ação de desenvolvimento e uma ação que permite levantar as dúvidas, levantar a ilusão e estabelecer o Amor.
Esses Elementos são constitutivos de toda a vida, em todas as dimensões e em todos os modos possíveis. Quatro Elementos que giram, tal uma ronda em torno do que é nomeado o quinto Elemento, ou seja, o Éter, o Éter vibral original, aquele da Luz vibral e não da luz projetada, e não da luz que circula. Aquele que está estabelecido ao centro de seu Coração, ao centro de suas Estrelas, ao centro de suas Portas.
Então, os Elementos dão-lhes a viver certo número de elementos. E, se quiserem, vamos considerar, sucessivamente, cada um dos Elementos, em sua manifestação no ego e em sua manifestação na Unidade. Isso lhes permitirá ajudá-los a ver-se e a ver ao seu redor o que se desenrola nesse momento.
Então, se quiserem, vamos começar pelo Elemento FOGO.
O Elemento Fogo está em relação e em ressonância com certo número de estruturas em sua vida. Um exemplo muito simples: o fogo é o que se eleva. O fogo, na personalidade, é a raiva, mas, também, o que é nomeado o fogo vital, o que vai traduzir-se por uma consumação, não da ilusão, uma consumação, não do efêmero, mas uma consumação ilusória vivida, por vezes, como um fogo de outra natureza. Mas ele não pode enganar.
Quando o Fogo age, ele queima tudo o que é supérfluo, mas que deixa apenas a Eternidade; ele se torna doçura e não mais mordida. Ele se torna Evidência, ele se torna Feminino, através da manifestação em seu Elemento que lhe é complementar e suplementar, ou seja, a Água.
Viver o fogo na pessoa vai queimar, real e concretamente, vai fazer circular e atiçar, ela mesma, o fogo vital. Esse Elemento Fogo, que se põe em movimento, vai criar o que eu chamaria, e o que é observável para aquele que o vê, uma hiper-rotação do que vocês nomeiam chacras, que dá a ilusão de um abrasamento, mas que faz apenas dissolver, ainda mais, o que foi alcançado e vivido na Unidade.
O Fogo vibral é o Fogo original primordial. Ele é Amor. Ele não queima. Ele nada mais vê do que o Amor, ele põe fim, simplesmente, a tudo o que é efêmero, a tudo o que é oposição em vocês, ele queima toda noção de dualidade, toda noção de ação/reação e, também, toda possibilidade de condenação de quem quer que seja, tanto em vocês mesmos, como em seu exterior. Vejam, por vezes, a percepção desse Fogo no interior de si pode ter similitudes, mas os resultados são profunda e diametralmente ao oposto.
Assim, o fogo vital, o fogo da personalidade remete-os à encarnação, às suas resistências. Então, naquele momento, as coisas não são fluidas. Nós não podemos dizer que há iluminação, porque há, permanentemente, dúvida e oscilação entre a personalidade e a Existência.
O Fogo vibral não deixa qualquer dúvida, porque ele os instala, cada vez mais profundamente, na Existência, e instalando-os na Existência, ele lhes desvenda, através do que ele queima no efêmero, a estrutura de seu corpo de Existência que está presente em vocês, agora.
O corpo de Existência não se situa mais no Sol, ele não está mais ao seu lado, mas ele está à sua frente ou em vocês. E, se ele está à sua frente, é claro, as percepções não serão as mesmas. O fogo vital retomará a dianteira, enquanto, se ele está em você, o Fogo vibral suprimirá todo fogo vital e conduzirá a uma Paz inabalável, uma Transparência inabalável e uma Humildade sem falha, que os leva a nunca mais julgar quem quer que seja, qualquer caminho que seja ou qualquer pessoa que seja. Porque ele lhes mostrará o Grande Espírito e a própria ilusão de conceber que há outra pessoa que não você mesmo.
É claro, é uma mudança de paradigma total e completa, que o convida a viver o desconhecido, mas que apenas pode revelar-se se você mesmo cessa toda agitação de si mesmo, se você cessa toda adesão a outra coisa que não a você mesmo em si mesmo, no Coração do Coração e em nenhum outro lugar alhures.
Então, vamos considerar, agora, se quiserem, o elemento ÁGUA:
Do mesmo modo que existem as Águas do alto, existem as águas de baixo. Então, vamos considerar a água na personalidade. A água, na personalidade, é uma miragem. Ela vai levá-lo a crer em quimeras e a viver quimeras. Ela vai propor-lhe, com força, visões às quais você vai aderir, uma implicação com as memórias do passado. Isso vai dar-lhe e propiciar-lhe uma busca permanente de sentido, uma busca permanente de ilusões, uma busca permanente de Luz no exterior. Enquanto a Água Interior e a Água do Fogo vibral são profundamente diferentes. Ela concorre para estabelecer o Feminino Sagrado, porque a Água é de natureza feminina.
A Água coloca-o na Água da Graça e na doação da Graça, ou seja, permite-lhe viver, de maneira não contínua, mas de modo cada vez mais aproximado, a descida do Espírito Santo em você e a subida, sobretudo, do último componente da Onda de Vida, situado à frente do pé, na raiz dos artelhos.
Esse terceiro componente da Onda de Vida realiza, em você, o que é chamado o Feminino Sagrado, e o Feminino Sagrado é ligado à Água. Então, se você está, ainda, na água da personalidade, você está submisso aos seus desejos, às suas paixões e aos seus impulsos. Você adere, sem qualquer dificuldade, à dualidade. Você coloca questões sobre o posicionamento correto, permanentemente, enquanto a Água do alto é a influência e o Batismo do Espírito, são os dons, o aparecimento dos dons, o fato de ver claramente, de não mais deixar-se abusar pelo espelhamento do ego, de não mais deixar-se abusar por algo que não esteja em acordo com a autenticidade da Luz Vibral. A Água dá uma forma de plasticidade. Enquanto a água de baixo dissolve-o na ilusão, a Água do alto coloca-o no que eu nomearia a integridade e a plasticidade, ou seja, a capacidade para ser flexível, para não saltar sobre o que pode vir, por vezes, chocá-lo, mas para deixar tudo isso atravessar.
O Feminino Sagrado é o acolhimento total de sua dimensão divina. Nesse caso, não pode existir a mínima ambivalência nem a mínima manifestação de qualquer dualidade em seu olhar, em seus posicionamentos corporais e, também, no que sai de você. Porque o Silêncio é ligado à Água e não ao Fogo.
A Água primordial, a Água do alto é aquela que vai conduzi-los a desabrochar a Graça, a desabrochar o Feminino Sagrado, assim como a terceira Onda de Vida. Então, a Água do alto é aquela que vem lavar, ao mesmo tempo que o Fogo, o que nós nomeamos suas túnicas, as túnicas efêmeras situadas ao nível desse corpo e da ilusão de sua dimensão.
Passamos, agora, à TERRA:
Então, a Terra, na personalidade, é claro, é o corpo físico. A Terra, no corpo de Eternidade, na Unidade, é seu corpo de Existência. Então, nos dias que vêm, vocês verão, ou não, o que se desenrola em seu corpo de Existência que está aí, em vocês e ao seu redor. Vocês vão assistir ao seu nascimento, ao seu Batismo, à sua revelação, à sua constituição, não passando pelo mental, mas passando, diretamente, pelo Coração que, eu os lembro, é compreensão imediata, instintiva, intuitiva e perfeita da Verdade.
A Água é um médium e a mediunidade, do mesmo modo, pode exprimir-se tanto por baixo como pelo alto. A mediunidade de baixo amarra-o à matéria, procura resolver as problemáticas. A mediunidade do alto dá-lhe, simplesmente, a ver a Verdade do Absoluto, a Verdade da Unidade, a Verdade de seu ser eterno, na qual nenhum efêmero pode vir impor o que quer que seja.
Resta-nos, agora, o Elemento AR:
O Ar da personalidade dá a variabilidade, o ar da personalidade dá a circulação da energia acoplada ao fogo vital, que se traduz por manifestações inumeráveis ao seu redor. Qualquer que seja a forma. Pode ser a presença inumerável de entidades, não vistas ao seu redor, mas que penetram em você. Pode ser, também, a adesão ao que eu chamaria, o que não tem consistência para a Luz, as projeções do orgulho, as projeções do poder, as projeções da antiga energia ligada ao que nós chamaríamos as energias patriarcais.
Agora, se seu Ar é rarefeito, se você toca o que é nomeado o Ar do alto, sua visão toma completamente outra dimensão. Quer seja a visão dos olhos, a visão do Coração, elas vão apagar-se diante da Visão da consciência, que não recorre a qualquer vibração, a qualquer percepção, mas que é uma relação direta com a Verdade. Essa relação direta com a Verdade de seu Coração é a Verdade absoluta, que lhe dá uma facilidade no que você é, que lhe confere uma fluidez nesse mundo, o que quer que dele reste e o que quer que você nele viva em seu corpo, como em tudo o que concorre para suas relações em suas vidas.
Então, o Ar é relação, a relação faz-se sob a égide do Amor ou sob a égide da posse. Esse não pode ser, em caso algum, um e o outro, isso vai tornar-se, cada vez mais, um OU o outro. No caso da posse de si mesmo por outra coisa que não você mesmo, ou no caso em que você exerça uma posse de um objeto ou de uma pessoa, você recai, incansavelmente, na escravidão do outro e sua própria escravidão.
Em contrapartida, o Ar do alto dá-lhe a ver, de maneira panorâmica, ele lhe dá a ver pela clara visão e, sobretudo, pelo próprio olho da consciência, que não está localizado em qualquer lugar do corpo, mas que é a respiração de cada célula, que lhe dá, então, a experimentar, diretamente, por uma reação corporal, o que é bom para você e o que não é bom para você, de maneira muito simples. O ar cria o movimento ao nível da personalidade, ele cria a ilusão, cria a circulação do que não tem mais que circular, mas, simplesmente, que vibrar. Enquanto o Ar, ao nível do Espírito, vai dar-lhe a viver essa visão panorâmica, sem qualquer julgamento, mas vai dar-lhe a ver, de algum modo, a iluminação da cena de teatro e do que está por trás da cena de teatro. Então, naquele momento, você não poderá mais aderir ao que quer que seja que não a Verdade. Não a sua, não aquela que você interpreta, mas a Verdade, a única que é eterna, que é aquela do Amor, da Luz e do Coração. Então, esses Elementos interiores não têm, verdadeiramente, tudo o que eu havia proposto, à época, encontrar no exterior, na natureza, porque, aí, é sua natureza interior que há a trilhar.
É claro, alguns de vocês têm, ainda, necessidade de correspondências na natureza, mas a maior parte de vocês encontra-se a viver essa natureza em si. Essa natureza está retificada? Ela está no direito ou no avesso?
Se sua natureza está no direito, o conjunto de Elementos que o compõe, desde o átomo até o conjunto da consciência, vai revelar-lhe, ao mesmo tempo, seu corpo de Existência em seu aparecimento, vai revelar-lhe, ao mesmo tempo, sua capacidade para estabelecer-se no Silêncio Interior, do Absoluto ou da Unidade, ou da Luz Branca, com a maior das evidências e facilidades.
Agora, se o conjunto de Elementos está, ainda, sob a dominação da personalidade, então, você vai observar confusões nos diferentes setores de sua vida.Ainda que apenas através de suas percepções, que se tornarão falsas, através de suas adesões, que lhe colocarão problema ou através de manifestações de seu corpo que lhe colocarão problema.
Então, pode-se dizer que os elementos situados ao nível da Existência não têm mais qualquer componente ligado à personalidade, o que lhe dá a revelar, a viver, a experimentar, durante esse período, cada um dos Elementos.Em seguida, os Elementos acoplados dois a dois, e, em seguida, a totalidade dos Elementos.
Os Elementos únicos, vocês os conhecem; eles são representados pelos Triângulos da cabeça.Os Elementos agrupados dois a dois, vocês os conhecem também; eles são agrupados dois a dois.Os Elementos quatro a quatro é a totalidade da Coroa radiante da cabeça, da Coroa radiante do Coração e do conjunto de potenciais vibratórios que os percorrem.
Então, é claro, os resultados são completamente outros.Em um caso, você se torna cada vez mais calmo, cada vez mais presente para si mesmo, ao mesmo tempo vivendo, por momentos, o fato de estar ausente a esse mundo, não como uma vontade de fugir do que quer que seja, mas, sim, como um desaparecimento, real e concreto, desse mundo.
Então, é claro, aquele que vive a exaltação dos Elementos ao nível da personalidade vai reconstruir histórias e cenários que nada têm a ver com a Eternidade e que vão mantê-lo, você mesmo, em sua própria ilusão. Essas ilusões podem ir muito longe, mas aquele que aceita colocar-se no Silêncio Interior vai vê-las, inteira e integralmente, no que lhe concerne, o que lhe permite, então, reajustar sua visão exterior concernente aos seus irmãos e suas irmãs. Então, aí também, os frutos, os resultados são profundamente diferentes.
Mas, para poder beneficiar-se, além da análise que eu lhe dei desses Elementos, em seus diferentes componentes de personalidade ou de Existência, é a você que convém experimentar, em si, a ação de uns e de outros, para estabelecer-se na Morada de Paz Suprema ou na dualidade da personalidade. Os resultados, você pode imaginar, são profundamente diferentes.
No caso dos Elementos arquetípicos, o que nós nomeamos, com vocês, o sopro do Grande Espírito, ou seja, o que os Anciões e alguns dos Anciões chamaram os Hayot Ha Kodesh, vai dar-lhes a viver os Cavaleiros, mas esses Cavaleiros, para vocês, não representa qualquer ameaça na Eternidade, bem ao contrário. Mas se os Cavaleiros são vividos na personalidade, eles vão remetê-lo a coisas que nada mais têm a ver com a Verdade. Você é, naquele momento, presa das quimeras, das projeções, dos medos, dos sofrimentos e, por vezes, de manifestações contraditórias com o Amor.
É a você que convém olhar-se, ainda uma vez, aí não mais, não para julgar-se, não para colocar um ato, não para encontrar defesas, mas, bem mais, para atravessar isso, em toda independência e em toda autonomia. Não há outras possibilidades.
Então, eu o convido, hoje, a reencontrar seus Elementos Interiores, como em alguns momentos nos quais eu lhe falei da natureza e de seu ambiente, para dali extrair o que fosse necessário para certa forma de equilíbrio da personalidade, mas, também, da Existência. Hoje, é claro, você pode continuar isso à saciedade, mas o mais importante é esse casamento dos Elementos em você e, sobretudo, o casamento dos Elementos em outro nível que não o que pode sobrevir na personalidade.
O contentamento, a Paz, a equanimidade, o desaparecimento, os inícios de estase, os êxtases, a vivência da Existência assinalam a presença dos Cavaleiros em você, mas não agindo sobre a personalidade, porque ela está dissolvida, mas, bem mais, como a revelação da Existência. Se a Existência não se revela através da vivência direta da estrutura desse corpo de Existência em seu corpo de carne, naquele momento, você será levado pelas manifestações elementares de diferentes emoções. Você vai aperceber-se de que vão manifestar-se a você cada vez mais apreensões, cada vez mais medos, cada vez mais dúvidas, cada vez mais incertezas. Tudo isso releva da ação dos Elementos ao nível da personalidade. Então, aí também, nada mais há a fazer do que atravessar isso sem ali identificar-se, sem ali parar, sem nutrir, por sua consciência, o que se desenrola e, de fato, não se revela, mas elimina-se. Cabe a você vê-lo e agir, sendo ainda mais, ou não, Amor.
Assim, a ação dos Elementos é vivida ou pela personalidade ou pela Existência. A vivência da Existência desembaraça-o, de maneira definitiva, dos componentes e dos engramas que correspondem à vida desse corpo, realizando o desaparecimento de suas necessidade, o desaparecimento e a limitação importante de seus desejos, a capacidade para colocar-se, cada vez mais, no Silêncio Interior e, sobretudo, na ausência de olhar portado sobre seus irmãos e sobre a vida, que porta um julgamento qualquer sobre si mesmo ou sobre o outro. Porque, na evidência do que você tem a viver, como foi dito, todo elemento, toda pessoa, toda situação está em seu muito exato lugar. Não há outro lugar possível para o que se revela agora em você e ao seu redor. Isso foi nomeado, pelos Anciões e pelas Estrelas, minhas irmãs, a Atribuição vibral. Essa Atribuição, você compreendeu, decorre, diretamente, da alquimia dos quatro Elementos em você, que lhe permite reencontrar o Éter original do Amor vibral ou, então, reforçá-lo nos Elementos que correspondem à pessoa, nomeados o amor-sentimento ou o amor-emoção.
Compreendam, efetivamente, que o Amor vibral não é sem emoção e sem mental, mas ele é, simplesmente, preponderante em relação aos dois outros amores. Ele é incondicionado, incondicionante e, sobretudo, totalmente livre.
Então, cabe a você ver. Do mesmo modo que você viveu os elementos e reencontrou os elementos na natureza, você vai reencontrar, se já não foi feito, os Elementos no interior de seu corpo e daí, conforme você acolhê-los, vivê-los, desenrolar-se-á ou o Fogo do Elemento, ou o Fogo do Elemento concernente ao vibral, ou o fogo do Elemento concernente à personalidade. E, obviamente, você pode imaginar, as consequências e o resultado, estritamente, nada têm a ver, uma vez que eles são, como eu disse, diretamente ao oposto, eu diria, mesmo, diametralmente opostos.
Tudo isso vai fazer-se na evidência, tudo o que estava, ainda, para você, confuso ou que devia levá-lo, até agora, a certa forma de hesitação, não terá mais curso nos dias que vêm e nas semanas que vêm. Como foi dito, tanto por algumas Estrelas como pelos Anciões, isso se desenrola até o solstício de inverno, que é um período extremamente importante, no qual você vai validar seus apegos ou, então vai validar seu desapego total das futilidades do efêmero desse mundo. E isso apenas pode produzir-se em você.
Obviamente, o que se apresentará à sua vida, as adesões que você vai realizar ou a ruptura com o que foi realizado até o presente é apenas função do níveo no qual você percebe os Elementos, do nível no qual você vive os Elementos em si e não mais no exterior de si.Porque essa vivência interior dos Elementos participa do que foi nomeado o Silêncio Interior.
O Silêncio Interior não conhece qualquer luta, qualquer discriminação, porque o Silêncio Interior estabelece-o na Alegria absoluta da Presença de Cristo, de Maria e de Miguel na Nova Eucaristia, e permite-lhe viver o Coração sem qualquer interferência da personalidade. E se a personalidade intervém, então, naquele momento, você o verá claramente, e rirá disso, mas você não estará sujeito a uma adesão qualquer a quimeras elementares da personalidade.
Isso vai surgir de maneira cada vez mais clara e os frutos disso serão profundamente diferentes, o que quer que você queira parecer, o que quer que queira deixar aparecer. Porque a irradiação de um ser estabelecido na Unidade ou no Absoluto não pode enganar, de modo algum, quer seja por suas palavras, quer seja por sua Presença, pelo equilíbrio dos Elementos e pela transmutação final dos Elementos vibrais na quinta força que é o Éter. Então, naquele momento, você viverá e sentirá coisas extremamente precisas ao nível de sua Coroa da cabeça, na qual estão situados os Elementos.
Se são os Elementos da personalidade, haverá uma rarefação do Éter, ou seja, a percepção de sua Coroa radiante da cabeça vai diminuir, para atingir apenas um ponto situado ao nível do topo do crânio, ao nível do que foi nomeado o ponto ER da cabeça ou o Éter da cabeça.Em contrapartida, se há, em você, um desenvolvimento dos Elementos, o que vai acontecer é que você viverá, sentirá os Elementos ao nível da cabeça, não mais como a integração em sua estrutura efêmera, dos Triângulos elementares, ou seja, da estrutura vibral do corpo de Existência mesmo nessa personalidade e nesse corpo ainda presentes.
Então, tanto em um caso como no outro, a diferença é muito simples: você não poderá interpretar o que é vivido em termos de energia, mas, sim, na presença ou na ausência dos Elementos. Isso não poderá, de modo algum, enganá-lo. E, é claro, aparecerá, em seguida, a Fusão do conjunto de Presenças vividas até o presente como exteriores a você. Quer concirna, essencialmente, ao conjunto dos Arcanjos, ao conjunto dos Anciões e ao conjunto das Estrelas, você observará que tudo isso existe, em definitivo, apenas no interior de si e não em uma projeção, realizada por razões precisas que eram de levá-lo até ali.
Então, a Fusão dos Elementos em você restitui-o à Eternidade e, sobretudo, dá-lhe a viver, por antecipação desse Choque da humanidade, a capacidade para transferir sua Consciência à vontade, sem qualquer esforço e sem qualquer desejo, nem qualquer vontade, mesmo, o que você é, nos diferentes planos de experimentação. Mas você não será retido nem preso por qualquer plano de manifestação que seja, simplesmente, você estará cada vez mais presente, eu diria, no centro da Cruz, para sua própria Crucificação e Ressurreição.
Essa Crucificação e essa Ressurreição não deixam qualquer dúvida quando são vividas, porque há, efetivamente, uma transmutação dos elementos constitutivos da pessoa que visa, mesmo, é claro, modificar a estrutura física desse corpo, abrir o DNA espiritual, revelar-lhe suas Linhagens, não mais perguntando no exterior ou no interior, mas, simplesmente, vivendo-o nessa vida. Porque cada Linhagem tem um comportamento específico e você aprende, muito rapidamente, a reconhecer-se em suas ações, a ver qual Linhagem age naquele momento, quais são seus potenciais de Existência que correspondem às suas Linhagens e não a outra. É assim que se realiza seu desaparecimento.
Pouco a pouco, esse corpo de Existência que aparece na verdade dos Elementos ao nível vibral, levará você a ver-se a si mesmo, não mais através da visão dita luciferiana, não mais com a visão do Coração, mas, diretamente, pela vivência da Vibração no Coração, que você, talvez, já tenha observado, através da localização do Canal Mariano, através de sua presença ou de sua ausência, em função dos reflexos fisiológicos e, em especial, o que é nomeado de dores do fígado, dores do baço, dores da alma e dores do Espírito, que fazem apenas traduzir, como foi dito, a capacidade para desviar-se da matéria e para dissolver a alma e para deixar o Espírito Santo manifestar-se em todos os seus componentes.
Em um caso há Unidade, em um caso há estabelecimento na Existência que se revela, não mais como outra dimensão, ou outros lugares, mas, diretamente, aqui, aí, onde você passeia em seus Elementos interiores e não mais nos elementos exteriores. Você vai observar, também, que, conforme o que você frequenta como pessoas, como elementos da natureza exterior, a sincronia entre os Elementos vibrais e os elementos da natureza aparecerão a você como uma evidência. Um exemplo: se você observa um fogo, observará, em si, que o Elemento Fogo ativa-se. Se você mergulha na água ou olha a água, constatará que o Elemento Água ativa-se em você, ao nível vibral, o que põe fim à ilusão astral da água, ou seja, das emoções, do jogo de posses, do jogo de seduções, quaisquer que sejam. Você poderá, então, apenas ser Transparente e exprimir, de qualquer maneira possível, sem vontade alguma, o que é nomeada a Verdade do Grande Espírito.
Nenhum ego estará presente em suas palavras. Suas palavras fluirão natural e espontaneamente, sem qualquer dificuldade, sem fazer qualquer esforço mental nem de reminiscências, nem de construção. Nesse caso, tudo se desenrolará normalmente. Em contrapartida, a partir do instante em que você estiver submisso, de maneira normal, nas flutuações entre os Elementos vibrais e os elementos materiais da personalidade, você constatará seu próprio desaparecimento na personalidade.
É claro, nesses momentos de estase, que são, de momento, extremamente curtos, isso pode parecer-lhe anormal, o que lhe dá a sensação de perder seus meios ou de não poder fazer o que tem a fazer. E aí, é a você que cabe saber o que quer privilegiar: o Eterno ou o efêmero. Mas, a um dado momento, não poderá ser os dois ao mesmo tempo e, aí, você deverá posicionar-se de maneira definitiva e exclusiva, em um ou no outro.
Tudo isso é para observar, para viver, porque a experiência confere a independência. Não é mais questão de projeção de Luz, não é mais questão de crer-se isso ou aquilo, exceto se a personalidade está à frente, mas, bem mais, de viver a Verdade em sua carne, para espiritualizar a matéria e não fugir da matéria.
Isso é muito importante, passar dos elementos exteriores aos Elementos Interiores, passar dos elementos transitórios e efêmeros aos Elementos eternos. Isso se manifesta a você de diferentes modos, o que lhe dá a viver, sobretudo pelos Triângulos elementares do corpo de Existência que constitui a cabeça de seu corpo de Eternidade, certo número de coisas. Você aprende, pela experiência, certo número de coisas e as viverá de maneira completamente adequada.
Aí está o que eu tinha a dizer-lhes como Snow .A Clareza, a Precisão, tudo isso vai aparecer-lhes cada vez mais nu e cada vez mais evidente, a partir do instante em que vocês saem da confusão dos elementos da personalidade para penetrar, diretamente, na realidade eterna dos Elementos ao nível vibral.
Aí estão os elementos que eu tinha a trazer à sua atenção, para ajudá-los entre a confusão e a Clareza, para permitir-lhes, não julgar-se, não condenar-se, mas, sim, colocar-se no lugar que é o mais adequado para vocês, independentemente de toda influência exterior, no Silêncio Interior de seu Ser e nenhum outro lugar alhures. Porque é apenas no Silêncio Interior do Ser que os Elementos podem desposar-se, casar-se e trabalhar em vocês, na restituição definitiva à sua Unidade, ou no Absoluto.
Aí está o que há a viver, aí está o que se desenrola, agora, para cada um de vocês, de modo mais ou menos rápido, mas, em todo caso, em um lapso de tempo extremamente curto. Tudo isso lhes será perceptível e reconhecível sem dificuldade alguma, sem ir alinhar-se, sem meditar, sem imergir na natureza, mas diretamente em vocês. E vocês compreendem, naquele momento, que a Luz apenas pode ser você e em nenhum outro lugar alhures, em nenhuma projeção, em nenhuma hipótese e, sobretudo, em nenhuma manifestação nesse mundo, outra que não o que a vida pede a vocês.
Vamos, se quiserem, propor-lhes viver, juntos, o Elemento vibral, um por um.
E vamos começar, é claro, pelo Fogo vibral.
… Silêncio…
E vamos, agora, passar à Água vibral.
… Silêncio…
E, agora, ao Ar vibral.
… Silêncio…
E passemos, enfim, à Terra vibral.
… Silêncio…
Em nome do Grande Espírito e do Grande Todo, Snow rende Graças por seu acolhimento e sua presença. Que as bênçãos do Grande Espírito e o Sopro do Grande Espírito portem-nos e levem-nos ao Fogo da Verdade.
Até breve.
--------------------
Transmitido por Joseph
http://www.lecollectifdelun.com/t3330-2014-11-26-SNOW-Les-4-El-ment...

Exibições: 49

Comentar

Você precisa ser um membro de Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica para adicionar comentários!

Entrar em Portal Arco Íris-Núcleo de Integração e Cura Cósmica

"Permaneçam unos com a vossa Essência Espiritual. Somente Ela, poderá mostrar-lhes os novos rumos a serem seguidos por cada um!"

                     

"Que a eterna luz do sol te ilumine, que todo o amor te envolva, e a luz verdadeira, no teu interior, guie o teu caminho para casa."Bênção Sufi

 

 Possa o bodhichitta, precioso e sublime, surgir onde ainda não está; E onde surgir que não decline, mas cresça e floresça cada vez mais para o benefício de todos os seres sencientes.

Padma Bhavam significa Morada do Lótus. O lótus é uma flor que cresce da escuridão do lodo abrindo sua flores somente após ter-se erguido além da superfície. Se o impulso para a luz não estivesse adormecido na semente profundamente escondida na escuridão da terra, o lótus não poderia se voltar em direção à luz. Da mesma forma, cada um de nós carrega dentro de si esse impulso para a vida e para a autorealização.

 

NAMO KUAN-SHIH-YIN PU-SA A PRONÚNCIA NAMÓ GUAN-CHEER-IIN PUSSÁ O SIGNIFICADO Eu Chamo pela Bodisatva Kuan Yin, Aquela que vê e ouve o sofrimento do Mundo.

 

CONFRATERNIZANDO A nossa proposta é integração e união. Por isso sugerimos aos integrantes deste Portal que passem pelos perfis dos membros recém chegados, para dar boas vindas, trocar mensagens e convidá-los para uma relação de amizade. Parabenize os aniversariantes... Ingressem nos Grupos e participem!!! Nos Grupos encontramos muitas pérolas postadas em forma de mensagens, apostilas ... que colaboram para o engrandecimento de nossas almas, aprimoramento e crescimento do nosso ser. Gratidão! Fatima dos Anjos

http://www.twitter.com/portalarcoiris  

 

 



“O corpo conhece o tato; a língua, o paladar; o nariz, aromas; os ouvidos, sons; os olhos, formas; mas os homens que não conhecem o profundo Si Mesmo não captam esse supremo.” Mahabharata

"Duvidem de tudo. Encontrem sua própria luz". (Siddharta Gautama) 

"Não crie sofrimento Pratique virtude Seja senhor de sua mente (Bhuda)

 


"Faça uma nova fôrma para você com o poder da sua vontade. Aqueles que se superaram, vivem em paz, tanto no calor quanto no frio, no prazer quanto na dor, no elogio como na crítica. Para eles, um punhado de terra, uma pedra e ouro, são o mesmo. São imparciais e por isso se elevam a grandes alturas" Krishna

 

 


PAI NOSSO...

Que estás em toda harmonia do universo.

Santificado seja sempre o teu santo e sagrado nome.

Venha a nós o teu reino...

E que se cumpram as tuas leis, na terra e no espaço.

E em todos os mundos habitados...

Dá-nos hoje, o pão do corpo e o pão da alma.

Concede-nos a benção da saúde,do trabalho.

Perdoa as nossa ofensas.Assim como nós devemos amar e perdoar, a quem nos tem ofendido...

E não nos deixes sucumbir ás tentações.

E inspira-nos a combater o mal.Enviando-nos um raio da tua LUZ para nos orientar e guiar.

No caminho que a TI conduz.

Pois TU és o Poder e a Glória...

Amém!



INVOCAMOS AS ENERGIAS DO GRANDE SOL CENTRAL
A GRANDE FONTE ILUMINADORA DO AMOR

INVOCAMOS AOS ELOHINS…OS ANJOS QUE NOS ILUMINAM… E AOS QUATRO PILARES DOS FILHOS DA LUZ …
SANAT KUMARA, METATRON, MIGUEL E MELCHIZEDEK

INVOCAMOS AOS SERES DAS ESTRELAS QUE COM ASHTAR,
ELEVAM E APOIAM NOSSOS ESFORÇOS

INVOCAMOS A SHAMBALLA E AOS MESTRES ASCENSIONADOS
QUE GUIAM E NUTREM ESTE ENCONTRO DE ALMAS,
SERES DAS ESTRELAS E MESTRES ENCARNADOS
A DEDICAR SUA INTENÇÃO PARA ELEVAR A TODA VIDA PELO AMOR

INVOCAMOS A MÃE MARIA, KUAN YIN E A MADALENA
PARA ENCHER NOSSOS CORAÇÕES COM HUMILDADE E COMPAIXÃO

INVOCAMOS A NOSSA MAGNA PRESENÇA EU SOU A TRAZER NOSSOS DONS, VISÃO E OFERTAS EM
UMA UNIDADE DE PROPOSITO CENTRADA NO CORAÇÃO PARA CRIAR CLARIDADE
,DIREÇÃO DIVINA E AMOR MANIFESTADO,

EU SOU O QUE SOU
UM SER DE LUZ CONECTADO A LUZ!

A FORÇA DE VONTADE – A ALAVANCA QUE MOVE NOSSA VIDA Cada consciência que reencarna no plano terrestre tem como propósito primordial buscar sua evolução espiritual, aprendendo com as lições que a vida lhe traz. Apesar do esquecimento temporário que passa quando para aqui vem, internamente traz consigo um sentimento de que algo tem a fazer.
Passam-se os anos na vida terrena e isso pode variar de indivíduo para indivíduo, que o sentimento se torna mais forte, até que em determinado momento à ânsia de saciar o espírito fala mais alto e intuitivamente sente que a necessidade da busca a respostas para certas indagações lhe trará a tranqüilidade interna que tanto necessita.

A vida, no entanto é uma escola, cheia de obstáculos e desafios que incentivam o desenvolvimento das potencialidades, que auxiliam o ser na busca do crescimento espiritual.

Uma dessas potencialidades é à força de vontade, a alavanca que põe em movimento nossas ações, gerando atitudes que permitem que aquele que deseja seguir adiante, com o propósito de buscar conhecimento, possa ultrapassar todas as barreiras que por ventura encontrar pela frente.

Há consciências, que por lhes faltar a força de vontade não conseguem caminhar por muito tempo nesta busca, preferindo deixar mais para frente, adiando assim, o que realmente vieram aqui fazer, continuando a sua vida material, sem compreender que nem só de pão vive o homem, pois o homem é matéria e espírito.

Porém, o sentimento foi apenas abafado, pois chega um momento que a insatisfação fala mais alto. O que se buscou no mundo das ilusões não trouxe o alimento necessário para o espírito, pois a personalidade egóica não estava sintonizada com o propósito da alma.

A busca do ser recomeça. Bate-se em porta em porta buscando conhecimento, buscando a paz. Nesta caminhada adquire experiências e através do conhecimento passa a compreender que a tranqüilidade se alcança quando os sentimentos, os pensamentos e as atitudes são alimentados pela energia do amor. Quando já se consegue discernir o certo do errado, do que lhe traz a paz e o que lhe causa dor, escolhendo assim, o que prefere se alimentar.

No entanto, para todo aquele que se coloca como peregrino a caminho da Luz, encontra muitos obstáculos, pois a porta é estreita e poucos são os que perseveram por faltar à força de vontade.

O contato com o ser interior, a fé e a confiança que está no caminho correto, que sabe o que quer e para onde deseja seguir é que fará com que a força de vontade, esta força que impulsiona o ser seguir adiante, o auxilie a conquistar o objetivo. Nada se conquista sem o uso dessa força e perseverar no que se acredita ser o melhor é o caminho para conquistar um troféu. O troféu da satisfação de ter alcançado sua meta.

APARECIDA

"Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza." Tagore

"O reino de Deus está dentro de vós". (Jesus)

“Toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis de causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.” (Emmanuel / Chico Xavier - Perante Jesus cap. 4 - Remuneração Espiritual)

Salmo 23
1. O SENHOR é o meu pastor; nada me faltará.
2 Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranquilas.
3. Refrigera a minha alma guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome.
4. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo a tua vara e o teu cajado me consolam.
5. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda.
6. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias.

Saber viver, por Cora Coralina

Não sei... Se a vida é curta Ou longa demais pra nós, 

Mas sei que nada do que vivemos Tem sentido,

se não tocamos o coração das pessoas. Muitas vezes basta ser:  

Colo que acolhe,  

Braço que envolve,  

Palavra que conforta,  

Silêncio que respeita,  

Alegria que contagia,  

Lágrima que corre,  

Olhar que acaricia,  

Desejo que sacia,  

Amor que promove.  

 

E isso não é coisa de outro mundo, É o que dá sentido à vida.

 É o que faz com que ela Não seja nem curta, Nem longa demais,

Mas que seja intensa, Verdadeira, pura... Enquanto durar.


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos.
Charles Chaplin


"...Só aqueles que compreenderam que devem procurar o infinito, o ilimitado, o que está além do tempo e do espaço, se sentem vivos, porque a vida verdadeira é a imensidão, a eternidade. Nunca vos refugieis naquilo que é acessível, limitado: abarcai o infinito e a vossa alegria também será infinita. Será a felicidade, a luz, a força, o dilatar de todo o vosso ser."

Omraam Mikhaël Aïvanhov

 

 

 RIOS DE ÁGUA VIVA FLUEM DE VOCÊ

Você é o ponto do Universo pelo qual fluem “rios de água-viva”. Neste “ponto”, é sempre agora! Aquiete-se! Anule conscientemente a crença no tempo: você é um ser deste agora, sem passado e sem futuro!
Deus é Tudo! Onde Deus está, é exatamente onde VOCÊ está! Constate esta Verdade! Dê consciente testemunho dela! Rios de Água Viva fluem a partir de VOCÊ! Esta Substância, na verdade, é VOCÊ! É Deus, em Auto-suprimento perfeito, sendo VOCÊ!
Dárcio Dezolt

 

 PODEROSA ORAÇÃO EU SOU Fique tranqüila e saiba que Eu Sou Deus! Eu Sou Deus vivendo neste corpo como ( diga o seu nome). Eu Sou Deus totalmente livre vivendo neste corpo como ( diga o seu nome) Eu Sou a Poderosa Presença do EU SOU Eu Sou o mestre ascensionado ( diga o seu nome) Em nome da Amada Presença de Deus, o qual Eu Sou! Pelo poder de Deus, o qual Eu Sou. A poderosa Presença do Eu Sou é o meu verdadeiro eu! Eu Sou a Ressurreição e a Vida. Eu Sou a Verdade, o Caminho e a Vida. Eu Sou a encarnação do Amor Divino. Eu Sou a porta aberta que nenhum homem pode fechar. Eu Sou Deus em Ação. Eu Sou o cetro de domínio, a Chama que nunca se apaga, A Luz deslumbrante e a Perfeição Divina manifestada. Eu Sou a revelação de Deus. Eu Sou o batismo do Espírito Santo. Eu Sou o ser ascensionado que desejo ser agora. Eu Sou a realização de Deus. Eu Sou uma porta aberta a toda revelação. Eu Sou a Luz que ilumina todos os lugares no qual eu entro. Eu Sou a Presença de Deus em ação hoje. Eu Sou Aquele que Sou. Eu Sou a libertação eterna de toda imperfeição humana. Eu Sou a Presença que preenche o meu mundo com Perfeição neste dia. Eu Sou um corpo invencível de Luz. Eu Sou a Luz que ilumina todo ser humano que vem ao mundo. Eu Sou a Vitória na Luz.

 

 

 

EU SOU VOCÊ..... Não sou um sábio pensador, Porque SOU A SABEDORIA. Não Sou aquele que tráz para todos o Amor. porque Sou o Próprio Amor Não sou aquele que tráz a Vida porque Sou a própria Vida Não venho trazer a Verdade, porque em todas Verdades Eu Estou! Eu tenho todas as coisas e todas as coisas me contêm Eu Sou o único caminho para todos, você é único caminho para você,
Pois,sempre estive em você e você não sabia.
Eu Sou a tua Luz
e você é a Luz Viva que Eu sou.
Eu Sou o Pai e Sou o Filho,
Eu Sou um e Sou todos.
Eu Sou o Alfa e o Ómega
Eu Sou o Principio e o Fim.

Se tudo assim não fosse,
Eu não poderia dizer;
Eu Sou Você,
Assim como você sou Eu!!!!!!

ERGOM........

Paz ,Luz e Equilibrio...Namaste

 EU SOU EU SOU Aquele que te faz sonhar... EU SOU Aquele que te faz amar...... EU SOU a LUZ de tua Alma...... EU SOU a FÉ em teu coração...... EU SOU a ALEGRIA em teu ser...... EU SOU a VIDA que te sustenta.... EU SOU a FORÇA que jamais te deixará.... EU SOU Aquele a quem contastes... tuas alegrias e tristezas... EU SOU a ENERGIA que te impulsiona,... passo a passo, rumo a tua eterna... realização e vitória....
EU SOU...
A LUZ...
A FORÇA...
O AMOR...
A SABEDORIA...

EU SOU Aquele que há tanto tempo procuras....

Agora que Me encontrastes...
Dentro de ti, contigo e através de ti...
brilharei, confirmando a todos que tiverem...
olhos para ver a LUZ que um dia foi prometida...
e que em vão procuraram em templos de pedras...
em palavras que ficaram no esquecimento,...
bem como nos livros....

EU SOU a Poderosa ENERGIA...
que a todos e a tudo sustenta....

Em nome do AMOR decreto:...
VIDA, LUZ, AMOR E LIBERDADE...
em ti e em teu mundo...
Agora e Sempre!...

Eu, SOL, que em teu peito brilha...
EU SOU....

Trecho do Livro: "Mensagens dos Mestres - De Coração a Coração" M. Stella Lecocq

APELO

"Em nome de EU SOU O QUE EU SOU,
eu convido minha Presença EU SOU, esta parte de Deus em mim,
para estar comigo ao longo deste dia.
Eu peço, a minha Presença EU SOU,
para assumir o controle imediato de todas as minhas ações,
feitos, palavras, sentimentos e pensamentos.
Eu peço, minha poderosa Presença EU SOU
para agir através de mim ao longo deste dia,
para gerir minha vida.
Amém”.

 

A QUEBRA CONSCIENTE DE VOTO

Diga em voz alta:

Neste momento, estou quebrando todos os votos que fiz para viver a ilusão da inconsciência. Como portador da Luz de minha linhagem genética, quebro esses votos em meu nome e em nome de todos os meus ancestrais. Revogo e anulo esses votos destituindo-os de valor para esta encarnação e para todas as outras através do tempo e do espaço, das realidades paralelas, dos universos paralelos, das realidades alternativas, dos universos alternativos, de todos os sistemas planetários, de todos os sistemas de Origem, de todas as dimensões e do Vácuo.

Peço para ser libertado de todos os cristais, mecanismos, formas de pensamento, emoções, matrizes, disfarces, memórias celulares, idéias acerca da realidade, limitações genéticas, bem como da morte.

AGORA!

Segundo a Lei da Graça e pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Pelo Decreto da Vitória! Conforme a vontade do Espírito, peço para Despertar!

Conforme a vontade do Espírito, estou Desperto!

No princípio, EU SOU O QUE SOU!


Compreendendo o processo dos Apelos
A verdade existe; ela se manifesta em todos os planos, quando uma pessoa está em condições de captá-la dos planos e esferas nos quais os Seres Divinos atuam em determinada época para distribuí-la amplamente sobre a terra e seus habitantes.
A eficiência dos apelos depende da proporção de sentimento e convicção que através deles são liberados, como também depende da nitidez das imagens que se imprimem na mente. Isto, realmente representa o modelo através do qual se dissolve a energia física.``
SAINT GERMAIN
O Sétimo Raio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Oremos sempre que puder em prol do nosso querido planeta para todas as entidades possam juntas emanar sua energia maravilhosa para cura deste planeta e de seus filhos!!!

Lokah Samastah Sukhino Bhavanthu

"Que todos os seres sejam felizes"


 

 

 

 

© 2020   Criado por Fatima dos Anjos.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço